Blog do Sakamoto

Dia dos Namorados: as mulheres no seu lugar

Leonardo Sakamoto

Aproxima-se o Dia dos Namorados e pipocam aqui e ali as reportagens de sempre (aliás, o que seria de nós, pobres jornalistas, sem as datas comemorativas e as efemérides?) E, de novo, matérias de TV mostram mulheres a beira de um ataque histérico, buscando maridos de forma alucinada, topando tudo para isso. De chantagear uma peça de gesso inanimada com a forma de um santo barbudo, colocando-a no freezer, a jogar papeizinhos com o nome de preferidos em uma bacia d’água e ir atrás da bolinha molhada que abrir primeiro.

Raramente um homem é entrevistado nessas coberturas, mesmo sendo a repórter e a produtora uma mulher. E, mesmo se fosse, talvez as perguntas conduzissem para um momento de negação diante do medo de ser discriminado, tratado como ''mulherzinha'', pelos outros machos idiotas da matilha.

Ano após ano, utilizamos essa data para reafirmar coletivamente que a busca por encontrar uma pessoa a fim de dividir momentos é característica dos que nasceram com duplo X. Ela, a fraca, precisa de companhia. Ele, o forte, cede aos encantos dela (desde o Jardim do Éden…) e desce de seu pedestal de inocência e auto-suficiência quase como um favor. Ou, pior, para resgatá-la. Mas quem precisa ser salvo? De que?

Por mais que saibamos que, na vida real, as coisas não são assim, consumimos isso bovinamente. O que causa um impacto para o imaginário coletivo que está além da nossa compreensão. No final das contas, alimentamos a idéia de que se casar e formar casa é um desejo eminentemente feminino. Enquanto, os homens se dedicam a coisas mais importantes. Como destruir o planeta.

Esse tipo de matéria, feita muitas vezes sem pensar, vinda na toada dos anos passados, ou – como queiram – na trilha da tradição (ô palavra mal-di-ta!), tem o mesmo DNA da maioria das propagandas de TV que vendem produtos de limpeza, panelas de pressão e ferros de passar. Servem para colocar a mulher no seu devido lugar – limpando, cozinhando, lavando, secando. E deprimindo-se.

Infelizmente, a conscientização das mulheres a respeito de seu lugar no mundo e de sua exploração é lenta, também por conta desses processos midiáticos que, às vezes de forma involuntária, às vezes não, reproduzem modelos que já estão caindo de velhos. Seja pela mensagem que pregam, seja pelo mal que fazem. Pois quando elas não agem da forma como esperamos que devam agir, ou da forma que nos foi informado que devam agir, surgem formas veladas ou abertas de violência.

Pode parecer besteira falar de gênero e de direitos e deveres iguais no Dia dos Namorados, mas seria uma reflexão interessante imaginar por que buscamos outra pessoa. E se, com isso, queremos crescer juntos, pelo tempo que durar, ou estamos atrás de alguém que resolva o que eu não consigo resolver sozinho. Não é uma reflexão fácil, falo por experiência própria, mas necessária. Ou, ainda, quantas vezes tentamos jogar a responsabilidade da relação sobre os ombros da mulher – afinal de contas, é ela quem deve garantir que as coisas dêem certo, é ela quem cuida do ninho, não?

Aproveito a data comercial-comemorativa para agradecer às mulheres fortes que compartilharam suas vidas comigo. Graças a elas, creio que me tornei um pouco menos machista do que a nossa sociedade gostaria que eu fosse.

  1. Grazielle

    14/02/2012 14:09:45

    Ótima observação você fez nesse post!

  2. liana

    07/07/2011 23:50:07

    Muuuuitooo bom! Adorei! Fico feliz qdo vejo textos como o seu.

  3. marcia roberta ferrari

    25/06/2011 08:53:33

    Ola, não sou muito de acompanhar blogs mas de repente o seu caiu assim no meio do meu twitter e resolvi dar uma olhadinha ^. ^ e não é q fiquei impressionada com os comentários do seu post sobre o dia dos namorados? ???Voce consegue fazer um elogio às mulheres falando de nossa realidade; pq por mais q a gte queira dizer q evoluímos , estamos com os pés fincados nessa maldita tradição; vc consegue dizer o que meu melhor amigo gay ou os meus antigos amores machistas não conseguiram: elogiar a mulher sem ser piegas...e pena que elas não viram isso !! Perderam ; )

  4. Gil

    20/06/2011 18:11:53

    Ola Hailey! Desculpe minha intromissão qto ao seu comentário!Mas li algo, e foi escrito por um escritor do sexo masculino! Que dáum esperma na mão de um mulher, e ela devolve um bebê prontinho,e ainda com a cara do doador! Agora dá um óvulo na mão de um homem, e o que acontece! Nada! Desculpe novamente, eu tive que concordar com o escritor! Há muiiiiiiita diferença. entre homens e mulheres! isto é fato!!!

  5. Giovanna

    19/06/2011 19:32:17

    Parabens, pois, é de muita alegria que nasçam e cresçam homens como você na nossa nova sociedade. Para mim a raça "pelo" está pra morrer.abraços

  6. Ben

    15/06/2011 15:10:31

    Dia dos namorados é a melhor época pra pegar mulher, o natal dos solteiros, e vc querendo estragar isso pra todos? seja fiel a seu genero rapá.mulher gosta de arrumar namorado, ser mimada, e dar pra cafas que nao ligam no dia seguinte, podem duvidar, mas é verdade

  7. Luiz Alberto

    13/06/2011 23:53:12

    Presadísima Carina....não fiz concessão nenhuma,muito menos me me sinto superior a qualquer coisa.Como você ,...sou um simples ser humano,e acredito que nós...homens e mulheres estamos evoluindo.Mas vc tem razão...meu pensamento foi mal colocado.Obrigado por me ajudar a avançar...Abs.

  8. Edna Lopes

    13/06/2011 21:54:13

    Lisavietra,Achei seu blog! Li tudo do post que tem a ótima definição do Macho Cuidador, hehehe! Quero meu brinde.Só que não consigo postar comentário...Beijos

  9. Carina

    13/06/2011 16:47:25

    "Ou vc preferiria que eu assumisse o pensamento pitagoriano para quem a mulher era um ser que se originou das trevas!!!"Quem sou pra discordar das suas concessões masculinas superiores para com o meu pobre gênero, não é mesmo?

  10. Maria Alice

    13/06/2011 15:06:55

    Pode deletar ! Simples Assim.

  11. marilu

    13/06/2011 14:20:52

    José Mario, boa tarde!obrigado pela parte que me toca , rsrsrsrrsrs uma ruiva foi muito bom!abs

  12. Caçador de pitbulls

    13/06/2011 13:14:19

    Tadinha, ela se assustou...

  13. Clóvis Eduardo Godoy Ilha

    13/06/2011 13:13:18

    Havia uma mulher grávida que precisava ser evacuada por avião. Os líderes impediram o voo, por motivos políticos. O resultado é que a mulher e seu filho recém-nascido morreram.Agora vem o detalhe: estamos tratando de yanomanis.Outro detalhe: os líderes são índios aculturados.Eu pergunto: cadê o Ministério Público?Ou será que devemos aceitar essas mortes como um fato normal?

  14. Maria Alice

    13/06/2011 12:56:58

    Leia-se, INSEGURANÇAS

  15. Clóvis Eduardo Godoy Ilha

    13/06/2011 12:51:07

    Por falar em respeito as mulheres, o que vocês acham de um líder político impedir o socorro a uma mulher grávida e isso provocar a morte dela e de seu bebê ?Leiam, então a reportagem de hoje na Folha de São Paulo:http://www1.folha.uol.com.br/fsp/poder/po1306201112.htm

  16. Maria Alice

    13/06/2011 12:44:06

    Minha total compreensão. Entretanto, vai demorar um pouco, pois o senso de união ainda é muito pequeno, e a competição decorrente de insegurança é enorme. Com isso, falta o essencial para que haja o equilíbrio. A vulnerabilidade à manipulação ainda tem um percentual muito alto. Lamentável.

  17. Jose Mario HRP

    13/06/2011 08:00:37

    Algumas mulheres que admiro:Irmã Dulce.Madre Tereza de Calcutá.Analia Franco.Zilda Arnz.Irmã Bakhita.Ana Nery.Olga Benario.Minha mãe.Uma ruiva.Bibi Ferreira.Zuzu Angel.

  18. Vani Campos

    13/06/2011 06:00:03

    sexo frágil? se os homens tivessem que parir o planeta estaria desolado...

  19. Edna Lopes

    13/06/2011 01:44:33

    Lisavietra,Pra mim vc é uma pessoa que vale a pena conhecer, ser amiga.

  20. Edna Lopes

    13/06/2011 01:41:29

    Hahaha!A frase soa bem engraçada mas a realidade é que existe de fato uma ação política até em bolo de fubá!

  21. Edna Lopes

    13/06/2011 01:23:44

    Boa! Como vc mesma disse, as vítimas do machismo não são só as mulheres. Talvez quando mais homens começarem a perceber que eles tb são prejudicados por esse comportamento primitivo, o ser humano poderá dar um salto tão grande quanto o da fala.

  22. Edna Lopes

    13/06/2011 01:15:38

    LisavietraMaravilha! Seus comentários são todos super claros e pertinentes.

  23. Edna Lopes

    13/06/2011 00:47:21

    LisavietraPois é, estranho já que o casamento tem hoje muito mais vantagens para os homens do que o contrário... Isso é propaganda enganosa, fazer com que as mulheres se sintam inferiores, valorizando o "passe" masculino. Invertendo a realidade para se darem bem.E não adianta vir com o papo de que "como os homens de todo planeta se juntam e combinam propagandear suas idéias? Isso é teoria da conspiração...".Não, não é teoria da conspiração. Como toda classe dominante, os homens têm plena consciência do seu lugar e não querem perdê-lo. Assim como as "minorias" vivem brigando entre si, deixando os dominadores por mais tempo em seus lugares.

  24. Alexandre

    13/06/2011 00:04:47

    Esse negócio de dizer que as mulheres são diferentes dos homens é verdadeiro. Elas são mais fortes e trabalham muito mais... Poucos dirão que nunca viram uma funcionária de dia, uma dona do lar a noite e ainda uma mulher para o maridão na madrugada.As mulheres sentem menos dores e tem mais disposição para agir o tempo todo.Sem elas, os homens já teriam desaparecido dessa terra há milhares de anos.Também não me relacionaria com uma mulher se ela não fosse meiga, delicada e doce. Nem me aproximaria dela se fosse diferente do que é, assim do tipo nós homens. Aaaarrrggg!!!!Prefiro que sejam sempre assim, diferentes de nós.

  25. Edna Lopes

    12/06/2011 23:50:54

    Hahaha! Gunnar,O que vc tem contra a cartilha do mundo perfeito? Gostas da miséria do mundo atual, queres que ela se perpetue?A proposta é: menos sede de sexo, menos carência afetiva. Mais interesse por outras coisas na vida do que o prazer sexual compulsivo...A maioria dos homens (veja bem, eu disse maioria, não todos) se vangloria de suas conquistas mas sabemos que são as mulheres as grandes conquistadoras. A maioria dos garotos/homens morre de medo de sexo. Estes só despertam para o sexo quando percebem que podem impressionar outros garotos com suas conquistas. Uma coisa até meio gay essa preocupação toda com a opinião dos amigos, não?Castração não é má idéia já que poderia dar uma segurada na taxa de natalidade mas um pouco radical. Lesbianismo deixaria todas nas mesmas condições, ou seja, correndo atrás dos nossos incríveis orgasmos... Não são boas idéias, enfim.

  26. Edna Lopes

    12/06/2011 23:22:58

    As cargas só foram tiradas dos ombros dos homens. Essa é a verdade. Anos atrás eles eram os pobres coitados que tinham o peso de construir a história e prover as famílias com tudo de melhor possível.Agora as mulheres conseguiram tirar mais da metade do peso de suas costas, sendo responsáveis tanto quanto por todas as contas além de fazerem história em postos importantes. Porém continuam com todas as tarefas de antigamente sobre seus ombros. Acumulo de funções e cobranças de filhos mal amados...Isso não está nada bom para as mulheres.Hoje em dia casamento só tem vantagens para os homens.

  27. Edna Lopes

    12/06/2011 23:13:36

    VrennaEstá bem claro no texto da Carina que ela se referiu ao Luiz Alberto e não à todos os homens... Já temos bastante homens defendo-se não precisamos de uma mulher para defendê-los, não?

  28. marilu

    12/06/2011 22:41:15

    Eduardoooooooooooooooooooooofeliz dia de amar as pessoas todos os dias pra vc!!!!!!!!!!!!!!!

  29. Edna Lopes

    12/06/2011 21:59:09

    Lisavetra,Ainda tem esse lado que vc menciona e muitas que fingem ter prazer para agradar aos homens. Mas na verdade acho que hoje em dia a mulher saiu de um buraco (rs) e entrou em outro. A liberação nos trouxe o conhecimento/prática do orgasmo e acho (acho) que a maioria agora está presa por isso, numa condição ainda mais submissa pois é uma submissão velada. O prazer que as mulheres tiram do sexo tiram-nas de outros prazeres. Como o prazer da leitura, do cinema de coisas mais sutis... Acho que retrocedemos às cavernas.E tem a ilusão de que sair com uma roupa justa e curta ao lado do companheiro é sinônimo de ser dona do próprio nariz... Quanta ilusão. Trabalha feito uma camela, ganhando menos, sendo estuprada e acha que é dona do próprio nariz...Estou falando de maioria...

  30. Edna Lopes

    12/06/2011 21:43:10

    Marilu,Acho mesmo que as mulheres são muito mais loucas por sexo de verdade do que os homens porque sentem muito mais prazer e têm um orgasmo muito mais forte. Por isso mesmo esse desespero em conseguir um homem para sua satisfação.O problema é que nessa corrida desenfreada pela satisfação sexual acabam se submetendo às outras vontades dos homens e muitas vezes trocando a liberdade e até dignidade por uma porção de orgasmos... Foi isso, em resumo, que eu quis dizer. Acho que não me expliquei direito.Os homens se importam mais com a quantidade e variedade... Claro que tem mulheres que tb gostam de variar, mas a natureza nos dotou de um prazer tão grande que a variação só é necessária quando a fonte não está suprindo direito.

  31. Maria Alice

    12/06/2011 18:06:24

    Natural ? Hum,é preguiça mesmo ou impossibilidade de bons raciocínios. Os tais 10% de oxitocina mais parecem 100%. Em suma, 10% a mais deste e 30% a menos de testosterona dão o tom relacional caótico existente Uma boa educação faz muita falta meeesmo! O pior que uma geração transfere"valores" para a outra.

  32. Lucas

    12/06/2011 17:43:08

    não entendi o motivo pelo qual esse japs chamou tradição palavra mal-di-ta.Nem ele sabe: deve estar andando muito com os "companhero" emaconhado.

  33. dirce

    12/06/2011 16:54:34

    Perfeito!!! Parabéns!!!

  34. Lopes

    12/06/2011 16:51:41

    Camila,Seu tipo de resposta é recorrente. Parece linha de produção terceiro-mundista.O crescimento populacional vai zerar em algum ponto do futuro. É inevitável.De duas formas:1) Planejamento familiar;2) Fome, doenças, guerras.Luto pelo 1). Quem não luta pelo 1), automaticamente torna inevitável o 2).O discurso da sustentabilidade populacional alcançará seu objetivo se conseguir evitar que o exército de bilhões de camilinhas nasça. Camilinhas retrógadas, destruidoras do planeta, "mass production".Toda vez que estiver numa fila interminável, num trânsito escrachante, no meio de uma multidão infindável, apalpe seu útero e sinta seu poder.

  35. Mila F

    12/06/2011 14:58:26

    Sakamoto,Clap, clap, clap, clap, clap!

  36. 12/06/2011 13:43:50

    A mulher é sexo frágil sim , mas a fragilidade feminina não vai além dessa frase. Homens de verdade sempre colocam ela numa posição de destaque. E a vontade delas sempre prevalece. Ao homem cabe tratar de coisas importantes como trocar uma lampada queimada , arrastar uma geladeira , acender a churrasqueira ou furar a parede para pendurar um quadro. A mulher só decide assuntos corriqueiros como onde comprar a casa , a cor do carro , ou para onde viajar nas férias. Quando essas funções são invertidas , é sinal de que algo vai mal, melhor dizendo : cada um está vivendo para si. Aos namorados eu diria: não tente decifrar as mulheres por completo , é perda de tempo e elas não foram feitas para isso. Às namoradas meu alerta : se ele nunca beijou os seus pés , ou nunca levou café na cama para voce , ou ainda jamais te perguntou porque choras , cuidado ; você pode estar sendo a outra!

  37. marilia

    12/06/2011 12:25:00

    Nossa quanta gente estupida, quantos comentarios rasos, quantos machistas homens e mulheres, quanta gente de visão estreita.peloamordedeus!!!!Concordo em genero numero e grau! somos colocadas sempre como desesperadas por um relacionamento! pura mentira do milho verde!e mais, esse pensamento de quem está solteiro está a procura e quem namora está completo......tanto homens como mulheres teem de que aprender a ser plenos sozinhos primeiro, para não acabarem buscando um relacionamento para suprir carencias e blablabla! pq ai sim está a receita da infelicidade!

  38. marina

    12/06/2011 10:39:16

    analfabetismo funcional passou por aqui...Moça, o texto não é contra namoro, só questiona o fato de que as mulheres necessariamente precisem, a qualquer preço, de um homem ao lado, entendeu? Sobre a mídia, o autor apenas cita o fato de que os jornalistas sempre entrevistam mulheres no dia dos namorados, como se elas sempre estivessem desesperadas atrás de um e os homens, ao contrário, não. Como se os homens só fizessem um favor as mulheres ao namorarem.Desenhei?

  39. Lisavietra

    11/06/2011 22:45:51

    Ok... acabou?Eu estou aqui há quanto tempo mesmo?!Li os comentários um por um, respondi a todos que senti vontade.E agora nem sei o que eu ia comentar sobre o post mesmo...Que eu concordo da primeira à ultima palavra já seria suficiente, mas eu quero dizer também que algumas opiniões me preocupam, ou me assustam (mas aí lembro que, por princípio, prezo pela diversidade e tento me convencer de que o mundo é grande e nele cabe todo tipo de gente).Eu não sou das feministas mais militantes (até já tentei ser). Mas até entender que "mudar o mundo" é tarefa para 5 encarnações inteiras! E, bem, eu não tenho direito de tentar impor às pessoas o que elas devem pensar, não é?Então transformar a mim mesma já está de bom tamanho.(agora ler algumas coisas que li aqui e não falar NADA não foi possível! juro que levanto do computador e vou fumar um cigarro na janela da próxima vez)E viver tranquila e lépida, com a certeza de que sempre encontrarei PESSOAS que tenham afinidades ideológicas comigo. Destas serei amiga, destas lerei os blogs, com estas namorarei.Não existem apenas duas formas de fazer as coisas: a certa e a errada.(mas essa é só A MINHA FORMA de encarar a vida)Sakamoto, valeu pelo texto!

  40. Lisavietra

    11/06/2011 22:26:05

    Excelente argumento!

  41. Lisavietra

    11/06/2011 22:23:40

    RÁ!cê jura, né?!

  42. Lisavietra

    11/06/2011 22:22:38

    Eh... no fundo é "só" isso: poder.Todo mundo está jogando e, no meu ver, todo mundo está perdendo...E o - meu! - rebuliço interno é pra ver se um dia essa "característica humana" prescreve.(...)

  43. Lisavietra

    11/06/2011 22:19:06

    Pois é... quem disse que as únicas vítimas do machismo são as mulheres?

  44. Lisavietra

    11/06/2011 22:06:04

    RÁ!amei!

  45. Lisavietra

    11/06/2011 22:05:20

    #preguiça

  46. Lisavietra

    11/06/2011 22:04:21

    Ok - amamentar só nós, mulheres, temos o privilégio de poder fazer.Mas e o resto - passear, dar carinho - os homens não podem (ou não devem...) fazer também?!?!?!?!?!

  47. Lisavietra

    11/06/2011 22:01:38

    êa!!!

  48. Lisavietra

    11/06/2011 22:00:52

    É isso aí... a ADESTRAÇÃO começa quando ainda estamos quietinhas/os e quentinhas/os dentro dos úteros das nossas mamães... (vide: rosa para meninas, azul para meninos, e a adestração segue vida afora, determinando, sem chance de escolha individual, o que TEM QUE SER um homem e uma mulher).

  49. Lisavietra

    11/06/2011 21:54:57

    Infelizmente não... creches públicas não existem! E as privadas também não são a coisa mais simples do mundo de se encontrar (mas a cidade que você mora talvez seja uma excessão, né... vai saber!) Me diz qual é que se um dia eu resolver ser mãe me mudo pra lá! rsE o grande nó, neste caso, na minha opinião, é que a mulher conquistou o espaço público, mas ninguém perguntou ao homem se ele queria dividir a responsabilidade do privado. (diante do "fenômeno" intitulado "dupla jornada feminina", vimos que não, né?)

  50. Lisavietra

    11/06/2011 21:48:33

    Olha Vivi... O Movimento Feminista não tem origem na esquerda brasileira não, viu...?Até porque, geograficamente e historicamente, é muito mais amplo...Além de não ser um movimento só político, mas uma ideologia e uma escolha de perspectiva diante da vida.E, caso não saiba, dentro do movimento feminista existem diversas correntes ideológicas (algumas até antagônicas entre si!) Mas, como movimento político que TAMBÉM é, claro, em algumas instâncias, vai se associar a uma ideologia partidária TAMBÉM - mas não necessariamente.Quando uma pessoa (de qualquer sexo, identidade de gênero e orientação sexual) se diz FEMINISTA, o seu pensamento base é que ela percebe que a DIFERENÇA FÍSICA determina DESIGUALDADES sociais, políticas e simbólicas. E uma, ou um, feminista não concorda com isso.Não é um combate contra a DIFERENÇA - é um combate contra a lógica UM PESO, DUAS MEDIDAS.E quanto à presidenta Dilma... eu acho que ela tem pisado na bola (mas não me arrependi de ter votado nela!). E isso é assunto pra outro post, né...!

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso