Blog do Sakamoto

Para senador, os negros são os culpados pela escravidão no Brasil

Leonardo Sakamoto

Ontem, durante audiência no Supremo Tribunal Federal para discutir o sistema de cotas em universidades públicas, o senador Demóstenes Torres (DEM-GO) usou da palavra para destilar todo o seu profundo conhecimento sobre a história do Brasil. Quem ouviu seu discurso saiu com a impressão de que aprendeu várias coisas novas. Que os africanos eram os principais responsáveis pelo tráfico transatlântico de escravos. Que escravas negras não foram violentadas pelos patrões brancos, afinal de contas “isso se deu de forma muito mais consensual” e “levou o Brasil a ter hoje essa magnífica configuração social” de hoje. Que no dia seguinte à sua libertação, os escravos “eram cidadão como outro qualquer, com todos os direitos políticos e o mesmo grau de elegibilidade” – mesmo sem nenhuma política de inserção aplicada. Com tudo isso, o nobre senador deu a entender que os negros foram os reais culpados pela escravidão no Brasil. As frases (da qual retirei trechos que estão entre aspas) foram registradas pelos jornalistas Laura Capriglione e Lucas Ferraz, da Folha de S. Paulo.

A posição do senador é compreensível, se considerarmos que o discurso feito não foi um ataque à reserva de vagas para negros e afrodescendentes e sim uma defesa da elite política e econômica que controlou a escravidão no país e que, com algumas mudanças e adaptações, desembocou em setores do seu próprio partido.

Depois me perguntam por que a proposta que confisca terras de quem usou trabalho escravo está engavetada no Congresso Nacional…

Um comentário sobre o direito dos libertados exposto pelo senador: Em meados do século 19, com o fim do tráfico transatlântico de escravos, a propriedade legal sob seres humanos estava com os dias contados. Em questão de anos, centenas de milhares de pessoas estariam livres para ocupar terras virgens – que o país tinha de sobra – e produzir para si próprios em um sistema possivelmente de campesinato. Quem trabalharia para as fazendas? Como garantir mão-de-obra após a abolição?

Vislumbrando que, mantida a estrutura fundiária do país, o final da escravidão poderia representar um colapso dos grandes produtores rurais, o governo brasileiro criou meios para garantir que poucos mantivessem acesso aos meios de produção. A Lei de Terras foi aprovada poucas semanas após a extinção do tráfico de escravos, em 1850, e criou mecanismos para a regularização fundiária. As terras devolutas passaram para as mãos do Estado, que passaria a vendê-las e não doá-las como era feito até então.

O custo da terra começou a existir, mas não era significativo para os então fazendeiros, que dispunham de recursos para a ampliação de seus domínios. Porém, era o suficiente para deixar ex-escravos e pobres de fora do processo legal. Ou seja, mantinha a força de trabalho à disposição do serviço de quem tinha dinheiro e poder.

Com o trabalho cativo, a terra poderia estar à disposição para livre ocupação. Porém, com o trabalho livre, o acesso à terra precisava ser restringido. A existência de terras livres garante produtores independentes e dificulta a centralização do capital e da produção baseada na exploração do trabalho. Com o fim do tráfico e o livre mercado de trabalho despontando no horizonte, o governo brasileiro foi obrigado a tomar medidas para impedir o acesso à terra, mantendo a mão-de-obra reprimida e alijada de seus meios de produção.

O fim da escravidão não representou a melhoria na qualidade de vida de muitos trabalhadores, uma vez que o desenvolvimento de um número considerável de empreendimentos continuou a se alimentar de formas de exploração semelhantes ao período da escravidão como forma de possibilitar uma margem de lucro maior ao empreendimento ou mesmo lhe dar competitividade para a concorrência no mercado. Desde 1995, mais de 36 mil escravos contemporâneos foram libertados pelo governo de fazendas de gado, soja, cana…

Para além dos efeitos da Lei Áurea, que completa 122 anos em maio, trabalhadores rurais ainda vivem sob a ameaça do cativeiro. Mudaram-se os rótulos, ficaram as garrafas.

Mas, principalmente, o Brasil não foi capaz de garantir que os libertos fossem tratados com o respeito que seres humanos e cidadãos mereciam, no campo ou na cidade. Herança maldita presente na sociedade. E alimentada por discursos como o de Demóstenes Torres.

PS: Posto o discurso do senador (a partir do minuto 33) a pedido de leitores. O que me lembra que um político é capaz de falar qualquer coisa de uma forma bonita…

  1. luis soares

    28/10/2011 14:54:10

    Somos uma raça só, o poder enaltece branco, negros e índios, e que resulta em dizer que sou branco se eu fedo , sou uma das piores espécies da criação e vou virar em lama , não vou ter títulos, joias, porque no cemitério não tem doutores, não tem títulos que pena senado.r

  2. Geraldo Azevedo

    28/03/2011 07:32:18

    Esse Henri Barbosa eh simplesmente ridículo.

  3. nyza

    07/02/2011 10:53:34

    Mais informações sobre o caso Nestlé em www.circuitodasaguas.org

  4. nyza

    07/02/2011 10:52:05

    As águas turvas da Nestlé.Há alguns anos a Nestlé vem utilizando os poços deágua mineral de São Lourenço para fabricar água marca PureLife. Diversas organizações da cidade vêm combatendo a prática, por muitas razões.As águas minerais, de propriedades medicinais, ebaixo custo, eram um eficiente e barato tratamento médicoparadiversasdoenças, que entrou em desuso, a partir dos anos 50, pela maciça campanha doslaboratórios farmacêuticos para vender suas fórmulas químicas através dosmédicos. Mas o poder dessas águas permanece. Médicos da região, por exemplo,curam a anemia das crianças de baixa renda apenas com água ferruginosa. Para fabricar a PureLife, a Nestlé, sem estudossérios de riscos à saúde, desmineraliza a água e acrescenta sais minerais de sua patente.A desmineralização de água é proibida pelaConstituição.Cientistas europeus afirmam que nesse processo aNestlé desestabiliza a água e acrescenta sais minerais para fechar a reação.Em outras palavras, a PureLife é uma água química.A Nestlé está faturando em cima de um bem comum, a água, além de o estar esgotando por não obedecer às normas de restrição de impacto ambiental, expondo a saúde da população a riscos desconhecidos. O ritmo de bombeamento da Nestlé está acima do permitido.Troca de dutos na presença de fiscais é rotina. Oterreno do Parque das Águas de São Lourenço está afundando devido ao comprometimento dos lençóis subterrâneos. A extração em níveis além do aceito está comprometendo os poços minerais, cujas águas têm um lento processo de formação.Dois poços já secaram. Toda a região do sul deMinas está sendo afetada, inclusive estâncias minerais de outras localidades.Durante anos a Nestlé vinha operando, sem licençaestadual. E finalmente obteve essa licença no início de 2004.Um dos brasileiros atuantes no movimento de defesa das águas de São Lourenço, Franklin Frederick, após anos de tentativasfrustradas junto ao governo e imprensa para combater o problema, conseguiu apoio, na Suíça, para interpelar a empresa criminosa. A Igreja Reformista, aIgreja Católica, Grupos Socialistas e a ong verde ATTAC uniram esforços contra a Nestlé, que já havia tentado a mesma prática na Suíça.Em janeiro deste ano, graças ao apoio desses grupos, Franklin conseguiu interpelar pessoalmente, e em público, o presidente mundial do Grupo Nestlé. No dia seguinte, o governo de Minas (PSDB), baixou portaria que regulamentava a atividade da Nestlé. Ao invés de multas,autorização, mesmo ferindo a legislação federal!!!!

  5. mirian Cardoso

    03/04/2010 20:03:16

    *Um asco desta envergadura e q muitas vezes se passa por cordeiro sendo a raposa , herdeira da maior deste imundo partido , o nazista Bornahausen , que tenham nesta vida o q sempre proporcionaram ao povão .Agruras e injustiças foi o mínimo, sempre posando de gentlemen, sendo eles , o proprio DEMo em pele , chifre e enxofre.O inferno aguarda por eles ansioso!

  6. Sérgio Corrêa

    13/03/2010 18:05:11

    O Senador Demóstenes está absolutamente correto quando mostra estatísticas sobre as raças no Brasil.Também acerta quando diz que o problemas das cotas raciais não pode ser implementado sem produzir mais exclusão, haja vista a maioria dos brasileiros ser parda.Acerta outra vez ao dizer que os indivíduos adaptam sua cor de acordo com a conveniência.E para aqueles que ficam a sonhar com "justiça", lamento informar que esse termo, cientificamente, não faz o menor sentido, senão, atrelado à posição que o indivíduo ocupa no mundo. Portanto, os sonhadores com uma sociedade igualitária vão morrer na ilusão.A sociedade brasileira é desigual como nos EUA, na França, no Canadá, etc., o que muda é só a intensidade.E aqueles que advogam as cotas na Universidade também advogam privilégios, certo? Sob essa ótica, como ficam os pobres?Desculpem a franqueza, mas a sociedade brasileira do século XXI não pode ser responsabilizada pelo tráfico de negros, tampouco pagar (sem resistir) para que eles tenham privilégios.Lembremo-nos: vivemos (infelizmente para a maioria) numa sociedade meritocrática, e por mais que se ofereça benesses no intuito de incluir, o mercado se encarregará de excluir.Assim caminha a humanidade: uma eterna luta por hegemonia.

  7. MARKUS

    10/03/2010 23:22:31

    Quem deu a entender foi o Sakamoto. Quero que vc aponte onde ele deu a entender isto, ou mesmo onde afirmou o que o BlogOngueiro Sakamoto viu o senador dizer o que nao disse. Isto e fraude intelectual.

  8. Mate um pitbull e salve uma criança

    09/03/2010 16:08:27

    Vê se não censura o meu comentário... Isso é muito feio... Se vc não gosta de textos recortados de outros sites e colados no seu blog, tudo bem...Mas não esqueça de deletar o texto do Elio Gaspari colocado pelo Francisco Neto!

  9. Francisco Neto

    09/03/2010 10:53:53

    Para quem discorda do Sakamoto e não sabe ler, indico o texto abaixo (bem melhor que a da besta do Magnoli):FOLHA SP : ELIO GASPARIA TEORIA NEGREIRA DO DEM SAIU DO ARMÁRIOO senador Demóstenes Torres (DEM-GO) é uma espécie de líder parlamentar da oposição às cotas para estimular a entrada de negros nas universidades públicas. O principal argumento contra essa iniciativa contesta sua legalidade, e o caso está no Supremo Tribunal Federal, onde realizaram-se audiências públicas destinadas a enriquecer o debate.Na quarta-feira o senador Demóstenes foi ao STF, argumentou contra as cotas e disse o seguinte:"[Fala-se que] as negras foram estupradas no Brasil. [Fala-se que] a miscigenação deu-se no Brasil pelo estupro. Gilberto Freyre, que hoje é renegado, mostra que isso se deu de forma muito mais consensual".O senador precisa definir o que vem a ser "forma muito mais consensual" numa relação sexual entre um homem e uma mulher que, pela lei, podia ser açoitada, vendida e até mesmo separada dos filhos.Gilberto Freyre escreveu o seguinte:"Não há escravidão sem depravação sexual. É da essência mesma do regime"."O que a negra da senzala fez foi facilitar a depravação com a sua docilidade de escrava: abrindo as pernas ao primeiro desejo do sinhô-moço. Desejo, não: ordem.""Não eram as negras que iam esfregar-se pelas pernas dos adolescentes louros: estes é que no sul dos Estados Unidos, como nos engenhos de cana do Brasil, os filhos dos senhores, criavam-se desde pequenos para garanhões. (...) Imagine-se um país com os meninos armados de faca de ponta! Pois foi assim o Brasil do tempo da escravidão."Demóstenes Torres disse mais:"Todos nós sabemos que a África subsaariana forneceu escravos para o mundo antigo, para o mundo islâmico, para a Europa e para a América. Lamentavelmente. Não deveriam ter chegado aqui na condição de escravos. Mas chegaram. (...) Até o princípio do século 20, o escravo era o principal item de exportação da economia africana".Nós, quem, cara-pálida? Ao longo de três séculos, algo entre 9 milhões e 12 milhões de africanos foram tirados de suas terras e trazidos para a América. O tráfico negreiro foi um empreendimento das metrópoles europeias e de suas colônias americanas. Se a instituição fosse africana, os filhos brasileiros dos escravos seriam trabalhadores livres.No início do século 20 os escravos não eram o principal "item de exportação da economia africana". Àquela altura o tráfico tornara-se economicamente irrelevante. Ademais, não existia "economia africana", pois o continente fora partilhado pelas potências europeias. Demóstenes Torres estudou história com o professor de contabilidade de seu ex-correligionário José Roberto Arruda.O senador exibiu um pedaço do nível intelectual mobilizado no combate às cotas.

  10. Corretor Ortográfico

    09/03/2010 10:11:22

    Não é possível você ter assistido o vídeo e não perceber que seu texto está equivocado e infantilmente manipulador. Se quiser manter a coerência, tire o vídeo. Ou melhor: tire o texto.

  11. Jota Bê

    08/03/2010 21:19:41

    a caixa de comentários precisa de oxigênio, Sakamoto, tá dando muita bactéria anaeróbia, staphylococcos kukluxklanensis, já ouviu falar?nada queum anti-span não resolva.Voltaire é muito mais avançado que eu no respeito à liberdade de expressão...

  12. Renato

    07/03/2010 20:22:29

    É verdade, as coisas no Brasil não funcionam mesmo. Sou contra. Corrigindo, sou a favor. Acontece...

  13. Renato

    07/03/2010 20:20:29

    Quando vocês tiverem tempo, leiam sobre como os japoneses eram convencidos a vir ao Brasil. Eram expulsos pelo governo imperial, não vinham de livre iniciativa. Não eram escravos civilmente no Brasil, mas não eram mais aceitos no próprio país. Por falar nisso, a imensa maioria dos nipodescendentes não tem sobrenomes, mas apenas o nome das aldeias de onde vieram.

  14. João

    06/03/2010 18:50:05

    As cotas são apenas para criar uma "elite negra", com o modelito igual as elites brancas e asiáticas que existem no Brasil ...nada novo, o pobre branco ou negro ficará onde esta. Reserva ou cota é criação de gueto.

  15. Renato

    06/03/2010 10:52:25

    Adnré, falo de forma generalizante, porque o assunto cotas é generalizante, como se todos os negros no Brasil fossem iguais. Com se os descendentes de Pelé necessitassem de ajuda para a educação. Ou como se Celso Pitta tivesse precisado de ajuda para ir estudar na Inglaterra.O conceito de cotas é que generaliza tudo e joga todos os negros como se não houvesse fronteiras nos países africanos.

  16. O Vingador da Web

    06/03/2010 07:12:29

    O Vingador da Web não trabalha para ninguém, pois ele é o... Vingador da Web!Renato e Markus não entenderam o texto do blogueiro.Leiam de novo, com cuidado. Talvez, dependendo do nível de interpretaçao de texto que vocês têm, vão conseguir separar o que é conclusão dele e o que foi fato. Não sei se conseguem, mas tentem.Eu já vi um dos livros publicados pelo blogueiro e o vi em um debate no Congresso Naciona. Nao concordo com muita coisa, mas que manja muito do negócio, ah ele manda.A inveja é uma m..., né?

  17. Isa

    06/03/2010 03:10:55

    Ele n disse nada disso, sinceramente. Escutem direito o que ele disse!!! é nessas que nós negros adotamos um discusso contra nós mesmos, ainda sou a favor de um plebiscito.

  18. MARKUS

    06/03/2010 02:43:40

    Entao Gilberto, ta bom pra vc. Descobriu quem e o Toffoli agora ne,

  19. MARKUS

    06/03/2010 02:41:47

    Gilberto, esta e pra vc. Vai o curriculum do Toffoli que ta livrando a cara do Arruda>Aos 41 anos, Toffoli é o indicado mais jovem para o STF nas duas últimas décadas. Foi advogado do PT em três campanhas presidenciais de Lula e também trabalhou para o partido como assessor parlamentar no Congresso Nacional.Antes de assumir a Advocacia Geral da União, foi ainda subchefe de Assuntos Jurídicos da Casa Civil (Dilma Roussef)

  20. MARKUS

    06/03/2010 02:35:59

    Parabens Renato pela lucidez, voce conseguiu colocar as coisas ainda com mais clareza que eu. Estou revoltado com que ta acontecendo, essa distorcao constante e impune dos fatos. Caramba, porque sera que qualquer post que revele o obvio, o Sakamoto nao viu o video do D.T. e fez afiramacoes de um monte de conclusoes mentirosas sobre o que nem sequer viu. O Renato, como eu, apenas mostramos (com fatos) a mentira do blogueiro. Sera que por causa disto eu, ou ele trabalhamos para alguem. Sera que a busca da verdade dos fatos nao importa em nada. No minimo este Vingador deve ter uma boquinha Federal ou numa Estatal, ja eu, sou profissional liberal, sem rabo preso. Entao a pergunta fica a seguinte, ja que a visao e esta, para quem o blogueiro esse Vingador trabalham... medo...

  21. Robson Santos

    06/03/2010 00:54:11

    Uma pergunta aos nobres companheiros que habitam os comentários do Blog do doutor: Qual será o motivo pelo qual os defensores das cotas raciais não propõe um plebiscito para resolver a questão? Minha singela opinião é a seguinte: Os esquerdopatas que parecem adorar um plebiscito (vide nossos hermanos sul americanos) na verdade só os querem quando certos de ganhar. Quando a derrota é certa como nesse caso e no caso da legalização do aborto nem cogitam... sabem que nunca teriam a maioria!

  22. Robson Santos

    06/03/2010 00:45:37

    Caro "Pro Cotas",Seu linguajar e seus gritos já mostram sua erudição e sapiência. Vá caçar a sua turma! Gosto de discutir com pessoas mais cultas do que eu, que possam me ensinar alguma coisa, inferiores intelectualmente não me interessam, não perco tempo com você! Vá procurar a turma do prouni!

  23. César

    05/03/2010 23:27:09

    E quanto ao racismo brasileiro:No dia em que eu ver um negro rico com uma mulher negra, eu mudo de país...

  24. César

    05/03/2010 23:08:24

    EXISTE A LUTA DO ERRADO CONTRA O ERRADO E EXISTEM LOBOS EM PELE DE CORDEIRO...O FATO DO AUTOR DESSE "TEXTO" PROCLAMAR A SI MESMO COMO O "HERÓI" DAS MASSAS OPRIMIDAS NÃO SIGNIFICA ABSOLUTAMENTE NADA...OS CULPADOS E AS VÍTIMAS DA ESCRAVIDÃO JÁ ESTÃO TODOS MORTOS...E QUEM QUER TIRAR PROVEITO DISSO NÃO PASSA DE UM CHARLATÃO OPORTUNISTA, QUE SE INTERESSA PELOS NEGROS APENAS NA MEDIDA EM QUE PODE LUCRAR COM ISSO...

  25. Renato Cordeiro

    05/03/2010 18:21:26

    Não trabalho com políticos. Não sei se ele é honesto e digno do meu trabalho. Mas aprender a ler é um talento que a minoria dos alfabetizados tem, vide você, seja lá quem for, que se dá ao trabalho de ler um post enorme e não entende uma vírgula. Ganharia mais tempo falando com seus miguxos no Orkut. Lá, ao menos, você pode ser quem você quiser, covardemente ou não.

  26. O Vingador da Web

    05/03/2010 18:16:08

    Será que o IP do Rafael é o mesmo de vários outros defendendo o referido senador? Sakamoto, libera o IP dele, vai!

  27. O Vingador da Web

    05/03/2010 18:15:03

    Será que o Rodolpho quer um beijinho do Saka?

  28. O Vingador da Web

    05/03/2010 18:13:16

    Será que o Renato trabalha para o D.T.?

  29. Fausto Quaresma

    05/03/2010 17:26:23

    Se houvesse vontade politica e investimentos na educação não haveria esse bate-boca provinciano no Brasil. Agora com investimento abaixo de 4% so nos resta sonhar: quem sabe num futuro ainda distante teremos não só escola para todos, gratuita e de boa qualidade. Ainda uma distribuição de renda que atenda a todos. Sem violência e desemprego. As praças voltarem para as mãos do povo. E os moros serem pontos altos para se ver o que foi feito. Eu disse: isso é um sonho. Mas para iniciarmos a vivencia-lo temos que acordar este gigante adormecido em berço explendido. E no presente com um país tão sujo e cada um querendo o seu favorcimento, podemos correr um grande risco:È como uma criança suja, que precisa ser lavada. Agora temos que tomar cuiado porque ao lavar a criança suja, chega uma certa hora que a água suja e a criança se misturam. Ai é que mora o perigo: quando for trocar a água, temos que tomar cuidado para não jogar fora a criança também. O certo é que há uma divida social, que tem cobrado forte da sociedade brasileira. E Se o país quiser crescer realmente e ser uma grande potência mundial, tem que paga-la.

  30. Renato Cordeiro

    05/03/2010 17:08:18

    O blogueiro retirou um catado de frases do discurso, selecionou como lhe interessava e criou uma manchete sensacionalista. Praxe do jornalismo. Que ao menos não declare imparcialidade, pois citando as fontes logo cai por terra qualquer interpretação neutra ou tentativa de.Melhor seria se não blogasse o vídeo, aonde fica claro que o senador usa de alguns argumentos citados como forma de conclusão de que o preconceito praticado no Brasil é antes classista que racista. Pense ou não diferente do político, o discurso foi no mínimo bem articulado e repleto de dados estatísticos - esses ignorados pelo blog.Vale ressaltar que o senador cita suas fontes, de modo que frases como “isso se deu de forma muito mais consensual”, referente à violência sofrida pelas escravas por seus patrões, no caso foram proferidas por sociólogos como Gilberto Freyre, quando afirma a miscigenação era em verdade totalmente arraigada na cultura, diferentemente do que ocorria na América Espanhola. O problema é que essa afirmação vai de encontro com as teorias conspiratórias e maniqueístas que tentam fazer da história do Brasil única e exclusivamente uma luta do bem (pobres) contra o mal (ricos).Fato é que a história é escrita e reescrita segundo interesses. Assim como o blogueiro nos prova sem escrúpulos, a história, tal qual o jornalismo é escrito de forma parcial. A escravidão no Brasil passa a ser vista como uma luta cruel, ao modelo Casa Grande Senzala. Devemos atentar ao fato de que a escravidão foi sim uma violência à diversos povos (eram muitas as nações escravizadas). Mas hoje, o politicamente correto demoniza àqueles que buscaram nuances da história que explicam de forma mais lógica como era a vida no período escravagista.Em momento algum o senador D.T. afirma que a culpa da escravidão é dos negros, mas é fato que até meados do século XX ainda havia nações africanas lucrando com escravos, realidade secular, senão milenar, africana. Que não fossem os culpados pela escravidão, foram sim, mais que coniventes, protagonistas, junto à europeus, árabes e quem mais pagasse.O tom usado por D.T. soou pejorativo, porque nesse ponto ele se esquece que a África é um enorme continente, e a a região subsaariana representa mais de 60% do território. Há lá milhares de povos, centenas de etnias. Chamar o Africano de Negro, ou preto - como quer o IBGE - é o mesmo que afirmar que Japonês, tal como o blogueiro, é o mesmo que chinês, coreano, mongol, filipino ou vietnamita são todos amarelos, são o mesmo povo. Tampouco os europeus. A palavra escravidão vem de eslavo (slave / slavian), povo do leste europeu. Genaralizações são sempre condenáveis. Isso é preconceito.

  31. Victor Tegali

    05/03/2010 16:56:57

    CONCORDO! e assino embaixo..

  32. Andre Mattos

    05/03/2010 16:44:42

    ACHO QUE ESTOU PERDENDO MEU TEMPO, LEVEI UMA CHUVA DE CRITICAS ABSURDAS PELO QUE ESCREVI AQUI, CRITICAS ATE MESMO PELOS MEUS ERROS DA LINGUA PORTUGUESA DAS QUAIS EU COMETI. FUI CHAMADO DE RACISTA PORQUE FALEI A PALAVRA "DIVIDAS"MAS NAO SE PREOCUPEM, ISSO E UMA DIVIDA MORAL, NADA SERA AFETADO NO BOLSO DE VOCES....VOCES SIMPLESMENTE QUEREM QUE EU ENGULA QUE O BRASIL HOJE E JUSTO OU INJUSTO EXATAMENTE EM DOSES IGUAIS PARA TODOS! SAO 500 ANOS DE ERROS DOS QUAIS PRECISAREMOS DE MAIS 500 PARA CORRIGI-LOS, POREM SE DEIXARMOS SEGUIR POR CERTOS COMENTARIOS AQUI, CONTINUAREMOS A DECORARMOS O BOLO ESTRAGADO, FINGINDO QUE NADA ACONTECE! O BRASILEIRO TEM O DOM DE FAZER COISAS E EM SEGUIDA ESQUECE-LAS! O RACISMO PELOS COMENTARIOS, VAI CONTINUAR INSTALADO NA MENTE DE MUITOS POR ANOS,INFELIZMENTE!MAS NAO ENTENDO ATE AGORA PORQUE ALGUNS BRANCOS ESTAO TAOOOOOO REVOLTADOS COM ESSA 'INJUSTICA" COM OS NEGROS, JA QUE O SISTEMA DE COTAS EM NADA OS AFETARA! SE O SISTEMA E ERRADO, OK! DEIXE-MOS QUE O TEMPO NOS MOSTRE QUEM ESTAVA ERRADO!

  33. Andre Mattos

    05/03/2010 16:23:16

    Meu caro Marcelo Costa, quando eu me referi falando que Brancos devem pagar a divida para com os negros, simplesmente quis dizer que isso e algo moralmente falando a ser pago,eu mesmo sendo negro, tambem sou mestico e minha familia e lotada de brancos, pois como muitos ja falaram aqui o Brasil e um pais mestico, de uma unica raca = BRASILEIRA! Porem, lhe faco uma pergunta, voce acha mesmo que os direitos sao iguais? voce acha mesmo que um negro pobre e um branco pobre tem os mesmos direitos? Por que nao pergunta pra alguns e obtera a resposta que talvez nao consegui lhe passar. Me chamem de racista pela forma que escrevi, mas nao ligo...DIVIDA E MORAL, nao se preocupe que nada afetara suas contas bancarias.

  34. Enio

    05/03/2010 15:50:15

    TANTOS COMENTARIOS NESTE BLOG SEM VER O VÍDEO, LAMENTÁVEL. O SENADOR DEMOSTENES NOS DÁ UMA AULA, ESTÁ DE PARABENS.FEZ EXELENTE ESPLANAÇAO E EM GRANDE PARTE CITANDO AUTORES E HISTORIADORES QUE HÁ ANOS JÁ DEBATEM O TEMA. Bem disse o senador, 'o debate deve ser desapaixonado " e "'DEVEMOS AJUDAR OS NEGROS OU TODOS OS POBRES DO BRASIL? ". ACREDITO AINDA QUE O EDUCADO E RESPEITADO SENADOR, ACEITA AS DECULPAS DE QUEM LHE FEZ FALSAS ACUSAÇOES E COMENTARIOS SEM ESCUTÁ-LO.

  35. José Paulo

    05/03/2010 15:43:21

    Aliás, esse negócio de cotas raciais faria o William Shockley, vencedor do Prêmio Nobel da Física em 1956 e defensor da eugenia, acreditar ainda mais nas próprias crenças.

  36. Cristina de Melo Caldeira Leite

    05/03/2010 15:31:31

    “Com tudo isso, o nobre senador deu a entender que os negros foram os reais culpados pela escravidão no Brasil.”Foi o que o Sakamoto escreveu – nada mais, nada menos. Ou seja, é a interpretação do blogueiro referente à montanha de bobagens que o senador falou. Na minha opinão, muito acertadamente.O Markus, minha gente, não tem capacidade de interpretação de texto e está que nem uma louca dizendo “Sakamoto mentiu, Sakamoto mentiu!” – uauauauauauauauaAbraço.

  37. Cristina de Melo Caldeira Leite

    05/03/2010 15:30:49

    "Com tudo isso, o nobre senador deu a entender que os negros foram os reais culpados pela escravidão no Brasil."Foi o que o Sakamoto escreveu - nada mais, nada menos. Ou seja, é a interpretação do blogueiro referente à montanha de bobagens que o senador falou. Na minha opinão, muito acertadamente.O Markus, minha gente, não tem capacidade de interpretação de texto e está que nem uma louca dizendo "Sakamoto mentiu, Sakamoto mentiu!" - uauauauauauauauaAbraço.

  38. Gilberto Marotta

    05/03/2010 15:29:55

    MARKUS, está aguardando fatos de mim? venha com fatos primeiro.NÃO É um fato que Toffoli seja filiado ao PT ou tenha participado de programa do PT. Toffoli foi advogado da União, como Gilmar foi de FHC.NÃO É um fato que, "por causa disso, quase não pode ser ministro do STF". Passou pela sabatina do Senado como passa qualquer candidato ao STF. O resto é especulação da imprensa e da oposição (o que dá no mesmo).Finalmente, você diz que pensa mas relacionou a indicação do Toffoli com seu voto "favorável" a Arruda, e se pensasse mesmo veria que, pelo seu próprio argumento, isso implicaria em que os outros ministros indicados por Lula votassem sempre da mesma forma, o que não acontece. A maior prova de que vc está errado, como eu já disse e você simplesmente faz questão de não ver, é que foi um dos ministros indicados por Lula, Joaquim Barbosa, que acatou denúncia do chamado "mensalão". Se houvesse qualquer ingerência do PT ou de Lula, obviamente isso não aconteceria. Você tem que ser coerente em seu argumento, não pode ter dois pesos e duas medidas, meu caro.

  39. Rodolpho

    05/03/2010 15:26:27

    Grande Leonardo SakaMerda,"Sacando as maiores merdas USPNIANAS esquerdistas do Brasil".Parabéns por mais um texto loroteiro, criminoso e incitante !Olha só a corja de gente débil mental (me perdoem os débeis de verdade, é uma compaaração injusta até, mas só assim eles entendem ... ) aqui se remoendo de ódio pelos Brancos do Passado, que são máus ! Ohhh !Olha a corja de gente vocifera seu lixo em pensamentos do tipo : Estado Burguês...Isso é Blog do SakaMerda ! E ele acha que sentado diante da telinha de seu notebook vai fazer uma GRANDE REVOLUÇÃO no pensamento esquerdista do Brasil ! HahahahahahaTo cansado de otário revolucionário de bunda no sofá, que só abre a boca pra falar lixo. SakaMerda é mais um destes "felizes" proprietários de espaços virtuais que se regozijam de ter um título e um trabalho "social" que lhe "permite" dizer verdades sobre a realidade brasileira.Sai dessa SakaMerda, a grande "Sakada" da sua vida é abandonar sua revolta USPniana, tirar a bunda da cadeira e fazer !Trabalho escravo é tua causa ! Tem muita merda pra ser melhorada, e até hoje, mesmo com você e pouca gente atuando nada se muda !

  40. Magno Lacerda

    05/03/2010 15:16:33

    É, a única diferença foi a política aplicada ao índio, que foi simplesmente varrido do mapa.

  41. Rubem Ribeiro Neto

    05/03/2010 15:00:09

    Sakamoto e demais,Não gosto do DEM por questões ideológicas, mas o referido Senador não disse nada do que vocês escreveram que ele disse.Tenham por favor a decência de assistirem ao vídeo e depois comentarem.

  42. JOTA

    05/03/2010 14:47:20

    PALHAÇADAS

  43. Rafael

    05/03/2010 14:40:16

    Sakamoto,Você precisa assistir ao vídeo antes de reproduzir as besteiras publicadas na Folha. Isso é irresponsabilidade jornalística, cara. Pega mal...

  44. petra

    05/03/2010 14:29:29

    Estou de pleno acordo.Quem vendia(por troca de rum) eram os próprios negros de tribos mais fortes ou vocês acham que os portugueses entravam mata adentro p/ coorer atrás deles? Até hoje eles se matam.

  45. MARKUS

    05/03/2010 14:00:39

    Jose, nao faz o meu tipo, quando tenho alguma tara eu realizo. Mas voce que deve ter uma tara (frustada), ja que esta me perseguindo no blog defendendo a causa Sakamosista hehehehe. Quero saber jose, em que parte o Senador diz que os negros sao responsaveis pela escravidao, e simples. Diga. Bem, aproveite. Nao curto mentirosos.

  46. MARKUS

    05/03/2010 13:57:40

    Entao Jose Fausto, em que parte o Senador diz que os negros sao culpados pela escravidao. isso saiu da cabeca do Sakamoto.

  47. MARKUS

    05/03/2010 13:51:25

    Parabens Lucia, vc tocou no ponto certo.

  48. MARKUS

    05/03/2010 13:48:25

    Eu penso sempre querido. O Toffoli fazia parte do PARTIDO, participou atvamente da campanha do Lula, por causa disso quase nao pode ser ministro do STF. Estou aguardando fatos de sua parte, so vejo espasmos. Quale do Toffoli, quale do PT

  49. MARKUS

    05/03/2010 13:46:14

    Jose Fausto. Nao estou em concurso de estilo, mas apenas quero a verdade. Onde o senador diz o blogueiro afirma na chamada. Em lugar algum. O senador apenas cita fatos historicos e coloca tudo num ponto de vista bastante interessante e justo. Agradeco sua opiniao, mas a bem da verdade, Sakamoto aqui passa por mentiroso. Fico feliz que ele tenha postado o video (que ele so assistiu depois de publicar o post, porque senao nao tinha motivo pra isso). Acho lamentavel as pessoas fazerem isto, uma verdadeira confusao de ideias e mentiras, com afirmacoes bombasticas pra massa ir atras xingando sem saber porque. E importante saber a fonte, ouvir e julgar. Achei legal pelo menos ter feito vc ver o video, vamos e venhamos, nao tem nada a ver com o post.

  50. MARKUS

    05/03/2010 13:39:33

    Entao aponte onde o Senador diz que os negros sao culpados por escravidao. Ele apenas citou fatos historicos, isto nao e uma opiniao, sao fatos. Veja

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso