Blog do Sakamoto

9 de julho: São Paulo deveria lutar contra o “paulistanismo”

Leonardo Sakamoto

Para quem leu meu post sobre o aniversário da Revolução Constitucionalista de 1932 no ano passado, jogue o dado de novo e avance uma casinha. Vou repetir a dose. Não pelo fato do assunto ter gerado repercussão – xô, populismo na web! – mas porque acredito que o “paulistanismo”, o nacionalismo paulista, funciona como uma espécie de seita radical para os seus adeptos. Mesmo as pessoas mais calmas viram feras, libertando uma fúria bandeirante que parecia, historicamente, reprimida dentro do peito.

E vamos começar por esse ponto mesmo. Domingos Jorge Velho, Antônio Raposo Tavares, Fernão Dias Paes Leme, Manuel Preto, Bartolomeu Bueno. Esse pessoal que virou rodovia, escola, rua, praça, escultura, Palácio de Governo. Não quero fazer uma análise do passado considerando apenas as luzes do presente. Mas o fato de São Paulo ter escolhido os desprezíveis bandeirantes como seus heróis diz muito sobre o espírito do estado. Afinal de contas, séculos depois, muitos empreendimentos paulistas ainda se sentem acima do restante do país e seguem pilhando recursos naturais de outras regiões (quem sabia que o maior consumidor de madeira da Amazônia é a contrução civil de São Paulo ganha um doce). Ou superexplorando trabalhadores por aí – vale lembrar que boa parte dos fazendeiros flagrados com trabalho escravo nos dias de hoje em Estados como o Pará são paulistas que “compraram” terras por lá.

Bem, convenhamos, o presidente Lula acha que os usineiros da cana-de-açúcar são heróis, tem muita gente que acha que jogador de futebol e piloto de fórmula 1 é herói. Cada povo, ou melhor dizendo, cada elite constrói os mitos que mais lhe apetecem e lhe convém. Mas o Brasil é craque, São Paulo à frente, de escolher cada figurinha para seu panteão…

Quando critiquei isso no ano passado, recebi pancada de tudo o que é lado. Por sorte, sou masoquista, tomar porrada mais me diverte do que me irrita. Mas o naipe das reclamações realmente foi bem mirim, para dizer o mínimo: “Os bandeirantes eram guerreiros que domaram esta nação”, “Seria maravilhoso se todos os estados brasileiros tivessem a mesma condição de ter exemplos para conduzir e ser carro chefe dessa nação”, “Não poderíamos esperar uma opinião diferente de um mestiço”, “Considero um desrespeito aos que morreram por uma causa!”). O grifo meu, é claro.

Isso me leva à conclusão de que as escolas particulares e públicas realmente têm sido tenazes em repassar um conteúdo sobre a história brasileira sem promover o devido espírito crítico entre os alunos. Para que Enem para avaliar? O dia-a-dia é o melhor termômetro. Melhor seria manter as disciplinas de Educação Moral e Cívica e Organização Social e Política Brasileira, orgulhos dos verde-oliva, em vigor. E, por fim, tome publicidade estatal, sempre enaltecendo os feitos dos bandeirantes para reforçar os “fundadores” do estado.

Esta sexta-feira, é dia de celebrar o espírito bandeirante. Um Estado que tem orgulho de se dizer a “locomotiva do país”, reserva moral, guia econômico, enfim, que acredita piamente que exerce uma liderança natural, quase divina, sobre o restante do Brasil. Faltou só ter combinado com os russos antes, como diria Garrincha.

Há exato um ano, eu havia escrito que um amigo me ligara de Porto Alegre para falar de trabalho. Ao explicar que, aqui em São Paulo, as coisas estavam modorrentas por conta do feriado, pediu para lembrá-lo o que comemorávamos em 9 de julho, uma vez que Sul não desfrutava do mesmo dia livre. Achou graça ao ouvir que era o início da Revolução Constitucionalista de 1932 e prontamente retrucou: “Ah, meu amigo paulista, você quer dizer a Contra-Revolução de 1932, não é?”.

Ele não é getulista, bem pelo contrário, descartando qualquer defesa de seu conterrâneo que chegou ao poder na Revolução/Golpe de 1930, mudando a política do café com leite vigente até então. Mas, ficou claro que ele tem uma visão diferente sobre a guerra que São Paulo empreendeu, menos por uma Constituição e mais para tentar retomar o poder, e fracassou. Quem crê que gaúchos são os únicos a pensar dessa forma está enganado – muitos outros têm um ponto de vista diferente sobre esse capítulo da história nacional. O que é natural, afinal de contas, daqui temos o lado dos “derrotados”.

Criticar a (Contra) Revolução de 1932 é terreno minado por aqui. O processo de mitificação daqueles acontecimentos foi forte ao longo do século 20, forjando um elemento de identidade, reforçado a cada 9 de julho com paradas militares, crianças agitando bandeirinhas, o vermelho, o preto e o branco das cores de São Paulo pintados nos rostos, autoridades emplumadas passando as tropas em revista.

Mostrar que as coisas não foram bem assim gera grandes ressentimentos. Porque as pessoas não entendem como um neto de imigrantes, paulistano com sotaque carregado e que foi estudante da USP pode escrever uma coisa dessas. E tome mais comentários ótimos: “Pelo seu título de doutor, eu esperava mais de você” – muitos acham que o acesso ao conhecimento técnico leva à iluminação, e que a iluminação significa concordar com eles… “Quem não está satisfeito, que mude de cidade!” – se você gosta de algo e vê problemas nele, tem duas opções: a) ignora tudo e cria um mundo de fantasia na cabeça; b) critica e atua para construir alternativas. Mas, cuidado ao escolher ''b'', pois quem chama para o enfrentamento de idéias e propõe mudança no status quo é taxado como baderneiro. “Nós, paulistas, sempre fomos os bastiões na luta pela democracia deste país” – Onde é que foi mesmo a primeira e grande Marcha da Família com Deus pela Liberdade?

Eu disse e reafirmo que a esperança de São Paulo é que uma nova geração, liberal em costumes, progressista politicamente, consciente com relação ao meio ambiente e aos direitos sociais e civis, menos arrogante e com uma atuação realmente federalista, consiga emergir com força em meio à decadência quatrocentona, travestida de modernidade ao longo do século 20, que ainda reina por aqui.

  1. Diego

    25/08/2010 15:33:21

    Pois bem,você está certo. Faça o seguinte, lute pela restauração da divisa do tratado de tordesilhas e também para que o governo federal não invista um centavo em SP, em contrapartida, não recolha um centavo de imposto aqui.Para mim, ficaria de bom tamanho, afinal, nós paulistas somos cruéis burgueses exploradores do povo humilde do Brasil e ainda por cima, tivemos a ousadia de lutar por uma Constituição.Sinceramente, qualquer um pode ter acesso aos discursos realizados à época, hoje arquivados no largo São Francisco. Todos, sem exceção, vão contra o que você diz. Você é cientista político, não deveria ignorar, por exemplo, Goffredo Telles Junior. Ou vai me dizer que a Carta aos Brasileiros também foi uma tentativa de SP voltar ao poder durante a Ditadura Militar? Não duvido que responda "sim".Você deturpa ou ignora fatos históricos, apoiando-se na explicação mais simplista e adequada ao seu ponto de vista (aliás, é a mesma divulgada pelos getulistas, que na guerra diziam que SP era governado por um tal de Matarazzo e queria fundar uma pequena Itália no Brasil).Sou Paulista com orgulho. Você é Paulista mas não sente orgulho, aparentemente repulsa.Pelo que vi em seu blog, temos ideologias políticas diferentes também. Acho que isso explica sua contradição pessoal entre o que é e o que sente e, principalmente, os argumentos de seu texto.

  2. Ariano Costa

    31/07/2010 18:04:49

    Que nojo desses reaças viu.....Pior de tudo é que se acham os sábios, e ainda tratam comunista,socialistas, uspianos, puquianos etc como se esses fossem ignorantes..não passam de discupulos de Diogos Mainardis..Não tem o menor respeito, e ainda por cima são xenófobos...Por que não se calam????????????????????

  3. azxcvz

    30/07/2010 19:19:49

    A História (de verdade, não aquela panacéia grancista inventada na USP da qual vc se alimentou verminosamente) nos ensina que todos os conquistadores territoriais foram heróis de seus países. Conquistas não se fazem com flores, embora os catequistas e sertanistas brasileiros tenham sido os mais humanos, comparados, por exemplo, com os EUA, onde a política era de franco extermínio, sem tentativa de catequisação, sem as aproximações com os tradicionais presentes de espelhinhos e facões - despejando-lhes somente somente saraivadas das armas Winchester 44 e Colt 45, (inventadas justamente para isto). Aqui houve até miscigenação com índios, tá sabendo, ficaram parentes, cumpadres!!!(João Ramalho e Bartira - Tibiriçá)Os Bandeirantes Paulistas, além de desbravar o território amplo da sua Capitania de S. Vicente (incluindo Minas, Rio, MT, Paraná e Sta. Catarina), desbravaram o interior de todas as outras capitanias onde outros bandeirantes locais não chegaram(!?), descobrindo ouro, diamantes e instalando grandes fazendas de criação para sustento das cidades e dos exploradores, mineiros, por exemplo, garantindo a expansão territorial e econômica do Brasil. Assim nasceram as Gerais, invenção paulista. Realizaram um verdadeiro milagre econômico!Foram responsáveis pela expulsão dos castelhanos do Rio Grande e Uruguai (que então pertencia ao Brasil - Fernão de Camargo, O Tigre - Bandeira do Aracambi 1625), retomaram a posse do Nordeste em mãos de franceses, bandidos e índios antropófagos rebelados (Domingos Jorge Velho, 1696) e conquistaram o território da Amazônia, até hoje em nosso poder (Raposo Tavares).Conquistaram o Centro-Oeste e Oeste (Goiás e Mato Grosso) descobrindo o ouro e diamantes que fizeram a riqueza do Brasil, Portugal e Inglaterra, posteriormente investido em fazendas e depois, em industrias, (Bartolomeu Bueno da Silva, o Anhanguera). Tomaram posse de 8 MILHÕES de Km quadrados de terras, coisa que ninguém jamais fêz neste país, redesenhando o Mapa do Brasil no território que hoje possuimos, com todas as sua riquezas biológicas e minerais, detonando o asfixiante Tratado de Tordesilhas, que era favorável à Castela. Foram chamados RAÇA DE GIGANTES por insignes historiadores estrangeiros (de verdade, não daquele ninho de comunistas da USp e PUc).E você ainda acha pouco, bodinho idiota e ingrato!? Seu ignorante em História, analista de merda - Por quê você não experimenta levar o seu ranço comunista para o Japão? Cale-se, verme insignificante!

  4. aleluia

    30/07/2010 18:25:45

    ?Por que no te callas, Chávez?

  5. EVERYTHINGBUTTHEGIRL

    22/07/2010 15:26:18

    Ai Pessoal,Os socialistas e nao paulistanios falam que os paulistas usaram do dinherio do governo federal para construir o seu estado prospero.Ai vai a lista de todos os presidentes do brasil. Vejam quantos paulistas (4 so). Vejam de quais regioes vieram a maioria dos presidentes do Brasil; E vejam a tendencia dos presidentes de origem gaucha adorarem serem ditadores. Tomem cuidado com esta BONECA MARIONETE BARBIE chamada Dilma!!!Ela pode se tornar uma ditadora com a ajuda dos socialistas brasileiros. O processo ja comecou com a amordaca colocada no jornal "O estado de Sao Paulo" e mais eles quererem se livrar da procuradora que quer multa Dilma e Lula por fazer programa eleitoral na ocasio errada!!http://pt.wikipedia.org/wiki/Anexo:Lista_de_presidentes_do_Brasil

  6. everythingbutthegirl

    22/07/2010 15:14:48

    Fique ai neste estado e cale a boca.

  7. everythingbutthegirl

    22/07/2010 15:11:19

    Este papo do Sakamoto e Cia como essa tal de Mila e papo de socialista no mundo inteiro. Se estamos a usar da etiqueta "poilticamente correta" entao eu pergunto se esta data de 9 de julho nao deveria ser lembrada pelos os paulistas por ser uma data que lembra os bandeirantes e todas a matancas que eles fizeram. O racicionio deveria ser " Nem a dama Dilma Roussett deveria se candidatar para presidencia pois ela ja matou varias pessoas e portanto nao deveria ser lembrada...

  8. everythingbutthegirl

    22/07/2010 14:35:06

    Vai embora entao, se voce nao esta feliz aqui.

  9. everythingbutthegirl

    22/07/2010 14:34:00

    Entao o que voce quer que facamos. O passado ja foi, seu idiota. E o que os nordestinos e outrso fizeram com os indigenas. Nada?!! Eles eram santos??Este pessoal socilaista nao olham o contexto da epoca, de onde estava o mundo.

  10. everythingbutthegirl

    22/07/2010 14:31:08

    Sonho seu, meu caro... Certo tipos de pessoas ou povos tem mairo disposicao para o trabalho e para o entreperneurism. Infelizmente o nordestino e outros estados,em geral, nao os tem.

  11. everythingbutthegirl

    22/07/2010 14:28:05

    Sakamoto,Se o 9 de Julho nao deve ser lembrado, nem a solenidade de comemoracao da segunda guerra mundial na Inglaterra, Franca, Alemanha, Italia, Canada E EUA?

  12. everythingbutthegirl

    22/07/2010 14:23:16

    Bugger OFF then>>>>>>>>>>>>

  13. everythingbutthegirl

    22/07/2010 14:01:11

    Exatamente. Eu ja vi blogs onde os nordestinos e outros metem o pau no paulista e se gabam de sua leveza, de que eles sabem se divertir, de que eles tem praias e de que Sao paulo nao tem cultura>Pode???E ai os paulistas estao trabalhando duro para manter esta corja de outros estados vagabundos!!Veja a historia do mundo; todo pais que fopi fundado por um colonialista tem problemas de integraca e integralismo. Isto porque foi feito a forca nao foi construindo a partir de brigas e lutas de tribos e povos da regiao. Veja o que aconteceu com a Russi, Ioguslavia, Pakistan e Bangladesh, e etcc.A proposito : Vc sabem como certas regioes do Brasil sao conhecidas no exterior:Rio de Janeiro: pelas mulheres nuas no carnaval e a orgia sexual;Nordeste pela prostituicao infantilRio Grande do SUl: pelos gauchos sentados nos cavalos e os pampas.Brasilia: pela capital, que nao e considerada uma beleza aqui foraAmazonia: pela a destruicao da florestae Sao Paulo: por ser o grande estado do Brasil que trabalha, produz e, os estado mais rico do Brasil com quem os estrangeiros podem fazer negocio!!Entao por ai voces veem.....Palavras de uma pessoa que mora fora de Sao Paulo ha mais de vinte anos...

  14. everythingbutthegirl

    22/07/2010 13:51:16

    Parabens!!!1

  15. everythingbutthe girl

    22/07/2010 13:50:22

    Outro socialista de merda!!!

  16. Renata

    22/07/2010 13:04:43

    Nao so quanto custas os depurados nordstinos, mas quanto custa os governadore/prefeitos nordestinos e os desvios de verbas que fazem da verbas dadas eplo governo federal para construcao de acuds no nordeste!!!! E o pilantra ex-presidente e sua esposinjha nojenta Fernando Collor de Mello!!!!!!!!!!!!!!!!!!!1

  17. REnata

    22/07/2010 13:00:54

    Fuck off you tosser!!

  18. Renata BOinz Heinz

    22/07/2010 12:53:15

    Concordo plenamente. Socialism stinks!!!!!!!!!!!!

  19. COMdsfdsds

    21/07/2010 22:42:25

    Совсем охото купить гидроусилитель мозга онлайн игр! Чтоб в отсутствии труда мыслить онлайн играмитрудные идеи...

  20. Lucas

    21/07/2010 21:48:04

    Dizer que São Paulo não é democrata por uma passeata é uma falácia enorme, somos tão democratas que temos a maior passeata glbt (deve ser isso), a maior passeata evangélica, a marcha para jesus, uma das maiores manifestações católicas do país, assim como QUALQUER outra manifestação de qualquer cunho.Pra mim, a revolução de 32 é orgulho sim, não pela tentativa frustrada de retomada do poder dos que movimentaram o povo ao seus ideais, e sim ao povo que lutou por uma nova constituição, ou o pobre que ia as ruas queria retomar o seu poder? (QUE PODER?).Legitimar seu texto por ser paulista é a mesma coisa que dizer que o Brasil não vai pra frente e tomar como legitimação a nacionalidade brasileira.

  21. mwphone.com

    21/07/2010 13:41:25

    Пациентка узнает стоматолога по играм- Врач, а разрывать зубы совсем больно? подумала она онлайн- Недостает, вы понимаете, я их выдернул в каком месте-то с полторы тыщи и ни разу никак нескривился.

  22. aloprado

    19/07/2010 14:24:00

    Porque será que esse merda chamado sakamoto não se muda de São Paulo?já que essa cidade e o povo que lá vive é tão ruim?vai plantar batata japa de merda.em tempo,não sou paulista.

  23. Rodrigo

    16/07/2010 21:42:40

    cara, qta raiva de sampa. A cidade e seu povo tem seus problemas, como todos os outros lugares do Brasil. Mas suas palavras são agressivas contra o estado e o povo e sua visa, sua única visao, não reflete o que a maioria de fora e de dentro pensa.

  24. Proftel

    16/07/2010 00:38:04

    Ediel:Tento visualizar você na caixa de fósforo em que está no GoogleEarth e não encontro, também olhando o horizonte aqui no Cerrado só vejo coisas boas, nada minimizado.Olha, sou da sua geração e, de tão tonto (naquele tempo não havia a expressão "nerd") casei três vezes, sou paulista de São Vicente perdido aqui em Goiás nos últimos doze anos.Vivo bem por aqui, a sinosite se adaptou com o clima seco do Cerrado e não me enche mais o saco (doze anos, não se esqueça disso).Nunca me incomodei com a pecha de "velhinho", por conta dos cabelos brancos, sempre os tive como sinal de sabedoria.Bom, poderia divagar horas contigo mas, o post já se foi desde o dia dez de julho, hoje já é dezesseis de julho.Te juro, gostei dôcê, apareça no último post acima, sempre estarei entre quinta-feira e domingo a noite pra bater papo.Bração aí.:-)

  25. Antonio Cervi

    15/07/2010 11:38:50

    Muito bom o texto.Sou paulista/paulistano, e como a grande maioria, mestiço..e bota mestiço nisso, por parte de pai, descendência italiana e libanesa, e por parte de mãe, italiana,francesa,portuguesa, negra e índigena..meus pais sempre me criaram pra nunca ter preconceitos, e agradeço muito a eles, pois sempre soube, ao menos desde que comecei a me interessar por história, que os bandeirantes eram uns escrotos (por um lado, talvez até fossem um mal necessário,pois por mais cruéis que fossem, realmente desbravaram o país, mas prefiro não entrar muito nesse mérito), e a revolução de 32 não passou de uma contra-revolução carregadíssima com aquele velho sentimento separatista..Por mais que realmente ainda sejamos a cidade e estado que mais contribuem para o PIB, não seríamos nada sem todos os migrantes e imigrantes que aqui vieram, e muito menos, se não exportássemos os bens e produtos para os outros estados..Sou totalmente contra o separatismo, mas vale lembrar que esse sentimento também é muito forte no Rio Grande do Sul, e, até mesmo no Rio de Janeiro..precisamos urgentemente combater o bairrismo com todas as forças, pois parece que não é nada, mas vai que dá a louca no PSDB e nos DEMOS com apoio da elite (não estou me excluindo sou um estudante de classe média alta, faço PUC, que é cara, mas quando digo elite, quero dizer ricos e milionários dos Higienópolis e Morumbis da vida..)que, junto com essa classe média que baba no ovo dos ricos daria todo o respaldo pra mais uma "Revolução"de 32 acontecer..Por que não começamos a combater por região?Tipo o velho bairrismo São Paulo x Rio?E mudando de assunto, Sakamoto queria saber se há algum espaço ou oportunidade para que seus leitores sugiram tópicos?Queria saber sua opinião sincera sobre a prisão do baixita da banda de reggae carioca Ponto de Equilibrio..Sim, sou usuário, mas espero que não me julgue por isso cara, te admiro tanto..Pois também por causa de seu blog venho pensado muito em estudar ciências sociais...Um grande abraço, Antonio.

  26. Gerci Monteiro de Freitas

    14/07/2010 18:26:58

    Sakamoto, não sou paulista, mas moro neste estado, abençoado por Deus, a 26 anos. Os paulistas até podem ser presunçosos e arrogantes como você mencionou, mas nos outros estados não é diferente, cariocas, mineiros e gaúchos ganham da gente, e muito, nesses quesitos.Se formos discutir história com gaúchos, mineiros e, principalmente, cariocas, é claro que sempre vão desmerecer tudo aquilo que pregamos.Quanto ao carro chefe da nação, creio que não há argumentos contra, é só verificar os números e números não mentem. Acredite, você nasceu num dos melhores estados da federação brasileira.

  27. Gabriel Garcia

    14/07/2010 18:02:34

    Concordo plenamente com você, porém tenho receio em dizer que a cidade é uma merda. SP é essencial para o BR e ninguém pode negar, mas têm milhares de problemas que devem ser resolvidos como estes que você citou.

  28. Gerci Monteiro de Freitas

    14/07/2010 17:19:57

    O PT não precisa, já roubaram bastante do governo federal, já tem até filho de presidente milionário!

  29. Gerci Monteiro de Freitas

    14/07/2010 17:04:20

    Rafael, os mineiros deram uma banana, sim, se você considerar traição como banana. Quanto ao Aécio, tadinho dele, ele ficou melindrado, queria ser presidente.

  30. Caçador de pitbulls

    14/07/2010 11:43:50

    Essa marra do Sakamoto com São Paulo só vai acabar quando o PT eleger um governador por aqui. Aí, São Paulo vai se tornar o melhor dos mundos e o povo paulista será aclamado como "progressista"...

  31. Caçador de pitbulls

    14/07/2010 11:32:29

    O Sarney é do Maranhão, o Collor carioca-alagoano, o Itamar mineiro, o FHC carioca e o Lula cabeça-chata de pernambuco. E vc vem me culpar os governos paulistas que o Brasil teve? Tenha dó... Aliás, acho bom que o nordeste progrida. Assim quem sabe essa gente horrorosa vai embora daqui, deixando-nos ( os paulistas malvados) sozinhos...

  32. Andre Silva

    14/07/2010 00:15:16

    e não é que é? mais objetivo ainda...

  33. mila

    13/07/2010 09:39:55

    A historia mostra como é o fim das raças que se acham superiores. E nisso os tucanos são aliados e estão tratando de destruir a locomotiva.

  34. Bär

    13/07/2010 08:47:40

    Concordo em partes contigo, Sakamoto,Sou paulista-paulistano, mas não são-paulino, hehe, e realmente acho que o nosso passado é um tanto inglório, por assim dizer. Sou descendente de baiano por parte de pai e de paulistas (bandeirantes) do lado de mãe, e sei que os bandeirantes eram a versão tupiniquim dos nazis alemães, os cabras eram ruins com os índios mesmo, e por ironia do destino, eram uma mistura de portugas e índios, o que não os dispensava da crueldade. Também acho palhaçada essa estória, e não história, de revolução, no entanto, não chamaria de paulistanismo, por que acho que isso é inerente aos paulistas de o serem. Somos sim um tanto arrogantes, mas isso ocorre em qualquer sociedade de liderança, não que seja plausível que isso exista. Acho que realmente São Paulo é o carro chefe desse país, já estive em outros estados e muitas vezes as diferenças, no sentido de desenvolvimento, são gritantes, estradas, por exemplo. Gosto do modo de pensar dos paulistanos de serem voltados ao trabalho, e isso inclui os nordestinos que foram "paulistanizados". Vejo que esse tipo de pensamento não é prioritário em muitos outros estados, tentando não generalizar, pois há exceções, e negativas em relação ao meu, como quando os paulistas entram nessa onda de carnaval, que para mim é um atraso ao país e uma deturpação no caráter da nação, mas isso não vem ao caso. Não gosto de ver esse sentimento muito direitista de São Paulo, que se evidenciou tanto na eleição do Lula como no tempo da ditadura. Acho que São Paulo acolheu sim muita gente, inclusive meu pai que soteropolitano veio pra cá sem nada e construiu a vida dele no estado que lhe deu oportunidades, infelizmente não é possível que todos sejam acolhidos, o que se evidencia nas favelas e periferias das cidades paulistas. Costumo pensar que mesmo assim, os nordestinos que vieram pra cá tem sido aqueles que têm espírito de luta por melhoria de vida e por isso deveriam ser elogiados, visto que, por serem batalhadores, construiram muito do que essa cidade e esse estado são. Por fim, acho ainda que São Paulo ainda não tem recebido o devido reconhecimento pelo que tem feito ao país, assim como, a mesma São Paulo não reconhece por completo o que o país todo tem feito por ela. Ah, me desculpem, sou prolixo ...

  35. Tiago

    12/07/2010 18:32:59

    Bom, seríamos menos arrogantes se os que não servem como garçons, pedreiros ou domésticas voltassem para os seus respectivos estados.

  36. Zezinho

    12/07/2010 15:22:13

    então vai assistir o proximo jogo da libertadores, gambá. Se é que você já ouviu falar sobre esse torneio...

  37. Cristiane S Carvalho

    12/07/2010 14:33:24

    Há 37 anos vivendo em SP posso dizer que essa cidade é uma merda. Quando se fala em cidade acolhedora, tenho certeza q não estamos falando nas centenas de nordestinos que foram "calorosamente acolhidos" pelas favelas e sub-empregos. Quando se fala que SP é a locomotiva do Brasil, provavelmente não estão falando nas "locomotivas" do metrô/trem onde somos esmagados e humilhados todos os dias. Isso sem falar no trânsito, na poluição e no stres causado por ambos.SP é muito boa pra quem tem dinheiro. Mas, acredito que qm tem dinheiro está bem em qualquer lugar do mundo. Até mesmo em SP.

  38. João Ricardo

    12/07/2010 13:37:46

    Só tenho a dizer uma coisa, parabéns! Eu sou brasilerio, minha identidade é brasileira, não compartilho essa fanfarronice de 1932.

  39. Maria

    12/07/2010 13:36:22

    Que "chuva" de ignorância, preconceito e arrogância. Me dá vergonha de ser paulistana! Os comentários são escrotos (no mínimo).Como morei em outro estado, eu sei que Brasil não é São Paulo. É em São Paulo que se cria gado de corte pra exportação? NÃO. É em São Paulo que se planta soja pra exportação? NÃO.PAULISTA E PAULISTANO TEM QUE DEIXAR DE SER ARROGANTE!

  40. João

    12/07/2010 11:20:14

    Ótimo post.

  41. André Ricardo

    12/07/2010 07:25:00

    Sakamoto,concordo com você; parabéns pela coragem de encarar essa crítica junto a seus conterrâneos; não podemos nos orgulhar dos crimes dos desbravadores; é preciso considerar, autocriticar-se, reparar e fazer justiça;

  42. José gonzalez

    11/07/2010 22:35:38

    Que se faça então o movimento de tirar os nordestinos de SP, aliás, juntem-se logo a estes os gays, negros, mulheres, indíos...deixem só os brancos e machões, e que esses fascistas ali matem-se uns aos outros...o resto do brasil nao precisa dessas pessoas. Essas pessoas não sabem, mas não são brasileiros. O que eles representam, com essa mentalidade, é o fascismo...que desconhece e despreza qualquer cultura e pensamento que divirja da sua cartilha.

  43. José gonzalez

    11/07/2010 22:27:47

    São Paulo possui uma mentalidade que remete aos famosos pioneiros conhecidos como bandeirantes, que sairam por aí exterminando índios...no inicio do seculo 20, monopolizaram a presidencia com seus cafeicultores,e , junto com a italianada que veio pegar as terras do Brasil (que poderiam ter sido dadas aos pobres e negros do Brasil) formam essa mentalidade altamente desprovida de qualquer sentimento de brasilidade, é como os EUA que ignoram e desconhecem qualquer coisa que lhe fuja do território, é uma mentalidade lamentável, burra, limitada, alienada, embutida de preconceitos, puramente fascistas...e a grande ironia é que os nordestinos construiram a tal cidade...eu como nordestino, e acima de tudo, brasileiro, tenho vergonha quando leio semelhantes coisas.

  44. José gonzalez

    11/07/2010 22:21:34

    O que incomoda estes moços bem-nascidos, bem alimentadso, porém desprovidos de cérebro de vergonha na cara, é que São Paulo não tem uma história com as de Pernambuco e Minas Gerais, não tem a riqueza cultural do Rio, de Pernambuco, da Bahia.Falta perguntar a estes dementes se sem a força criadora e de trabalho dos nordestinos, por exemplo, a economia paulista seria o que é.E dizer a estas criaturas que, não fosse a exclusão e a pobreza aplacada ao nordeste por governos na maioria paulistas, o nordestino não sairia de seu lugar, não iria para São Paulo ajudar paulista a ganhar dinheiro. E, como ocorre hoje, o nordestino permanecesse em sua terra, sria a economia nordestina a crescer (como está ocorrendo). E São Paulo talvez não fosse o que hoje é, mas está gradativamente deixando de ser.

  45. Rodolfo

    11/07/2010 21:21:07

    Olá Bernardo, Bem, então desculpe-me pelo mau humor!!!Abraço!

  46. Tweets that mention Blog do Sakamoto » Blog Archive » 9 de julho: São Paulo deveria lutar contra o “paulistanismo” -- Topsy.com

    11/07/2010 21:14:17

    [...] This post was mentioned on Twitter by Eduardo Lopes, Carolina Mansinho. Carolina Mansinho said: http://blogdosakamoto.com.br/2010/07/09/9-de-julho-sao-paulo-deveria-lutar-contra-o-paulistanismo/comment-page-3/#comment-30081 [...]

  47. Bernardo

    11/07/2010 18:58:42

    Não era argumento não, era piada.

  48. Rodolfo

    11/07/2010 18:08:42

    Olá Bernardo, Será que vc consegue perceber que está fazendo aquilo que tanto crítica? Esse tipo de argumentação não leva a nada. Não acrescenta.Até!

  49. Rodolfo

    11/07/2010 18:01:00

    Olá Sakamoto, Há verdade em tudo que vc disse. E eu sinto que seu objetivo foi alcançado: polemica. Acho que vc poderia ter trabalhado melhor seus argumentos. Além disso, estamos vivendo uma eleição presidencial que está se polarizando entre regiões e estados. Ao atingir os paulistas vc, talvez, queira atingir a política paulista atual. Por favor, elabore um pouco mais seus argumentos com mais exemplos, mais dados históricos. Talvez seja interessante falar sobre a situação em outros lugares do Brasil, sobre a questão entre São Paulo e o Rio de Janeiro. É verdade que existe um paulistanismo que se apresenta de forma nazista. É triste mesmo. Mas a melhor ferramenta para tratar esse problema é o esclarecimento e não a polemica.Abraço!

  50. Bernardo

    11/07/2010 13:36:51

    "esporte nacional é falar mal de São Paulo"E eu crente que era o futebol. Da wikipedia:"Paranóia ... é uma psicose que se caracteriza pelo desenvolvimento de um delírio crônico (de grandeza, de perseguição, de zelo etc.), lúcido e sistemático, dotado de uma lógica interna própria"

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso