Blog do Sakamoto

Uns chamam de vandalismo. Mas é democracia

Leonardo Sakamoto

Quem vê pela TV o quebra-quebra e o fogaréu instalado em bairros de Londres e ouve as análises rasas de muitos “especialistas'' e pitaqueiros de plantão imagina que a rebordosa se deu por grupos de criminosos inescrupulosos que querem destruir a pax britânica. Nada ou muito pouco sobre o desemprego e o desalento, a falta de perspectivas para os jovens, o corte de políticas sociais, a crise econômica e a longa recessão e a reação despropositada da incensada polícia inglesa. Que assassinou Jean Charles de tão preparada que é para lidar com situações-limite…

Nós jornalistas contribuímos com a manutenção desse pensamento raso quando tentamos simplificar um tema complexo como esse sem o devido cuidado. Há baderneiros, criminosos e aproveitadores entre os que protestam? Sim, claro. Sempre há. Mas por isso, vamos considerar a parte como o todo, numa metonímia preguiçosa, para dizer o mínimo, e ignorar que esse é um problema estrutural e não simplesmente um “caso de polícia''? Pelo jeito, sim, vamos.

Dêem uma olhada no vídeo a seguir, que me foi sugerido hoje por e-mail. É uma entrevista concedida à Globonews pelo sociólogo Sílvo Caccia Bava, coordenador geral do Instituto Pólis e editor do jornal Le Monde Diplomatique no Brasil. É função de um repórter garantir que um entrevistado revele posições, adotando a postura de o advogado do diabo se necessário for. Mas não sei se isso é o que aconteceu nesse caso:

Lembro-me de outra situacão ocorrida há dois anos e que trouxe aqui. Em perseguição a bandidos, a Guarda Civil do município de São Caetano do Sul invadiu a favela de Heliópolis, em São Paulo. Uma jovem morreu baleada. A população revoltada foi à rua, ateou fogo em ônibus. Queria protestar, se fazer ouvida. A polícia dialogou com balas de borracha e bombas de gás.

Autoridades não demoraram em chamá-los de vândalos. Parte da mídia comprou a idéia. Uma repórter, com os olhos arregalados do tamanho do mundo, demonstrava o pânico de quem nunca imaginaria que aquela massa disforme poderia decretar o fechamento de um bairro. A polícia falava em “contenção'', comentaristas na TV em “imposição da ordem''. Nada sobre as reais causas da morte. Nada sobre um Estado que não está nem aí para quem (sobre)vive nas franjas da sociedade. Nada sobre o fato de uma outra pessoa ter morrido em Heliópolis em uma situação semelhante não faz muito tempo. Por pouco não pediram para colocar esses miseráveis pulhas de volta para o lugar deles.

A polícia do Rio Grande do Sul mata um trabalhador rural (que procurava terra para plantar) e os sem-terra é que são vândalos. A Justiça despeja centenas de famílias humildes de um terreno em São Paulo (que procurava uma casa) e os sem-teto é que são vândalos. Jovens de classe média alta criam bandos para espancar e matar e moradores de rua e os sem-teto (que procuram simplesmente existir) é que são vândalos. Grandes obras de engenharia superexploram trabalhadores em nome do progresso, usando até trabalho escravo, e operários migrantes (que procuram o mínimo para ter dignidade), se cansam de tudo e resolvem por tudo abaixo para serem notados é que são vândalos. Fazendeiros invadem terras indígenas no Mato Grosso do Sul e prometem bala para quem cruzar a cerca e os indígenas que moravam ali (e procuram ser eles mesmos) é que são vândalos.

Vândalos somos todos nós que ainda nos indignamos com injustiças como essas. Uma vez que indignação nada mais é que vandalismo para quem está tão embutido no sistema e, por isso, ignora que ele não funciona a contento.

  1. benjamim

    05/09/2011 14:49:30

    Para:ANTONIO MARCELO DA SILVAVc que tem todos os requisitos para ir morar na França, Itália, Alemanha e Espanha. Vai morar lá! Por ser brasileiro com estas características, talvez consiga descer n´um dos aeroportos destes países sem ser deportado no outro dia e trabalhar de lixeiro e manter o mesmo padrão de vida. Eu como descendente de judeu sei bem o que é discriminação.Benjamim

  2. B. Burcite

    23/08/2011 23:17:43

    Meu cerebro se acostumou a rotina de cortar 'nobres cortes' destinados ao mercado exterior... num dos raros dias de folga consegui ler esse seu artigo.. e quer saber? to louco por um vandalismo aqui... LER po LER nao tem diferença... ao menos talvez acabemos com a LER targia

  3. Ah, meu Deus!

    20/08/2011 19:03:31

    Que gato fofo!

  4. Daniel

    20/08/2011 18:53:23

    Quanta tolice, Leonardo.

  5. Fábio

    20/08/2011 12:28:03

    Fábio Tumbinha, mo fi... 3 frases é só o que eu te peço. Que vc consiga articular 3 frases inteiras. Não, 2. Duas tá bão. Tem exemplos ótimos aqui no blog de TEXTOS QUE FAZEM SENTIDO. Os meus, p. ex. hehe. Aproveite. Salve a sua tese de graduação. Ela sempre será muito, mas MUITO chata (salvo um grande milagre), mas sempre é possível diminuir-lhe o non sense uns 20% talvez

  6. Fábio_|

    19/08/2011 17:47:43

    Fabinho,Não precisa ficar dando satisfação do que você faz para o titio.Titio não dá a mínima se você quer enfiar o pé na jaca. Também entende que esse estilo neanderthal de vida que você leva é o único ao alcance de sua capacidade mental.Mas, se você quiser desabafar com alguém, desabafe com quem paga a sua mesada, tá bom?

  7. Fábio_|

    19/08/2011 17:40:44

    Sem Fôlego,Continua derrapando: Esse seu "Enfim, isso é detalhe" aponta para o lugar daqueles "erros semânticos" sobre os quais você ou nada sabe ou se arrisca imprudentemente no fio da navalha de uma METAFÍSICA BRABA.Tanto no caso da dicotomia quanto no caso da polícia como novidade, qualquer um com boa compreensão de texto consegue ver o quanto você derrapou para lá e para cá de forma patética. Certamente, há espantalhos e distanciamentos semânticos no uso que NÓS DOIS fazemos das mesmas categorias, mas você se aproveita vulgarmente do status essencialmente beligerante de nossa discussão para ficar teimando, o que vai retirando gradativamente a graça dessa empreitada.Ah, e não se empolgue muito com seu texto (que não lerei, pois tenho melhor o que fazer), pois a Matrix da qual acorda Neo parece muito mais com uma dessas teorias de conspiração adoradas pelo discurso da direita (os comunistas nos submundos da espionagem, o foro de São Paulo conquistando a Amérida do Sul, o PT instalando uma ditadura de esquerda no Brasil, etc).Além disso, o que uma esquerda consequente faz é pensar novas formas de viver diante das limitações e contradições do que está aí. É uma tarefa que requer imaginação e ousadia. Qualquer aprendiz de filosofia (status que você alcance caso se esforce) sabe que Matrix foi essencialmente uma metáfora do mito da caverna. E Platão achava a VERDADE tal e qual fora dela. Quem tem apreço por verdades prontas é o discurso da direita.O que uma esquerda consequente faz é - sempre e simplesmente - apontar uma vez mais para o status metafórico dessa VERDADE ACABADA. Como se o mundo fora da caverna fosse simplesmente outra caverna. E assim por diante.Quem tem pretensão messiânica é a direita, aliás, uma pretensão messiânica invertida. Ela se entrega continuamente para uma verdade qualquer que a redime de seus pecados, seja essa verdade Deus, seja o pai, seja o mercado com suas leis deterministas, seja uma ciência com suas leis deterministas, seja qualquer coisa desde que tenha leis deterministas.A direita é covarde e, por isso, não realiza o velho epíteto marxista: "É preciso pegar as coisas pela raiz. Mas, no caso do homem, a raiz é o próprio homem". O que significa simplesmente que é o próprio homem quem ergue as cavernas que o cegam.O que significa que a antropologia por trás do laissez-faire e da mão-invisível é uma criação história do próprio homem (uma criação vulgar) e não um destino inexorável.

  8. shakk

    19/08/2011 16:38:08

    .-.

  9. sem fôlego

    19/08/2011 16:07:52

    "você perguntou ONDE?, eu respondi exatamente onde"Não, não respondeu. Você me acustou de fazer uma dicotomia entre jovens idealistas contra velhos rabugentos acomodados.O que você apontou é a dicotomia que fiz descrevendo a esquerda como idealistas iludidos e a direita como realistas bem informados.Também não apontou onde eu disse que polícia é novidade.Enfim, isso é detalhe, eu poderia refutar você até amanhã de manhã. Mas para que?Fique aí nesse berreiro à procura de uma idéia, quem sabe o Verme passe por aí pra te dar um thumbs up.E boa sorte com a salvação da humanidade.PS: estou escrevendo um texto pra você e seus amiguinhos que se acham o "Neo que acordou da Matrix e agora vai salvar o mundo das máquinas opressoras". Fique atento.

  10. Fábio

    19/08/2011 15:42:48

    Tumbinha, vc adora CAVAR a propria COVA, né? A sua já ta ficando boa, tipo ______|, vc já pode até chamar umas assombrações maneiras pra morar contigo. Por enquanto vc tá com o VERME, né? Hehe tão ADEQUADO... Mas um 1 vermito só? É, ele deve ser surdo, foi o único que conseguiu aturar esse teu blablá incompreensível rsrs. Eu reutilizei o texto mas fiz algumas modificações, pq a tua loucura, eu reconheço, tem mais método que a do outro trouxa lá NI baixo hehe. Só quis ajudar, retribuir um pouco da sua generosidade pra comigo tumbs hehe. E assim participo um pouco, né? Morro de inveja de vc e desse cara que vc tá matando asfixiado, o sem folego. Gostaria de participar da conversa (vcs já varreram de alto a baixo DAS CAPITAL qtas vezes, umas 5? Droga, eu consegui PERDER esse fervo, esse FESTÃO!! Que vacilo!) Eu adoraria, mas coisas absolutamente importantes me solicitaram: TRANSAR, DORMIR, TRANSAR DE NOVO, CAIR NA PISCINA, IR NA BALADA... DORMIR eu já falei... MAIS TRANSA (não é repetição, trata-$e de OUTRA gata heheh). ah, claro, tive que IR NO SHOPPING urgente pra ficar FAZENDO COMPRAS E COÇANDO e azarando as tchutchucas toda a tarde. Enfim, fiquei DOENTE quase por não ter COMO encontrar um minuto na minha agenda pra vir debater com CÉLEBROS tão DE PONTA

  11. Fábio_|

    19/08/2011 13:00:41

    Fabinho....É muito feio ficar reutilizando posts já destinados a outros leitores. Além de tudo, você não exercita a criatividade, o que está lhe faltando e muito.Mas não se preocupe, titio vai falar com seu professor de português e vai pedir para ele lhe passar muita lição, viu?

  12. Fábio_|

    19/08/2011 12:54:51

    Sem fôlego,Você só pode estar brincando, pois colocou tantos espantalhos em seu milharal, que a plantação mesma que você estava tentando proteger já não existe mais. Vejamos:1) Ussr.2) Marx.3) PT.4) Que eu coloquei a dicotomia esquerda imatura x direita conservadora (você perguntou ONDE?, eu respondi exatamente onde, e você se calou sobre o assunto).5) Agora, o caso do polissíndeto com o internauta verme.E, por último, você continua enunciando espantalhos, pois pergunta:"Onde foi que eu disse que chamar a polícia é novidade?"E eu respondo: "Varrer para debaixo do tapete é querer dar ainda mais welfare para esses vagabundos. A direita também olhou e pensou:“Bom, temos de repensar as coisas, pois há algo muito errado por aqui.”E a solução? Cadeia pra bandidagem. Que, aliás, sempre funcionou, em qualquer lugar no mundo.Já as suas propostas… bem…".Meu caro, "cadeia pra bandidagem" ou chamar a polícia para realizar a sua função é simplesmente o desdobramento jurídico previsto pela lei. Quando as pessoas estão nas ruas querendo mudar as coisas, chamar a polícia para "aplicar a lei" é simplesmente dizer: "olha, não há nada de errado, as leis não vão mudar, tanto que nós estamos aqui para reforçá-las uma vez mais". Nesse exato momento, não houve democracia. Pior do que isso, não houve, por parte de quem chamou a polícia, nenhum questionamento sério a respeito dos problemas profundos que se apresentam. Isso é empurrar o problema para debaixo do tapete, e empurrá-lo à pancada.Quanto ao fato de eu não lhe ter respondido, tenho clara consciência de que o fiz muito mais do que você. Um, dentre muitos exemplos: repliquei a sua proposta de combater o "welfare-state" (aliás, outro espantalho seu, pois você demonstra não saber lhufas do que seja isso), lembrando que cortes sociais como estratégia de combate à recessão econômica é algo antigo, que só demonstrou efeitos pífios a curto prazo.No entanto, é compreensível que você não tenha - uma vez mais, compreendido nada -. Pois você é, e isso fica claro a cada post que você escreve, uma saudosa viúva do Stálin. E ele deve ser um espantalho muito grande, a cobrir completamente a sua visão e - nos momentos em que você se debruça com ele no chão - muitas outras coisas...

  13. Fábio_|

    19/08/2011 12:26:00

    Sem fôlego,Quanto mais você se expõe, pior fica.Todos nós cometemos erros gramaticais. Eu cometo muitos, pois escrevo muito e depois fico me lamentando. Você, por exemplo, acabou de usar um catafórico "neste" quando obviamente era o caso de um anafórico "nesse". Pode parecer preciosismo (e, em certa medida, é), mas você escreveu um parágrafo tão pequeninho, que é certamente razoável cobrar-lhe por mais atenção nesses casos.Quanto aos "erros semânticos", meu caro, isso coloca em jogo UMA METAFÍSICA BRABA, mas o mais provável é que você tem não muita ideia do que isso quer dizer.Penúltimo, você demonstra, uma vez mais, uma dificuldade enorme de compreensão do texto alheio. Talvez porque o vocabulário que o verme usou esteja um pouco além das suas capacidades intelectuais."Polissíndeto" é uma configuração estilística, não um selo de garantia de correção de português. Portanto, uma vez mais, quando diz "eu o estou acusando de escrever MAL, não de escrever ERRADO", você testemunha a própria ignorância, pois em nenhum momento alguém falou o contrário disso.Por último, ainda que concorde com você quanto ao fato de que o trecho em questão poderia estar melhor escrito, devo insistir em dois pontos:1)Em primeiro lugar, a frase não é nenhuma tragédia, pelo contrário, faz uso de um recurso estilístico de uso bastante disseminado, com ótimos resultados em outros lugares. Aqui ficou um pouco estranho, mas certamente não é um "período horrível" (seu juízo estético, como o restante de sua inteligência, não é muito sutil e só enxerga preto no branco...).2)Devo insistir no fato de que você consegue entender o texto alheio, não sabe o que é polissíndeto, escreve apenas tautologias e ,provavelmente, ignora o fato de que falar em "erros semânticos" é ou um absurdo ou um despropósito. Portanto, você não tem nenhuma condição de pretender validade para seus juízos sobre o estilo dos outros. Eu tenho uma dica: Primeiro, treine leitura e compreensão de texto. Depois, muito depois, você poderá começar a julgar o estilo dos outros.

  14. sem fôlego

    19/08/2011 11:56:21

    "os revoltosos que conseguiram derrubar o Mubarak no Egito, os rebeldes que lutam contra governos no Oriente Médio, todos são heróis"Na verdade, não.Eles conseguirão instaurar uma ditadura pior do que a do Mubarak, pode ter certeza.Matando cristãos e queimando igrejas eles já estão.

  15. sem fôlego

    19/08/2011 11:53:31

    "Se os nórdicos não querem os feios sujos e malvados por perto, não venham ao sul oferecer ou extrair mercadorias. Explorem e comerciem somente com o norte, a partir do norte."Pô, que lógica fantástica hein? Hahahahahaha

  16. sem fôlego

    19/08/2011 11:51:40

    O Sakamoto comete muitos erros semânticos e gramaticais, mas neste caso específico, eu o estou acusando de escrever MAL, não de escrever ERRADO.

  17. sem fôlego

    19/08/2011 11:46:13

    Onde foi que eu disse que chamar a polícia é novidade?Cara, você está passando mal, procure ajuda, é sério.Enquanto você não rebater o que eu realmente disse, eu nem tenho o que responder! Como eu vou defender afirmações que eu nunca fiz?Fique aí, rolando no chão, se debatendo com o espantalho que você mesmo criou.

  18. Fábio

    19/08/2011 11:29:34

    – Bem, é isso, sr. Fabio Tumba. (J. Uku Teu, o psiquiatra, olha no relógio.) — Seu horário já acabou. (Respirando fundo, mas sem demonstrar a profunda alegria que sentia com o fim do torturante blablablá desnorteado, o pobre psiquiatra se levanta.) — Até a semana que vem, então, no mesmo horário. E lembre-se: em 15 dias diminuiremos a dosagem dos remédios, e com um pouco de sorte vc poderá voltar a participar do grupo de estudos sobre Marx. Eu sei, eu sei que vc está feliz... Mas calma, não fique tão agitad... CALMA! EI, ABRAM AQUI!! (A porta se abre e o psiquiatra se retira do quarto, que imediatamente volta a ser trancafiado.)

  19. verme

    19/08/2011 04:42:02

    Polissíndeto.Te ensinaram tanto na super-escola de aldeia, mas não te ensinaram coisas óbvias.

  20. verme

    19/08/2011 04:38:16

    Então ficamos na merda?Se você ajudar a sair, fica mais fácil.

  21. verme

    19/08/2011 04:34:37

    Muito bacana a referência à reporter apavorada com moradores que fecharam seu próprio bairro em sp.Coisa tão elementar, fechar o próprio bairro. (Heliópolis é fueda, do tamanho de uma cidade inteira. Ver o povo todo na rua, protestando, deve ser coisa de louco.)Autonomia apavora.Melhor a barra da saia: estado, patrão e afins.

  22. verme

    19/08/2011 03:51:03

    Muito legal.A Globo é tão babaca que chamou um sociólogo do Le Monde Diplomatique pra comentar.Sifu.Ficou muito engraçado.Provavelmente esses idiotas nem sabem mais o que é esse jornal francês.Vivem naquela babaquice que diz que a história acabou, que esquerda e direita não existem etc.Aí pagam mico, tomam susto.Parabéns ao Saka e ao sociólogo, extremamente paciente com os âncoras babaquaras.

  23. verme

    19/08/2011 03:26:52

    Orra, fábio, detonou.Bela explicação.

  24. verme

    19/08/2011 03:22:14

    Pô, Xuxa,Falou tudo.Esse aí é mané demais.Nada com nada.

  25. verme

    19/08/2011 03:17:38

    Prefeituras, sedes do governo, palácios...Ótima pedida.Mas aí o policiamento é mais eficaz.Ou vai descambar pra uma luta armada?

  26. verme

    19/08/2011 03:14:56

    Morte lamentável.Mas...Não deixem de contar todos os que, injustamente, morreram antes, ligados aos que protestam.Aí se tem uma noção mais precisa do tamanho da desgraça.Isso não é nada democrático.A porralouquice não resolverá os problemas, mas pode ser o início de uma mudança substantiva.A simples passividade salvaria o velhinho, mas continuará matando muitos outros que só aparecem em tabloides sensacionalistas: jovens, mulheres e crianças, preferencialmente.PASSIVIDADE MATA.

  27. verme

    19/08/2011 03:04:05

    Adorar luta de classes é embaçado.Uns se acomodam, outros fingem que não existe, alguns se queixam.Quem tentou mudar, repetiu o esquema.Ela continua, essa praga.

  28. verme

    19/08/2011 03:01:47

    London Calling!eGuns of Brixton!Perfeito.

  29. verme

    19/08/2011 03:00:05

    Você desconhece um e outro.Fala de orelhada.

  30. verme

    19/08/2011 02:58:49

    NEM PODEM SE ARMAR...(Isso é sinal de policiamento eficiente, população pacífica, cabeça de bagre!)É que agora...Saiu do controle.Mas seguindo tua lógica, era só varrer na metralhadora.Mandando para o ralo todas as ideologias mais nobres da humanidade, que nascem lá na Europa.Se a Inglaterra varresse arruaceiros com pistolas, imagine como não ficaria no resto do mundo.Liberou geral! Haja Mubarak!*****Agora, aquela de que tomaram o Brazil a força foi de lascar!Só se foi o Brazil mesmo, porque no Brasil teve eleição.

  31. verme

    19/08/2011 02:49:10

    Mas o jornal é americano!Voltando os republicanos ao governo, depois do fiasco Obama...Vão fiascar também.E...Cabum?(Caceta, que jornal sinistro, volto a ler amanhã!)

  32. verme

    19/08/2011 02:45:30

    Rapaz...O tom racista da matéria não é brincadeira, o apelo religioso... putz!(Quem quiser arriscar um vômito, confira lá.)Jornaleco lixo.O teu comentário idem.Mas você é só um coitado, não impressiona ninguém.Mas esse jornal... como é que pode?Ó, minha gente, tanto medo do Islã... do Hugo Xaveco... acho que a Europa vai aprontar antes!

  33. verme

    19/08/2011 02:20:16

    De onde vem essa gente toda mesmo?3º mundo?Certo.Faz o seguinte.Se os nórdicos não querem os feios sujos e malvados por perto, não venham ao sul oferecer ou extrair mercadorias. Explorem e comerciem somente com o norte, a partir do norte. Tu ia ver só se rolava...Vale lembrar que os imigrantes são necessários para baixar os salários dos trabalhadores locais.A partir de certo momento é que se tornam um estorvo. Mas são muito úteis durante bastante tempo.O estado às vezes precisa se endividar.Se a Noruega conseguiu fechar as portas nas fuças dos imigrantes, é porque fechou bem suas contas, pode abrir mão de excedente.E a Noruega não comercia com nenhum país do sul?Será que ela vive de vender peixe?*****E vem cá,Esses caras todos são imigrantes?Tem inglês, não?

  34. Clarice

    19/08/2011 00:46:17

    Engraçado, os revoltosos que conseguiram derrubar o Mubarak no Egito, os rebeldes que lutam contra governos no Oriente Médio, todos são heróis. Enquanto isso, os jovens ingleses que protestam contra sua própria condição são marginais...

  35. Fábio_|

    18/08/2011 22:55:46

    Fabinho esboço de malandro!Minha conversa com o sem fôlego é para quem já saiu da fase de literatura infanto-juvenil, tá bom?Se você quiser, titio depois brinca com você, tá bom?

  36. Fábio_|

    18/08/2011 22:49:05

    Algumas considerações acerca das suas primeiras TENTATIVAS de argumentar alguma coisa:1) Saiba o que é welfare-state antes de enunciar essa palavra. A seguir o seu raciocínio, poderíamos dizer que temos um no Brasil, simplesmente porque temos bolsa-família e meia-dúzia de programas sociais. O welfare-state envolve uma dimensão política que está muito além de cortes orçamentários de governo A ou B.2) É algo realmente muito patético achar que chamar a polícia diante de uma manifestação contrária às decisões econômicas de um governo é ALGUM TIPO DE PROPOSTA INOVADORA. Eis o resumo daquilo que a direita propõe de novo: CHAMAR A POLÍCIA para lidar com aquilo que a incomoda. Ademais, quando falamos em buscar O NOVO, estamos falando em mudar as coisas, AFINAL HÁ ALGO ERRADO (você mesmo o confirma) e isso implica em mudar as regras do jogo, E A ESSÊNCIA DA DEMOCRACIA É A CAPACIDADE DE O JOGO SER MUDADO PELA AÇÃO POLÍTICA DOS INDIVÍDUOS. Por definição, a polícia é o agente que garante o funcionamento das regras atuais. Portanto, você incorre em contradição ao afirmar que chamar a polícia é inovar (mais um erro de lógica por sua parte).3) Quem está empurrando as coisas para debaixo do tapete? Na Europa, desde Tatcher, a novela se repete: Crise econômica = corte em gastos sociais. Depois disso, a economia volta a crescer (distribuindo desigualmente seus dividendos), alguma mobilidade social ocorre (ainda que o abismo entre ricos e pobres não diminua consideravelmente e muitas vezes cresça) e quando outra crise acontece, a boa e velha democracia representativa está lá para garantir que seja a maioria pobre a sofrer. Nesse momento, a questão se coloca: "Há algo de muito errado". Sua proposta? A mesma que se repete desde os anos 1970. E você chama isso de novidade.4) Mais um erro de lógica formal: Ao propor algo novo, você se gaba: suas "propostas" já funcionam...(ou seja, não são novas!). Pior do que isso, você termina com um "já as suas propostas", com se as minhas propostas não funcionassem...5) Isso nos leva a mais uma tautologia de sua parte. Pois já está dado analiticamente que uma ideia ABSOLUTAMENTE NOVA, por ser nova, AINDA NÃO ESTÁ FUNCIONANDO. Se não, ela só seria nova relativamente a outra.6) O fato de a polícia funcionar (tanto quanto o de não funcionar, quando não funciona) TESTEMUNHA VIVAMENTE que há algo de muito errado. Supremo erro de lógica formal: Dar o motivo mesmo da interrogação como resposta.

  37. Fábio_|

    18/08/2011 22:12:50

    Sem Fôlego, diz:"E eu pergunto: ONDE?""Quando você começa a questionar o mundo, torna-se de esquerda. Quando começa de fato a aprender, torna-se conservador. É inevitável, a realidade dos fatos fala mais alto do que sua embolorada ideologia totalitária."Na sequência, EM MEU POST, eu dizia que essa dicotomia QUE VOCÊ APRESENTOU era uma simplificação, lembrando o caso do PONDÉ, um pensador de direita, que - justamente - briga para tirar a pecha segundo a qual um direitista "não questiona o mundo", apenas "aprende com ele" e, diante disso, torna-se conservadora.Claro que, ao lhe mostrar a baboseira que é essa dicotomia, eu tirei um certo sarro, com aquela gradação iniciada no período "aí vem a experiência...".Bom, como você tem CLARAS dificuldades para compreender o texto como um todo, no post seguinte, (dando uma de louco) começou a ensinar o padre a rezar, dizendo, como se fosse novidade, exatamente aquilo que havia apontado na tentativa do Pondé.Esse caso mais o completo descohecimento do que seja tautologia (afinal, até agora você não deu um único argumento sequer sobre o que quer que seja e contentou-se apenas em gaguejar bravatas de pobre imaginação) evidencia um problema sério com a lógica (talvez, você compartilhe a aversão do Fábio malandro à leitura).Que fique bem claro: Eu compreendo que a lógica especulativa (sobre a qual o materialismo histórico e dialético está construído) seja demais para você. Mas mesmo no campo da silogística clássica, a de Aristóteles, você demonstra graves problemas (tanto que não saiu ainda da tautologia).Ainda mais grave é a sua capacidade de compreensão de texto. Talvez você tenha dificuldade em compreender textos com mais de dois parágrafos. Não é sua culpa. Vivemos uma época imagética e muitas pessoas, como o Fábio malandro, perdem a capacidade de ler e de escrever mais do que quatro linhas. Doem-lhe as cabeças ou fecham-se as pestanas (pois os neurônios atrofiados entram em curto!). Talvez esse seja o seu caso, ainda que em menor grau.Por isso, não irei lhe retrucar a acusação de mentiroso. Construir uma mentira é uma tarefa que exige um mais de inteligência do que você demonstra possuir.Pelo contrário. É evidente, pela incapacidade de compreender (até mesmo os próprios) textos e pelos déficits lógicos, que você é logrado por construtos ideológicos.É um caso de boa e velha falsa consciência....

  38. sem fôlego

    18/08/2011 18:23:08

    Você diz"A dicotomia jovem imaturo de esquerda querendo mudar o mundo x velho rabugento que “aprendeu” com o mundo foi proposta por você em seu post anterior."E eu pergunto: ONDE?Essa é só a primeira da série de mentiras que você atribui ao espantalho no qual tanto gosta de bater.Mas eu não preciso mais perder meu tempo, alguém que fala em "materialismo dialético" e depois vem dar aula de lógica sofre de sérios transtornos psicológicos e minha intenção aqui é encher o saco de esquerdistas, não zombar de pessoas com problemas de saúde.

  39. sem fôlego

    18/08/2011 18:19:51

    Você é uma piada. Está se divertindo batendo no espantalho tautologista que construiu aí? Isso também tem um nome: falácia do espantalho.Varrer para debaixo do tapete é querer dar ainda mais welfare para esses vagabundos. A direita também olhou e pensou:"Bom, temos de repensar as coisas, pois há algo muito errado por aqui."E a solução? Cadeia pra bandidagem. Que, aliás, sempre funcionou, em qualquer lugar no mundo.Já as suas propostas... bem...

  40. Fábio

    18/08/2011 18:19:04

    Ai caraca... o cara já tá deixando a galera aqui SEM FOLEGO rs. E a pilha dele não acaba NUNCAAAA. Vc bate nele, e bate e bate mais, DESOSSA, manda pra _| TUMBA _| , mas o pentelho não desiste afff. SEM FOLEGO, vc tá mesmo lendo a maionese que esse lóque tá escrevendo? Não que seja completamente descartável. Pode ser uma mão na roda em caso de INSÔNIA rs. Vc lê UMA frase e APAGA no ato. Com um parágrafo produzido pelo Tumbinha, vc tem sono garantido por 5 anos sem repetir nenhuma frase hehe. Melhor que filme nacional

  41. MOTO_SERRA_DE_PRATA

    18/08/2011 00:09:59

    Boa..Boa mesmo..

  42. Fábio_|

    17/08/2011 20:36:08

    Cara, o Zizek tem razão.A direita é a viúva mais saudosa da USSR, do Lênin e do Stálin.Para vocês, esquerda=Marx=Ussr=Cuba. Uma vez mais, é notável a ausência da inteligência para perceber nuanças nem tão sutis assim dentro de cada um desses sinais de igual.É por isso que é tautologia e também uma tara: O que faz vocês dormirem tranquilos com essas ideias sem imaginação nenhuma é a consolação que recebem desse fantasma, que é imagem que vocês fizeram (e nutrem avidamente) de homens carecas com bigode ou muito barbudos, que assassinaram milhões, bilhões, trilhões - e quanto maior o número de assassinados, maior o conforto que vocês sentem.Certamente, ainda há muito o que fazer para compreendermos o que foram essas experiências, o momento em que elas se deram e, no limite, como o totalitarismo (e não importa se de direita ou de esquerda) foi e ainda é possível e real.De qualquer forma, sem querer esquecer o passado, é notável como o discurso da direita A-DO-RA lembrar a saudosa (para ela mesma, a direita) USSR e, com isso, ter a pretensão de vencer qualquer disputa no presente.Cada vez que ela faz isso, ela perpetua (sem saber, pois não é muito hábil em especulação, como ela mesma se "orgulha" em dizer) o próprio totalitarismo, pois o inscreve e o eterniza dentro de uma antropologia difusa, fragmentária e autocontraditória (que ela pensa ser o "homem concreto", sem as ilusões supostamente românticas e/ou hipócritas da esquerda).Essa antropologia não tem coerência nem lógica nenhuma e serve apenas como construto ideológico a revelar faces convenientes onde quer que seja preciso. E o mais patético é que vocês enchem a boca para dizer que "sabem o que é o verdadeiro homem".Em tempo: Temos uma versão brasileira desse fantasma que a direita cria em seu quintal e sem o qual ela desesperaria de saudade e viuvez. É o PT, não o partido propriamente dito, mas - uma vez mais - a imagem distorcida que ela mesma cria acerca dele.Para terminar, eis um resumo dos seus melhores "argumentos".1)Marx é do mal.2)O PT é do mal.3)A USSR foi o império do mal.4)Logo, "eu" que não sou do mal, sou do bem.5)E fui responsável por tudo que aconteceu de bom nos últimos três séculos e meio.Espero que você tenha condições de, agora, saber o que é uma tautologia.

  43. Fábio_|

    17/08/2011 20:02:34

    Caro sem fôlego!Uma vez mais, você demonstra ter problemas com a lógica (seja a especulativa ou a proposicional).A dicotomia jovem imaturo de esquerda querendo mudar o mundo x velho rabugento que "aprendeu" com o mundo foi proposta por você em seu post anterior. Presumo, portanto que era você mesmo o destinatário de seu último post.Você não parece compreender o significado de tautologia. É uma afirmação vazia, analiticamente dada, como 2=2. Você não consegue criar sequer um argumento, pois suas afirmações são meras bravatas. Mais uma vez, é como se você simplesmente dissesse "Bom, nós somos responsáveis por tudo que aconteceu de bom nesse mundo, e vocês estão por trás de tudo o que aconteceu de ruim".Não há nada mais besta do que esse tipo de afirmação, aliás, tão vulgar e simplista quanto o discurso do "politicamente correto" que, insisto, não é coisa de esquerda (isso é um mito que gente como Olavo de Carvalho criou no Brasil). Como já afirmado, trata-se, pelo contrário, da realização do ideal de tolerância liberal e burguês - que, apesar de seus limites, tem sim o seu valor e representa um consenso importante dentro da experiência do homem moderno.Você critica tanto o discurso do "politicamente correto", mas enuncia um. Afinal, "coitado do barbeiro", "coitado do paquistânes", "coitado do velhinho de 89 anos" (A velhice é uma das estratégias de vitimização preferidas do discurso politicamente correto). Onde há violência, seja qual for, há espaço para o discurso do politicamente correto. E vocês exploram esse espaço como quaisquer outros.Bom, é nesse ponto que ver tudo preto no branco, como você parece fazer, mostra-se burrice. Pois inteligência é justamente a capacidade de perceber sutilezas, tons de cinza que você ignora em seu quadro nós x eles. Eu tenho plena consciência do valor disso que você chama "discurso politicamente correto". Acredito que a noção liberal e burguesa de tolerância é central dentro da experiência do homem moderno.O problema é que ela não resolve impasses como o que ocorre em Londres. Diante dele, a mera insistência em empurrar o problema para debaixo do tapete, que é o que vocês fazem ao evocar a repressão policial (nesse momento, sim, vocês querem apenas manter a ordem dada, estigmatizando qualquer resistência a ela como desvio) colide com o propósito da esquerda, que é simplesmente o de olhar essa situação e dizer:Bom, temos de repensar as coisas, pois há algo muito errado por aqui.

  44. jaime krochik

    17/08/2011 19:48:48

    EM TEMPO ; ANTES QUE DIGAM QUE NÃO SEI ESCREVER, EXPLICO QUE EM FUNÇÃO DA PRESSA E OUTROS AFAZERES CONCOMITANTES HÁ ALGUNS ERROS DE GRAFIA EM MINHA PARTICIPAÇÃO ANTERIOR

  45. jaime krochik

    17/08/2011 19:44:31

    HÁ UM VELHO DITADO QUE DIZ: QUEM PLANTA VENTO COLHE TEMPESTADE; E VEJA QUE A SITUAÇÃO NAS PERIFERIAS BRASILEIRAS É NO MÍNIMO MIL VEZES PIOR.TEM RAZÃO QUANDO DIZ QUE NÓS QUE DEFENDEMOS UM MUNDO MAIS HARMONICO , EQUILIBRADO E JUSTO , CONSEQUENTEMENTE COM MUITO MENOS VIOLÊNCIA SOMOS TAMBÉM NA VISÃO DA DIREITA ASQUEROSA DE TODOS OS MATIZES DE "VANDALOS" JÁ QUE É MUITO FÁCIL CRITICAR OS OUTROS NÃO VICENCIANDO SUA SITUAÇÃO REAL E SEQUER SE ESFORÇÃDO PARA COMPREENDER.EM TEMPO, A DIREITA ADORA SE INTITULAR COMO CRISTÃ MAS NÃO TENHA DÚVIDA QUE SE CRISTO VIVESSE HOJE SERIA TAXADO DE SUBVERSIVO E PERSEGUIDO JA QUE PODERIA SER CONSIDERADO DE EXTREMÍSSIMA ESQUERDA MUITO ANTES DE EXISTIREM TAIS DEFINIÇÕES POLÍTICAS QUE SURGIRAM NOS TEMPOS DA REBOLUÇÃO FRANCESA NO SÉCULO XVIII.

  46. Cris

    17/08/2011 15:32:28

    Veja esse outro vídeo em que um cidadão no centro dos conflitos rebate ao vivo a repórter da BBC: http://youtu.be/1FE-Zl_2fyI "Eu não chamo isso de desordem. Isso é insurreição popular". A história mostra que as mudanças não acontecem sem conflito. Será que os que hoje exaltam os ideais franceses de liberdade, igualdade e fraternidade acreditam que o processo se deu em completa harmonia?

  47. Neiva

    17/08/2011 14:37:16

    Eu não leio nenhum BLOG!Vc é cego???!Mas têm notícias, jornais, revistas, sites LIVROS, blog é opinião!!! e eu também gosto de ouvir, se tem alguma por favor esponha!Abraço.

  48. sem fôlego

    17/08/2011 09:20:46

    Quanto a mim, fico perplexo com a cara de pau de quem ainda evoca bobagens já exaustivamente desmentidas, desmoralizadas até, como o tal 'materialismo dialético'.Bicho, você perdeu o bonde da história, a USSR já acabou, e faz tempo! Caiu de podre! Cuba também está caindo de podre e logo seu cérebro também cairá de podre...

  49. sem fôlego

    17/08/2011 09:15:43

    "Esquerda é coisa de jovem imaturo!"Ou de velho oportunista, como os petistas, que há muito tempo sabem que o bla-bla-bla marxista é um monte de bobagem, mas continuam seguindo a cartilha para manter o poder na mão e o povo na merda.

  50. sem fôlego

    17/08/2011 09:12:24

    Você não entendeu nada.Guinar à direita não é por conformismo ou acomodação, muito pelo contrário... não tem dor de cabeça maior do que ser de direita nesse mundo politicamente correto de hoje em dia.O problema da esquerda não é querer "coisas novas". É a sua leitura da realidade. A esquerda não sabe interpretar a realidade. Inverte tudo. Toma o certo por errado e o errado por virtuoso. Enxerga causas como conseqüencias e conseqüencias como causas. A leitura inteirinha que a esquerda faz é falaciosa.É lógico que, partindo dessa base, não poderia sair coisa boa na hora de fazer propostas.Ser conservador não é querer conservar o 'status quo', que, por sinal, anda uma desgraça. Ser conservador é muito mais conservar os (nesse caso, apenas dois) pés no chão na hora de ler o mundo, sem tentar encaixar a realidade à força num modelo teórico totalmente falho, manco, embolorado e já tantas vezes desmentido.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso