Blog do Sakamoto

Aborto: “carnificina”, desigualdade e as eleições

Leonardo Sakamoto

Certamente o tema dos direitos humanos será tripudiado durante a campanha presidencial deste ano. Não espero coisa diferente, sempre é assim. E não estou falando apenas das críticas à nova edição do Programa Nacional de Direitos Humanos, mas de toda a ignorância que será destilada pelos candidatos na busca por mais votos. Equilibrar o lado passional com o racional e manter-se laico nessas horas não dá tanto apoio quanto abrir a porteira da irracionalidade sanguínea, feito os programas de TV do estilo “espreme que sai sangue” ou das carolagens que jogam para baixo do pano os direitos mais básicos, como o direito à autodeterminação e ao próprio corpo.

Ontem na sabatina Uol/Folha, o candidato José Serra questionado sobre o aborto disse: “Considero o aborto uma coisa terrível. Num país como o nosso, se liberaria uma verdadeira carnificina. Isso aí liberaria gravidez para todo lado porque [a mulher] vai para o SUS e faz aborto”.

Não há defensora ou defensor do direito ao aborto que ache a interrupção da gravidez uma coisa fácil e divertida de ser feita, equiparada a ir à padaria para comprar um picolé. Também não seriam formadas filas quilométricas na porta do SUS feito um drive thru de fast food. É algo traumático para a imensa maioria das mulheres que se submetem a ele, tanto física quanto psicologicamente, mas que o fazem por não desejar a gravidez.

Agora, essa história da carnificina foi o ó do borogodó! Quando Marina Silva diz algo parecido, beleza, já é esperado o discurso religioso. E Dilma sairia pela tangente, lisa feito quiabo (ela não deixou Paulo Vannuchi, responsável pela pasta dos Direitos Humanos, sozinho quando o PNDH foi injustamente esquartejado em praça pública?) Surpreende um ex-ministro da Saúde, que teve uma gestão razoável, dizer uma bobagem dessas. Ele conhece os números do Sistema Único de Saúde, sabe muito bem a quantidade de mulheres atendidas com hemorragia ao tentar fazer abortos precários em casa. Sabe que a carnificina que ocorre coberta pela hipocrisia da sociedade brasileira é outra.

Mulher rica vai à clínica, mulher pobre vai à agulha de tricô ou à caixa de Cytotec para barrar uma gravidez em estágio avançado. A discussão não é quando começa a vida, mas as mulheres que estão morrendo nesse processo, por isso negar o direito ao aborto não vai diminuir o número de intervenções irregulares. Segundo a Secretaria Especial de Políticas paras Mulheres do governo federal, cerca de 1,2 milhão de abortos são realizados por ano no país. Os abortos mal feitos causam 9% das mortes de mulheres grávidas, 25% dos casos de esterelidade e são a quinta causa de internação hospitalar de mulheres. Se o candidato não quisesse defender publicamente o direito da mulher ao seu próprio corpo, defendesse a questão como saúde pública.

“Num país como o nosso” o quê? Em que as mulheres não sabem o melhor para elas? Interessante, achei que a idéia de tutela do Estado fosse algo que não estivesse no programa de governo do seu partido, de tanto que defendem o ideário liberal. Isso mostra que uma coisa é a liberdade econômica, outra a liberdade individual que, no Brasil, continua self-service, com o grupo hegemônico escolhendo o que mais lhe apetece e mantendo o resto proibido.

PS: Não estou fazendo ponderação com o outro lado, até porque o bizarro neste blog é bem aceito, independentemente se veio do PSDB ou do PT. Por isso, não poderia deixar de comentar que o líder do governo na Câmara dos Deputados Cândido Vacarezza (PT-SP) indica simpatia pelas aberrações contidas no novo texto do Código Florestal. Ele diz ser necessário haver tranquilidade para votar o assunto e que, por isso, o texto só deve ir à plenário após as eleições. Se por um lado isso é bom por evitar que a bancada ruralista use o tema como trampolim eleitoral, por outro lado vai evitar que os deputados que votarem a favor do texto sejam repudiados pelos seus eleitores. De qualquer forma, Vacarezza já demonstrou que não vai fazer muita esforço para barrar as bizarrices contidas no substitutivo do relator Aldo Rebelo (PC do B-SP), uma das lideranças ruralistas no Congresso, fundamental nesta tentativa de passar o trator sobre a legislação ambiental. ''As críticas [ao texto do novo Código] são de quem não leu a proposta'', anotou a edi'vcão de hoje da Folha de S. Paulo. Irônico, pois quem parece que não leu a proposta foi ele.

  1. Allan Victor de Almeida Marandola

    31/08/2011 14:40:55

    Salve Maria.São esses os professores contratados por uma Pontífice Universidade Católica... "miserere nobis!"In Corde Iesu, semperAllan Victor de Almeida Marandola.

  2. ziane

    03/11/2010 14:07:37

    por favor, me expliquem... oq estão querendo realmente discutir, a politica do aborto no sentido humanidade ou o impacto do aborto como ñ proibido sobre a politica? pq ta realmente dificil entender suas pretenções quanto ao assunto...

  3. CELIA

    31/10/2010 19:48:10

    JÁ NÃO DEU CERTO...., VC É MUITO ESPERTA , INTELIGENTE, QUER INTIMIDAR...........DESEJO APRENDA OUVIR.( um bom governo)

  4. Tamiris

    28/09/2010 21:57:54

    Fico muito triste ao ler essas palavras e perceber que aquele que deveria nos instruir está matando o Dom que Deus lhe deu, o dom de falar o privilégio de anunciar a Sua boa Nova,professor, você tem tudo nas mão irmão não seja ingrato agradeça pela sua vida, já são tantas as mortes que não podemos evitar, pra que criar mais, pra quê, o problema não está na gravidez indesejada, é muito mais além disso, é a desigualdade social, e a carência dos seres humanos a sede de Deus, de justiça.Basta olhar ao seu redor e entender que o que falta é amor entre nós, é a solidariedade, estamos ficando cegos, achando as coisas normais. Legalizar o aborto não vai resolver problema algum, vai criar mais, não vai saciar a fome das crianças, não vai diminuir a pobreza, nem a criminalidade, não são objetos , são vidas, VIDAS irmão. Meu coração chora de ler as tuas palavras.Precisamos ser humanos,ter sentimentos sensibilidade, você é escolhido querido, escohido para anunciar a Deus, você tem tudo em suas mãos...visite este site, conheça essas pessoas e você vai entender...http://www.misericordia.com.br/

  5. Anderson Tiete- SP

    28/09/2010 21:54:53

    Boa noite professor: Ninguem tem jamais o direito de tirar vidas e jamais de sair porai fazendo filhos em meio a uma sexualidade completamente desrregrada, sabendo a inocencia de uma pequena criança dentro de um ventre em que com 2 meses ja consegue escultar as barbaridades que estamos dizendo. Não sou nem um santo e muito menos um bitolado, respeito a opinião de cada um tambem mas quanto a issu que o senhor escreveu, realmente é um absurdo quanto a VIDA ! Digo sim a Vida seja qual for que seja a situação.Boa noite. Msn para quem queira conversar sobre: anderson_grupojave@hotmail.com

  6. Rafael

    26/09/2010 15:58:21

    Antes de mais nada, esclareço que não sou nenhum fanático religioso. Estou muito longe disto. Porem não tenho "duas caras". Quando preciso rezo a Deus pra me ajudar em minhas dificuldades, e quando voto escolho um candidato(a) que é a favor do aborto? Eu, definitivamente, não teria coragem de pedir-Lhe mais nada se assim o fizesse. Será que alguém acredita que simplesmente Deus não verá nossa atitude ao votar, pelo fato do voto ser "secreto"??? Só mesmo sendo ateu.

  7. Desafio dos 7 links » Ladybug Brasil - Sobrevôos, descobertas, achados.

    06/08/2010 10:35:18

    [...] post publicado em outro blog que você gostaria de ter escrito – Aborto: carnificina, desigualdade e as eleições. O Sakamoto mandou muito, muito bem. Além de comentar a frase infeliz do Serra juntou tudo com o [...]

  8. Sex Politics » Blog Archive » Pelo Mundo

    16/07/2010 12:25:33

    [...] que “liberar o aborto criaria uma verdadeira carnificina no país”. Veja o artigo Aborto: “carnificina”, desigualdade e as eleições, no blog do Sakamoto, com uma análise sobre essa [...]

  9. Sex Politics » Blog Archive » Pelo Mundo

    16/07/2010 12:25:33

    [...] que “liberar o aborto criaria uma verdadeira carnificina no país”. Veja o artigo Aborto: “carnificina”, desigualdade e as eleições, no blog do Sakamoto, com uma análise sobre essa [...]

  10. P.A.

    13/07/2010 05:51:17

    A propósito do aborto, achei este vídeo que dá bastante que pensar... http://www.pauloadriano.com/blog/?p=464

  11. Carolina

    10/07/2010 00:39:54

    FALTA AMOR NESSAS PALAVRAS. O QUE QUER DIZER QUANDO ESCREVE QUE A MULHER TEM QUE DECIDIR O QUE MELHOR PARA ELA, PARA O CORPO DELA. QUANDO UM ASSASSINO VIVE EM PAZ APOS TER COMETIDO UM CRIME?E NA VERDADE O QUE VIVEMOS É A EXTREMA FALTA DE AMOR E POR ISSO QUE PADECEMOS COM TANTAS INJUSTIÇAS, MALDADES, DESIGUALDADES. SINTO EM DIZER QUE FALTA AMOR EM CADA UMA DAS PALAVRAS DESSE TEXTO. QUE TRISTEZA!

  12. Jorge Antunes Aguiar

    07/07/2010 10:36:56

    MARIA: Não desejo, não espero e repudio aplausos de alguem que defende a morte de inocentes ainda dentro do ventre de suas mães. Defender o aborto e relaçionar isso á "saúde" da mulher não lhe parece a imbecilidade do ser humano da qual você me acusa? Você poderia encarecidamente me enviar dados oficiais ou alguma matéria médica digna de respeito sobre as "milhares" de mortes de inocentes no Brasil?Ou é mais uma acusação tipica da imbecilidade humana? Se você desejar lhe envio dados a respeito da morte de "milhares" de inocentes no ventre de suas mães. Se o nosso Brasil para progredir tem que "liberarar" o aborto, que permaneça como está.Quanto a sua acusação de machismo e racismo tenho ,mais uma vez, que desaponta-la pois não sou nenhuma coisa nem outra.Você fala sobre algo que não conhece sobre minha pessoa.Luto pela vida e pelo direito de nascer , pena que você luta pelo contrario.Vale me Domini.

  13. Maria

    06/07/2010 19:52:10

    Realmente Jorge sua opinião de homem que quando quer pode fugir de uma gravidez indesejada, realmente traduz a imbecilidade do ser humano.Palmas pra você, clap, clap, clap!!! Palmas pra você e todos aqueles que não estão nem aí com a saúde das mulheres!Milhares de mortes no Brasil não são evitadas devido a hipocrisia de reacionários e tiranos (como você).Palmas, mas muitas palmas mesmo! É assim que nosso país vai pra frente: com muito machismo, racismo e religiosidade inútil!

  14. Jorge Antunes Aguiar

    04/07/2010 16:57:17

    A Maria prefere matar agora, pois esse não é o momento de ser mãe, quando ela "desejar" vai desejar deixar seu filho viver.Todo poder , honra e dignidade a elas que "SÓ" querem escolher entre a vida e a morte de pobres inocentes que "não" sentem dor até os 7 meses. Parabéns ,Maria, poucas mulheres são tão claras como você.

  15. Jorge Antunes Aguiar

    04/07/2010 16:51:49

    Ao Steban Pelo que você afirmou é mais um idiota que acredita em tudo que a midia mostra e fala, e olha que nos dias atuais dizem que vivemos a época da "luz" enquanto se afirma que a Idade Media foi a época da escuridão e das trévas.Mas como explicar que pessoas como você existam nessa época de tanta luz?Você é um sinal "claro" evidente e cristalino que não vivemos uma época de luz como se afirma.....inclusive por Sakamoto.

  16. Gigi

    30/06/2010 20:55:43

    Bato palmas para vc, Maria! Falaste tudo!!

  17. Maria

    29/06/2010 19:40:28

    É terrível ver que ainda tem gente que não consegue discutir o aborto do ponto de vista laico!É só tocar no assunto que carolas e beatos (sim, por que eles não pecam. Nunca) já destilam o seu veneno cristão e apocalíptico.Isso é que é ser cristão: desejar a morte de alguém. Por que? Ora, por que essa pessoa matou um ser que nem possui sistema nervoso...Tolerância: zero. Por que? Porque receberam uma procuração de deus/cristo.O cristão anti-aborto realmente acredita que em pleno século 21 as mulheres vão deixar de fazer sexo (ou qualquer variação idiota sobre o assunto, como abstinência); realmente acreditam que métodos anti-concepcionais funcionam 100% (como funciona o coito interrompido, ra, ra, ra) e, a pior parte, realmente acreditam que a mulher não direitos sobre o próprio corpo!!!A impressão que eu tenho é que algumas pessoas não sabem ler! (E muito menos raciocinar...)Tenho certeza que pelo menos metade dos comentaristas anti-aborto deste post são a favor da pena de morte em crimes hediondos. TENHO CERTEZA!Infelizmente, por causa desse tipo de gente e de filosofia de vida, alguns candidatos não podem assumir publicamente seu posicionamento sobre a criminalização do aborto e criar políticas públicas que impeçam que mulheres morram por quererem deixar a maternidade para um outro momento de suas vidas.

  18. Maria da Consolação Rocha

    28/06/2010 21:23:54

    É o que dá colocar gente sem vivência e sem experiência para dar aulas. Um menino infeliz, sem formação sólida e vazio a dar aulas em uma sala de meninos e meninas sem formação e precisando de algo que...não encontrarão. Um cego guiando outros cegos. Algumas pessoas para inflarem seus egos sentem necessidade de falarem coisas polêmicas. E que mais polêmico que um professor da PUC propondo o aborto? Passa a idèia de alguém descolado e "livre". Mas na realidade é só ridículo. Só repete velhos slogans comunistas e feminsitas dos anos 60. Vê se cresce cara!

  19. Anna Luiza

    28/06/2010 21:15:46

    O suposto professor acha que as mulhres tem direito ao próprio corpo:eu acho também que sim, embora com limites. No Brasil o suicídio ainda não é permitido. Mas se fosse, embora eu não concorde, seria mais lógico que a liberação do aborto. Pois o suicídio é ação sobre si mesmo e seu próprio corpo e o aborto é sobre CORPO E PESSOA ALHEIA. Argumento mais fajuto.

  20. arenzob11@hotamil.com

    28/06/2010 21:12:03

    "....os direitos mais básicos, como o direito à autodeterminação e ao próprio corpo."????Ainda bem que esta criatura não é professor de DIREITO ou de LÓGICA!Não leu ainda nem a Constituição da República e quer dar aulas e na PUC? O que ele demonstra saber (ou não saber) sobre DIREITOS ele vomita desastradamente sobre seus pobres alunos.Tenham a sanrta paciência reitores da PUC. Em nome do pluralismo de opiniões vocês estão perdendo o foco e a direção.Este camarada não pode lecionar nem em escola de equitação pois pode ser confundido com a montaria. É o típico asno togado.Renzo - advogado e professor.

  21. Stela

    28/06/2010 10:26:24

    peraí, desculpa, mas esse comentário é zuação, né? auhuahauhauhauhauhahporque eu ri, e ri muito!

  22. Caprice Jacewicz

    27/06/2010 07:28:43

    Excelente matéria!A criminalização do aborto, punindo a mulher, só demonstra o quanto ainda estamos permeados por uma cultura machista, patriarcal e misógina, que coloca a mulher como objeto, como aquela que não é vista como um indivíduo que tem direito ae dispor de seu próprio corpo. A liberdade sexual da mulher ainda é vista como pecado, e o aborto como uma punição por ter feito sexo. Engraçado que a punição é só para a mulher, o homem pode e continua fazendo o que bem entende, e a ele ninguém pede satisfações.A responsabilidade da contracepção não é só da mulher. Para um filho ser concebido, são necessários dois indivíduos. Então porque somente a mulher é responsabilizada quando aborta? Impressionante de ver quantas vezes se ignora o homem que dá no pé quando a mulher engravida. Mas a mulher não pode fugir não é mesmo? Ela tem que ser punida, ou tendo um filho que não deseja, ou respondendo criminalmente por um aborto realizado. Se isso não é misoginia e machismo, não sei que outro nome tem.Mulheres, abram os olhos. Aborto é uma questão de assumir sua vida, suas escolhas e seu próprio corpo. Os nossos corpos não pertencem à Igreja, nem aos homens e nem ao Estado. São nosso, e apenas nossos.

  23. Isabel Veiga

    26/06/2010 19:32:15

    Sakamoto, parabéns pela ótima matéria. É uma vergonha que no Brasil, em pleno século XXI, os direitos humanos básicos ainda não sejam respeitados, e o direito ao aborto é um direito das mulheres de decidirem sobre o seu corpo. É impressionante que a igreja, e particularmente os cristãos queiram impingir suas crenças à todos/as, parece que estamos vivendo no período medieval.

  24. roberto quintas

    26/06/2010 18:32:38

    toda vez é a mesma coisa. ninguém reflete, ninguém procura saber dos fatos. apenas uma gritaria histérica emdefesa de uma doutrina religiosa, em defesa de uma Igreja moribunda. a Igreja defende a vida uma ova. direta ou indiretamente, a doutrina da Igreja ceifou a vida de milhões de inocentes. querer defender a "vida" de um projeto de gente não visa os "direitos", uma vez que não há uma pessoa em questão, mas sim a defesa das instituições e das doutrinas que mantêm a Igreja como poder social, politico e religioso. não vociferem, cristãos, procurem os fatos, o aborto é uma questão médica, não uma questão religiosa.

  25. Carmen Carolina

    26/06/2010 10:15:11

    Santa Hipocrisia!É o mesmo que morder a mão que o alimenta.É cuspir no prato que come.O senhor deveria pedir demissão e dar um jeito neste cabelo.Tá brega!Parece até o Macunaíma, um herói sem caráter.

  26. Carmen Carolina

    26/06/2010 10:10:54

    Adaílton, você era um giríno?Isso quer dizer que você é um SAPO!DENDROBATA?Você precisa de uma princesa urgente para que, beijado, possa se transformar num príncipe e voltar a ser um ser humano normal.

  27. Carmen Carolina

    26/06/2010 10:07:10

    "Você pode procurar Deus nos livros mas só vai encontrá-lo na Oração."Padre Pio de Pietrelcina.

  28. Carmen Carolina

    26/06/2010 10:03:17

    O ó do borogodó!Realmente é muito triste ver um professor defender os supostos "direitos das mulheres" e se esquecer do direito a vida que todo ser humano tem.Afinal nos foi dado por Deus.Será que é direito uma mulher assassinar seus filhos?

  29. VLADIMIR

    26/06/2010 06:43:30

    GIRINO SE FOSSEM SEUS FILHOS,E O QUE VOCE SABE DE RELIGIÃO,SAIBA QUE A IGREJA CATOLICA E A INSTITUIÇÃO QUE MAIS PRESTA ATENDIMENTO BENEFICIENTE AS PESSOAS CARENTES,MAIS ATÉ QUE O GOVERNO. PARA NOS SALVAR DO PECADO TEMOS A CONFISSÃO,E SE NÃO MATAR INOCENTES INDEFESOS NÃO É DEFENDER A VIDA O QUE É ENTÃO?

  30. VLADIMIR BONOTO NASCIMENTO

    26/06/2010 06:39:04

    DE QUAL DEUS VOCE FALA?EU NÃO DISSE QUE AS MULHERES DEVEM MORRER,MAS QUE MORRENDO AS QUE FAZEM ABORTO AS OUTRAS PENSARIAM DUAS VEZES ANTES DE FAZER.A SOLUÇAO É SEXO SÓ COM CASAMENTO,HA QUEM FAZ ABORTO MERECE SER CHAMADA DE QUALQUER COISA MENOS DE MULHER,PORQUE MULHER AMA,EDUCA E DA A VIDA POR SEUS FILHOS,SE NÃO FOREM ASSUMIR AS CONSEQUENCIAS TEM QUE FECHAR AS PERNAS MESMO,É CLARO QUE TEM MUITO HOMEM IRRESPONSÁVEL E ACREDITO QUE EM BOA PARTE DOS ABORTOS ELES SÃO CULPADOS.

  31. João P. da Silva

    25/06/2010 23:22:00

    Professor Sakamoto, pensar da forma como o sr. pensa, faz parte do livre arbítrio que o Deus da vida concede a todos os filhos e filhas e não me supreendo com isso. O que me deixa estarrecido, é o senhor cometer este crime mostruoso contra a Santa Doutrina da Igreja Católica e ainda continuar sendo professor de uma Universidade que leva o nome de católica. Isso é uma omissão das lideranças da Igreja no Brasil e certamente prestarão contas ao Senhor por esta omissão e permissividade bárbara!!!!!!!!!!!

  32. Célia

    25/06/2010 18:33:20

    Libera-se o aborto, porque" negar o direito ao aborto não vai diminuir o número de intervenções irregulares."Então libera-se o roubo, porque coibi-lo não acaba com a roubalheira ué??

  33. Célia

    25/06/2010 18:26:52

    Se o anticoncepcional não é 100 por cento eficaz, então recorre-se ao assassinato?????

  34. Deus lo Vult! » Ecoterrorismo; aborto no corpo docente da PUC-SP

    25/06/2010 17:29:30

    [...] “Aborto: “carnificina”, desigualdade e as eleições”. O texto é da pena do senhor “Leonardo Sakamoto[, que] é jornalista e doutor em Ciência [...]

  35. hoellish

    25/06/2010 14:45:07

    Esteban.Parece que o Sakamoto não esta defendendo a ICAR aqui.Quem esta defendendo a ICAR são algumas pessoas nos posts anteriores.O Sakamoto só esta comprovando que pensar na realidade ainda é praticamente impossível no Brasil, visto alguns comentários que se dizem pró vida aqui.Pois é .A Icar falando em direito à vida é como Hitler falando em amor.Aliás,Hitler era um bom exemplo de católico.Seguiu a bíblia e ordenou um extermínio.

  36. hoellish

    25/06/2010 14:40:16

    Isso sem contar que uma laqueadura ou vasectonomia são absurdamente caros e quase(ops eu disse quase? perdão,gente) inacessíveis ao povão.As meninas que engravidam aos 10,11,15,17,20...não podem fazer laqueadura.As que já tem 25 muitas não tem condições.Viva a abstinência ,então.

  37. Esteban

    25/06/2010 14:36:27

    Sakamoto... por acaso a Igreja combina com a vida, com a dignidade e ética??? Essa organização hipócrita, corrupta, tirânica e mentirosa não é nenhuma referência moral pra sociedade. Basta ver o paSSado e presente dela... pedofilia... nazismo... genocidio... mafia etc.veja este video!!!http://www.youtube.com/watch?v=Jr5Q5Volv88

  38. Adaílton

    25/06/2010 14:19:22

    Usar o direito à vida para ser contra o aborto é o extremo mal uso da razão e da lógica. O fato é que os religiosos querem salvar a si mesmos do sentimento do pecado, mais do que salvar os girinos...digo, os fetos.

  39. hoellish

    25/06/2010 12:47:30

    FOI COMO FALEI ANTES,AS ABORTISTAS QUE MORREM SO COLHEM O QUE PLANTAM,SE TODAS AS QUE ABORTASSEM MORRESSSEM PODE SER QUE ESTE DEIXE DE SER PRATICADO.Isso vindo de um pró vida é no mínimo muito engraçado.São a favor da vida,mas como eu já disse,parece que as mulheres não são vidas não.Elas são zumbis que carregam vidas né?Deixem que morram.Dizer para as mulheres fecharem as pernas é muito fácil quando os métodos contraceptivos não são 100% eficazes e até os métodos contraceptivos mais radicais estão ainda incluídos na margem de erro.As pessoas que dizem para as mulheres "fecharem as pernas" são adeptas da abstinência?Porque se não forem,hipocrisia cansa.E os homens?Não fazem parte da "condenação" não?Ou as mulheres se reproduzem assexuadamente?Sobre o bla bla bla sobre deus e a igreja católica eu deveria apenas continuar rindo.Mas,qual intituição que mais colaborou com o extermínio de vidas mesmo?O grupo de dominó dos idosos ou a ICAR?Deus?Parafraseando Carlin,se vc der uma olhadinha na história ,verá que deus é a maior causa da morte.Falar de deus para defender a vida é engraçado.O deus bíblico ordena genocídios.Vamos deixar de colocar religião/crenças no meio e desviar o assunto?Afinal estamos discutindo sobre um problema de saúde pública.E o estado é laico.Ou não é?

  40. sonia

    25/06/2010 10:33:34

    Agora professor Sakamoto o que o sr. irá ensina na Católica? Saiba que não vai adiantar nada do que todos digam,somente Deus criador do Céu e da Terra poderá intervir em sua vida, Graças a Deus o sr. não foi abortado, Graças a Deus sua mãe teve a descência de dizer SIM a Deus para que você viesse ao mundo ensinar a muitas pessoas um pouquinho do que o sr aprendeu diante de um universo tão grande e infinito.Se o sr. tivesse sido abortado, que prejuízo traria com essa decisão?Professor, não deve olhar para as mulheres diante dos abortos domésticos, o sr. como professor deve ensinar as mulheres como se comportar diante das situações de estupro, de vontade de fazer sexo além das forças humanas, das responsabilidade do sexo diante do Sim e do Não.Da forma elegante e feminina de se vestir numa sociedade que a mulher atraí para si os olhares masculinos libidinosos, fazendo que o lado que infelizmente é mais forte nos homens, o lado selvagem da sacanagem, venha a florecer nas veias do corpo humano.Aprecio o seu conhecimento, mas digo que tudo será em vão se o sr. for a favor de um crime tão brutal e selvagem e oculto aos olhos dos outros.A Eucaristia é um mistério de fé, Cristo vem sobre o véu de "pão" e no entanto não é recebido pelos seus eleitos, é vilipendiado, maltrado, difamao e não aceite no mundo, como as crianças que os olhos humanos não veem.Mas palavras são palavras, que O Sangue de Cristo presente na Eucaristia te cubra e tire as escamas de seus olhos para que com tanta sabedoria o sr. possa ajudar nós mulheres, a nos comportar diante de uma sociedade masculina.Pax et bonun"

  41. sonia

    25/06/2010 10:21:55

    Sem dúvida algum, agora professor Sakamoto o

  42. Rodrigo

    25/06/2010 08:49:18

    @JairoEsse pessimismo metafísico da Dulce pode ser falta de um grande amor mesmo. Pelo menos essa tese era válida para mim há alguns anos átrás, se bem que não chegava a alguns extremos da Dulce, mas às vezes eu mesmo acreditava num deus psicopata, não vou mentir, hoje é óbvio que acredito num Deus de amor e de infinita misericórida, fora que o mal não pode existir em termos ontológicos, isso eu até sabia porque conhecia alguma coisa de Santo Agostinho, mas como não tinha uma base sólida, me deixava levar por alguns filósofos (e até biólogos rss... você já deve imaginar quem) modernos sem saber direito o buraco que estava me metendo, talvez a Dulce perceba um dia, quem sabe surgindo um grande amor na vida dela? Aí ela supera esse negócio de trauma de gravidez, por que ser mãe é um presente de Deus, sei bem porque tive filho há 5 meses, fico triste que uma mãe queira rejeitar o filho, isso realmente causa traumas, mas de todo mal podemos tirar um bem infinitamente maior, que Deus ajude a nossa amiga Dulce se curar nesse aspecto.[]'s e fique com Deus.

  43. Rodrigo

    25/06/2010 08:29:24

    Nossa essas mulheres atéias são duras na queda... É Dulce, de fato eu era agnóstico, mas é claro que sempre tive uma admiração pelo que Cristo representava, sempre fui contra o aborto, só não acreditava que nosso conhecimento fosse capaz de provar a existência de Deus, no que a filosofia me ajudou muito, embora eu saiba o básico. Aliás filosoficamente é muito fácil provar que o embrião no ambiente em que está se desenvolvendo é um ser humano, senão é um ser humano é o que? Só porque está no estágio inicial? Que lógica é essa sua que diz que um embrião só por ser um amontoado de células não é um ser humano? Acaso não somos um amontoado de átomos em certo sentido? A DIFERENÇA É QUE ESSE AMONTOADO DE CÉLULAS SE COMPORTA COMO UM SISTEMA CUJAS PARTES CONCORREM PARA A CONSERVAÇÃO DO SER, OU SEJA, POSSUEM UMA FINALIDADE.Para um católico nunca existiu esse negócio de concordar com tudo que está na Bíblia, isso é coisa de crente evangélico e de alguns protestantes, aliás mesmo os protestantes tradicionais sabem muito bem que a antiga lei mosaica não deve ser seguida, além disso, eu como católico não sou obrigado a dar 10% do meu salário à Igreja, não seguimos a lei mosaica descrita em Leviticos, isso é óbvio desde Cristo, só os ateus imbecis que não conseguem enxergar o óbvio.Nossa mas você não entende nem o que é livre arbítrio,"[...]4. Que não é proibido.[...]ar.bí.trios. m. 1. Resolução que depende só da vontade.[...]"Em termos potenciais realmente podemos fazer o que quisermos, mas em termos morais não, então "que não é proibido" se refere a capacidade de fazermos algo e não que é certo fazê-lo, eu posso matar alguém, mas moralmente isso é errado, logo eu só posso matar em termos de possibilidade. E de fato é uma resolução que depende da vontade, o que não quer dizer que tudo que eu tiver vontade seja LÍCITO DE FAZER, entendeu? A mim tudo me é permitido, mas nem tudo me convém já dizia São Paulo. Acho que essa frase sintetiza bem a relação do livre arbítrio com a moral. O que adianta mostrar a definição do verbete no dicionário senão consegue entendê-la? Talvez esse seja um indício de que essa sua não-crença além de ser um estado de espírito, pode ser uma limitação intelectual. E saiba que é muito mais fácil questionar tudo, ser cético do que ir atrás da Verdade, o Jairo sabe bem o que estou falando."Abraços e que o Monstro do Espaguete Voador abençoe vocês."Como disse o Jairo, você está sendo amarga apesar do nome rs... Mas beleza, o que eu posso fazer?Olha o Richard Dawkins fazendo escolha, afe....Se você não acredita em Deus, mesmo que te prove racionalmente, fica difícil, só desejo que você possa sentir o grande vazio dessa vida terrena a fim de que um dia possa se voltar Àquele que realmente interessa nessa existência, afinal Ele é a fonte de existência e de todo bem.

  44. FDA

    25/06/2010 07:38:48

    Caro Jairo ,1)Sobre sua questão: “Pq eu fui desonesto e de má-fé? Vc poderia ser explícito, para eu saber a razão? (assim vc me ajuda)”Nas suas questões “Um feto é um ser humano? É um ser vivo? E ele, tem direito à vida?” existe de fato uma falsa-problématica! Porque problématisar se vc ja tem as questões: “Segundo Hipócrates, há “alguns” séculos atrás, SIM (..)”!A desonestidade e a má fê vem justamente do fato de vc esta instrumentalizar os ditos de Hipócrates para apoiar sua teoria “contra-IVG”!Saiba que o aborto e o infanticida (Esparta) eram “normalizados” e “institucionalizados” na Grécia antiga!Alem disso, se vc esta ligado na realidade, existe uma evolução de quase 3.000 de medicina depois de Hipócrates!Outra prova de sua ma fé e desonestidade se ilustra nesta frase “É engraçado como vc se preocupa com a árvore no meio da Amazônia, mas o embrião, o ser humano com dias de vida, para vc, é simplesmente algo descartável, senão um incômodo”!Diria mesmo que es de má-fé, injusto e imoral, de afirmar isso! Basta ler os post anteriores para se convencer...Para acabar: é de uma extrema ma fê, de uma extrema irresponsabilidade sua associar um tema sobre a interrupção de gravidez com o termo “assassinado”!2)Sobre sua outra questão: “E o que o sr. quis dizer com “… não tenho vínculo de conhecimento…”?Quero dizer que não conheço pessoalmente o autor! Meu conhecimento se limita aos textos publicados aqui.Sobre sua afirmação “os “temas”, não foram “temas”. Foi uma argumentação (..)"Me diga onde vc vê a diferencia entre uma “argumentação” e um “tema” de argumentação!Quanto a seu “direito de discordar do blogueiro” não somente é seu direito como seu dever!Se vc leres bem meus comentários veras que quando um texto é bom digo “bravo”!Quando o texto é ruim digo que esta ruim mesmo! E argumento.A razão é muito simples: ouso imaginar que o autor tem a capacidade de ir muito mais longe nas suas tomadas de posição, na sua reflexão dentro do tema tratado!Nada mais tenho a dizer se meus ditos podem lhe ajudar faça bom proveito!

  45. VLADIMIR BONOTO NASCIMENTO

    25/06/2010 05:33:23

    MUITO BEM IRMA,SOU MAIS UM BABACA RELIGIOSO,E DE GENTE ASSIM COMO VC QUE PRECISAMOS.PREFIRO SER CHAMADO DE BABACA MAS NAO IR PARA O INFERNO POR DEFENDER ASSASSINATO DE INOCENTES

  46. VLADIMIR BONOTO NASCIMENTO

    25/06/2010 05:28:42

    MANOEL,SAO ESSES A FUMACA DE SATANAS ENTRANDO NA NOSSA IGREJA E TENTANDO CORROER ELA POR DENTRO,SAO OS MAIS PERIGOSOS POIS JA QUE SE DIZEM CATOLICOS DESTROEM A IMAGEM DO CATOLICISMO.

  47. VLADIMIR BONOTO NASCIMENTO

    25/06/2010 05:24:06

    FOI COMO FALEI ANTES,AS ABORTISTAS QUE MORREM SO COLHEM O QUE PLANTAM,SE TODAS AS QUE ABORTASSEM MORRESSSEM PODE SER QUE ESTE DEIXE DE SER PRATICADO.

  48. Jairo

    25/06/2010 05:23:25

    @ DulceVc:1. praticamente concordou comigo sobre vc ser amarga, dizendo "rapadura é doce mas não é mole";2. se assume revoltada com vida;3. sugere que agradeceria caso tivesse sido abortada;4. prefere morrer a dar à luz;Por que vc não se suicida, para ser coerente? Pq como disse o "Eu disse" (no blog): "Minha vida vale muito mais do quequalquer questionamento idiota".Vc sabe vc que QUER viver a vida... porque vc preza por ela (erradamente, mas preza).Vc sabe que NÃO HÁ VALOR ALGUM COMO A VIDA HUMANA, mas teima em negar que OS INOCENTES DEVAM SER PROTEGIDOS, A TODO CUSTO!Bom, o autor a quem vc se refere, caso eu não esteja enganado, é nada menos que Friedrich Nietzsche. Ele, um fracassadohistórico e (não bastasse ser fracassado), orgulhoso (se achava superior a tudo e a todos).Alguma (TRISTE) semelhança passando por mera coincidência... com tua personalidade e pensamento? ;-)...Se Deus fosse machista, ainda que vc não acredite, Ele não teria desejado que uma MULHER tivesse colocado o Filho Deleno mundo, isso condicionado à vontade da mulher. E aí? ;-)Se Deus fosse racista, a Igreja Católica nunca teria tido santos negros... Nem judeus negros! Se vc gosta de cultura,procure saber sobre a tribo "Venda" da África do Sul. Parte deles é "povo escolhido", e... NEGRO!!!Se Deus fosse misógino, Ele teria evitado que a reprodução humana fosse por meio sexual... Mas Ele deu o sexo de presenteao homem, que ao invés de fazer uso saudável, faz abuso doentio.Já o conceito de homofóbico, para mim ESSE é imaginário da cabeça de gays e lésbicas, que querem ter mais direitos do quehomens e mulheres NORMAIS ( = heterossexuais). Logo, a Deus o este pseudo-conceito não se aplica....Vc acabou de SE explicar, mostrou porque é tão FRUSTRADA, REVOLTADA, INFELIZ, AMARGA, TRISTE... Se tua mãe nunca te deu amor,se vc nunca soube o que é amor, ou amar... pode sim viver e aprender isso.Mas se continuar assim, nunca vai saber...Custaria para vc experimentar algo diferente, nem que fosse somente para ver como é?Pq vc não tenta? Tem somente 21 anos e vida longa à frente. Dê uma chance ao verdadeiro amor.Fica com Deus.E para mim chega... tive mais que o suficiente, acho que vc tb.

  49. manoel carlos do nacimento silva

    25/06/2010 02:09:08

    Tenha vergonha e se demita da PUC, pois vc é mais um cancer que vem destruir a Igreja atolica com o apoio dos próprios religiosos.

  50. Dulce

    25/06/2010 02:05:42

    @Rodrigo"Não é lícito matar um inocente seja por motivo banal, seja por motivo grave, aliás os motivos que você deu foram absurdos, acho que nem a maioria dos pró-abortistas chegam a esse extremo."Que extremo?! Que absurdos?!Um embrião NÃO é um "inocente", NÃO É SEQUER UM SER HUMANO AINDA! É difícil entender que um negócio MICROSCÓPICO, deixa eu repetir, MICROSCÓPICO, não é capaz de sentir dor ou qualquer outra coisa? É uma simples semente, assim como uma semente de laranja não é uma laranjeira, um embrião NÃO É UM SER HUMANO. PONTO. Se todos os embriões tem o direito de nascer, então nós não os expeliríamos todo mês junto com a menstruação, antes de aparecer algum que desse a "sorte" de ficar lá grudadinho pra nascer. Não é tudo a tão sagrada vida? Cadê a misericórdia do seu deus para com esses "seres" que são simplesmente descartados sem cerimônia nenhuma num absorvente? Ah é, ele tem o poder de dar e tirar a vida de quem bem entender, muitas vezes de maneira tão cruel que me pego cogitando se quem tá lá no trono não é o tinhoso. Meu conceito de bondade e misericórdia é outro."E o livre arbítrio é capacidade de fazermos escolhas e NÃO O DIREITO A FAZER QUALQUER ESCOLHA, muita gente confunde esse conceito."Faça-me o favor. Por que todo religioso tem mania de distorcer as coisas até caberem no seu ponto de vista?Vamo lá pro dicionário:li.vre[...]4. Que não é proibido.[...]ar.bí.trios. m. 1. Resolução que depende só da vontade.[...]Então deus me dá o livre arbítrio, mas em seguida me dá uma série de regras que se eu não obedecer, me dará uma passagem só de ida pro andar de baixo? Santa contradição, Batman! Aliás, se ele é onisciente, já anula completamente o livre arbítrio, pois se ele já sabe o que eu vou fazer, então eu não tenho vontade própria. Se sentiu uma marionetezinha? Pois é. É tanta contradição que dá nojo."Eu não posso matar alguém só porque esse alguém me humilha ou é mal caráter, isso é coisa de nazista e/ou psicopata e não de uma pessoa normal."Eu algum momento falei em tirar a vida de seres humanos? Embrião não é ser humano, já disse e repito."Quanto às suas citações da Bíblia a torto e direito é típica de ateu ignorante, era eu antigamente, me deliciava com essas passagens da Bíblia para provar minha pretensa superioridade intelectual, mas quem não tem ideia da interpretação da Bíblia à luz da Tradição e do Magistério da Igreja Católica, com certeza, se apega a esses versículos fora de contexto."Mais e mais distorção. Porque é claro que é fácil ignorar as partes feias e deixar só as bonitas, a ICAR é especialista nisso. Se a bíblia é passível de qualquer interpretação, se eu posso tirar qualquer parte que eu não goste a meu bel-prazer, então não pode ser considerada um livro confiável, muito menos ser tomada como um manual da vida e da boa conduta. Tenho certeza de que você nunca foi ateu, no máximo agnóstico, uma pena ter se rendido fácil pras falácias."Não importa a situação da mãe, não importa mesmo, o aborto jamais pode ser permitido"Nem em caso de anencéfalos, que vão morrer de qualquer maneira uma hora ou outra? Nem em caso de risco de vida pra mãe? Nem em caso de estupro, mesmo se for uma criança que foi violentada pelo pai?Imagina se você fosse filho de um estuprador, que coisa linda, não? Ainda iria aparecer alguém pra dizer que o estupro aconteceu porque deus quis. Quanta bondade num ser só!"[...]pois Deus pode ser provado racionalmente[...]"Ainda que você me desse uma prova irrefutável de que deus existe, eu não acreditaria nele.E deus com letra minúscula sim, o shift é meu e eu uso quando quiser.Encerro a discussão por aqui. Embora a verdade esteja aí pra quem quiser ver, não sou eu que vou conseguir abrir seus olhos, nem você vai me convecer da existência de um ser imaginário, nem de que um embrião é um "cerumano".Abraços e que o Monstro do Espaguete Voador abençoe vocês.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso