Topo
Blog do Sakamoto

Blog do Sakamoto

Categorias

Histórico

Lula cogita morar no Nordeste após ser libertado

Leonardo Sakamoto

08/11/2019 10h59

Lula em Brasília Teimosa, comunidade pobre de Recife (PE), em 2017. Foto: Ricardo Stuckert

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva cogita morar na região Nordeste após ser libertado. A informação, que foi dada em entrevista ao jornal Brasil de Fato, na Polícia Federal, onde ele cumpre pena, em Curitiba, foi confirmada ao blog por pessoas próximas a ele. Hoje, Lula tem residência em São Bernardo do Campo, região do ABC paulista onde começou sua carreira como sindicalista e político.

Após a decisão do Supremo Tribunal Federal, desta quinta (7), retomando o entendimento que réus podem começar o cumprimento de sua pena apenas quando esgotarem todos os recursos, inclusive aos tribunais superiores, seus advogados pedem a soltura imediata do ex-presidente. A expectativa é que isso ocorra até a próxima segunda (11).

Leia também:

"Fico sonhando em sair daqui, decidir onde vou morar. Quando deixei a Presidência, tinha vontade de morar no Nordeste, vontade de voltar para meu Pernambuco, vontade de morar não perto da praia, mas num lugar em que pudesse ir à praia. Pensava em ir para Bahia, Rio Grande do Norte, mas a Marisa não quis ir porque ela nasceu em São Bernardo, e o mundo dela era São Bernardo. Eu não tenho mais o que fazer em São Bernardo. Não sei para onde ir, mas quero me mudar para outro lugar", afirmou o ex-presidente. Lula nasceu em Caetés, quando o município ainda pertencia a Garanhuns, no agreste pernambucano.

O Nordeste é a região em que ele mantém grande popularidade, mesmo após a prisão. Fernando Haddad, o candidato indicado por ele para concorrer à Presidência da República, venceu Jair Bolsonaro com facilidade entre os eleitores de lá. E o PT elegeu quatro dos nove governadores (Bahia, Ceará, Piauí e Rio Grande do Norte) e é aliado dos outros cinco.

Ao mesmo tempo, pesquisa Ibope divulgada em 25 de setembro, mostra que apenas 20% avaliavam o governo Bolsonaro como ótimo e bom no Nordeste, enquanto 47% o consideravam como ruim e péssimo – piores índices ostentados pelo governo no país. No Sul, o presidente conta com 36% de aprovação e 28% de reprovação.

Ouça o Baixo Clero, o podcast de política do UOL:

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o Autor

É jornalista e doutor em Ciência Política pela Universidade de São Paulo. Cobriu conflitos armados em diversos países e violações aos direitos humanos em todos os estados brasileiros. Professor de Jornalismo na PUC-SP, foi pesquisador visitante do Departamento de Política da New School, em Nova York (2015-2016), e professor de Jornalismo na ECA-USP (2000-2002). É diretor da ONG Repórter Brasil, conselheiro do Fundo das Nações Unidas para Formas Contemporâneas de Escravidão e comissário da Liechtenstein Initiative - Comissão Global do Setor Financeiro contra a Escravidão Moderna e o Tráfico de Seres Humanos. É autor de "Pequenos Contos Para Começar o Dia" (2012), "O que Aprendi Sendo Xingado na Internet" (2016), entre outros.