Blog do Sakamoto

José, Maria e a morte de sua criança no sertão nordestino

Leonardo Sakamoto

Maria deu à luz sob o olhar insuspeito de uma vaca e um jegue – figurante sempre presente nessas ocasiões há quase dois mil anos. José acompanhava a cena de perto, amparado pelas paredes de barro e um cigarro de palha. A fumaça esbranquiçada fugia pela porta e fundia-se à paisagem queimada de sol. A pele do bebê à lavoura, que morreu ainda no pé por carência d`água. Mal presságio… Ao contrário da outra criança – do outro José com a outra Maria – não recebeu reis, muito menos presentes. Contudo, para ambos o destino já estava escrito.

Os anos se passaram e ela cismou em ficar do mesmo tamanho. Talvez por causa da água e da comida. Ou da falta de ambos. Certo mesmo é que adoeceu. O pai, desesperado, correu de um lado para o outro e levou-a para se tratar. Diarréia, disenteria, olhar longo, profundo, perdido. Os doutores fizeram o que podiam e mandaram-na de volta para casa. Naquela tarde, rastejou pelo chão da sala, agonizando. Maria avisou ao marido que a criança estava indo embora. Mas sabiam que de nada adiantaria, pois há tempos a fome vinha comendo-a por dentro. Então, José, resignado, foi à cidade fazer a única coisa que estava ao seu alcance: pedir uma caixão emprestado, prática comum por aquelas bandas. Quando voltou, a filha já estava morta.

Essa cena se repetiria mais cinco vezes na vida da família Bezerra, cuja história pude registrar, anos atrás, e que tomo a liberdade de trazer aqui neste 25 de dezembro. Assim como eles, muitos Josés e muitas Marias enterraram a fome de seus filhos pelo Nordeste brasileiro. No rádio e na TV sempre chegaram notícias de que o motivo disso tudo era das secas, que castigam o sertão de tempos em tempos. Mas os simples cordéis, pendurados nos varais das feiras livres nos finais de semana, contam mais a verdade. Remexendo nas anotações, achei algo do tipo: “Doutor, vixe, água não é o problema! / Aqui com a seca e com jeitinho nós se arresolve / O que dói mesmo e é difícil de entender / É a falta de terra, disso ninguém se comove / Falta não, me corrijo antes de tudo / Tem muita por aí, mas é do coroné o seu uso”.

Cerca de 11,2 milhões de pessoas (ou 5,8% da população no país) conviveram com a fome em 2009 – um milhão delas, crianças de até quatro anos de idade – por falta de dinheiro para comprar comida. A informação é da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

Os programas sociais de distribuição de renda e suas ações correlatas, programas de Saúde da Família, além das atividades de organizações da sociedade civil como a Pastoral da Criança, melhoraram muito esse quadro. Sem contar a geração de empregos e a própria estabilidade econômica. A quantidade de pessoas em situação de inseguração alimentar grave passou de 8,2% para os 5,8% já citados entre 2004 e 2009, ou seja, cerca de 7 milhões de pessoas melhoraram de vida. Mas a fome ainda persiste e é exemplar que diversos veículos de comunicação tenham trazido radiografias sobre o tema no país neste final de ano.

A cantilena é antiga, mas garantir terra e, principalmente, condições de produção, com apoio técnico, irrigação e financiamento, e facilitar o escoamento das mercadorias é uma das soluções poderosas não pontuais para o problema. Sem contar que isso ajuda a garantir mais alimentos na mesa do brasileiro – uma vez que a pequena agricultura familiar é responsável por boa parte dos produtos in natura que consumimos. Hoje a maior parte dos recursos e das prioridades ainda passa longe desse pessoal, por mais que a atenção dada eles tenha crescido nos últimos tempos.

O problema é que tanto na história cristã quanto no caso do sertão de Alagoas descrito acima, as coisas aconteceram como aconteceriam. A diferença é que não é tao difícil reescrever o fim das histórias curtas, que se encerram precocemente, do segundo caso. Avançamos, mas precisamos fazer a parte que falta para que a história mude de vez e casos de desnutrição infantil seguidos de morte não ocorram.

Essas famílias podem até ser ignoradas pelo “céu”, que não manda a chuva, mas se estrepam mesmo é com a ação direta do pessoal de carne e osso (que está de olho em suas terras ou sua força de trabalho), a inação do Estado e a complacência de muitos de nós.

Dito isso, desejo a todos um Feliz Natal.

  1. Daniel Nordenson

    03/09/2011 13:56:58

    Hi I am thus thrilled I found the webpage, I truly found you unintentionally, because i had been studying upon Yahoo regarding another thing, Nonetheless I am here now as well as would likely want to point out many thanks to get a amazing publish plus a all round exciting website (I additionally really like the actual theme/design), I do not have plenty of time in order to view everything at the minute however i have saved it and also added the Bottles, then when We have time I am to read far more, Remember to keep up the truly amazing job.

  2. Eureka

    07/01/2011 09:13:35

    A Moscamed na Bahia em Juazeiro, a primeira do Brasil, produz moscas das frutas esterelizadas por radiação nuclear para o combate da mosca da Fruta.Alta tecnologia; sabia? sabia não. Desinformado, preconceituoso, alienado pela mídia perversa do Sudeste.

  3. Eureka

    07/01/2011 09:02:31

    O povo nordestino é tão trabalhador, que quando não encontra trabalho na sua região emigra para outras à procura do tão sonhado trabalho.A mídia perversa quer passar a idéia de que o nordestino é preguiçoso para que as empresas não se instalem por lá; como não há ação sem reação, há uma transferência de população para o Sudeste que sobrecarrega os serviços públicos transformando a vida dos sudestinos num inferno. A solução é a INDUSTRALIZAÇÃO DO NORDESTE.

  4. Zé Brasil

    06/01/2011 16:22:42

    Há muito tempo acabou o êxodo do povo do Nordeste, assim do como do povo judeu que voltou a Eretz Israel, mas ficou um remanescente.Com a conclusão do Grande Canal do São Francisco que vai dar segurança hídrica ao NE, a irrigação e a industrialização, o NE dará o salto de excelência do desenvolvimento.

  5. Marcel Üsdhlier

    29/12/2010 12:28:57

    Que ótimo, será que isso tudo basta para manter os nordestinos aí onde estão?

  6. Zé Brasil

    29/12/2010 11:14:40

    CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQSessão: 234.3.53.O Hora: 14:52 Fase: PEOrador: PAULO HENRIQUE LUSTOSA, PMDB-CE Data: 08/09/2009--------------------------------------------------------------------------------O SR. PAULO HENRIQUE LUSTOSA (Bloco/PMDB-CE. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, Sras. Deputadas e Srs. Deputados, perdoem-me não ter vindo logo à tribuna. Temos vários Vereadores na Casa, por causa da PEC dos Vereadores, e eu estava conversando com alguns de Morada Nova e Jaguaretama.Mas, Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, o tema que me traz aqui não é a PEC dos Vereadores.Neste fim de semana, quando comemoramos o 7 de Setembro, o aniversário da Independência do Brasil, assistimos também, pela imprensa, além de uma discussão por conta da declaração do Presidente da República sobre a compra de caças para a Força Aérea Brasileira, a um debate que a muitos surpreendeu, que tem por base a tese de doutorado Simulação Numérica de Detonações Termonucleares em Meios Híbridos de Fissão-Fusão Implodidos pela Radiação, Deputado Chico Lopes, do nosso conterrâneo, Prof. Dalton Ellery Girão Barroso, engenheiro, professor, pesquisador do IME - Instituto Militar do Exército

  7. Zé Brasil

    29/12/2010 10:50:42

    Sabe quem é Dalton Girão Ellery Barroso? Ficará surpreso ao saber!Físico brasileiro (cearense) que descobriu a formula da ogiva nuclear americana w-87, ou seja, sabe fazer bomba atômica. Uma das maiores autoridades do país em energia nuclear, com 35 anos de atividade no setor, o professor do Instituto Militar de Engenharia (IME) do Exército, Rex Nazaré Alves, também confirma, conforme noticiou o Jornal do Brasil no domingo, que o país já domina o conhecimento e a tecnologia necessária para a fabricação da bomba. Ele diz que se o país tivesse interesse, desenvolveria a bomba atômica porque já atingiu um padrão de conhecimento. as descobertas do físico Dalton Girão Ellery Barroso, do IME, sobre o avanço da pesquisa brasileira para o domínio do conhecimento sobre a bomba atômica. Alves também lembra que o Brasil é fiel à Constituição e aos tratados e que se optasse por construir a bomba, acabaria com a paz no continente Sul Americano.No livro A Física dos Explosivos Nucleares, onde publica a maior parte de sua tese de doutorado no IME, Barroso mostra cálculos e equações em que desvendou a figura de uma ogiva nuclear americana, a W-87, cujo modelo original era mantido em segredo. O que se sabia, até então, eram as dimensões externas da ogiva. Barroso foi ao interior da figura. Chegou a resultados aceitáveis pela comunidade científica usando um sistema de cálculos computacionais que ele mesmo criou para fazer o cruzamento de modelos físicos e matemáticos conhecidos. No final, acertou até a potência do artefato, que tem 300 quilotons. As conclusões provocaram uma reação da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), entidade que fiscaliza os programas nucleares no mundo, que tentou retirar de circulação o livro com a tese Simulação Numérica de Detonações termonucleares em Meios Híbridos de Fissão-Fusão Implodidos pela Radiação.

  8. Zé Brasil

    29/12/2010 07:35:47

    UFPE desenvolve larvicida 10 vezes mais letal contra Aedes aegyptiUm larvicida dez vezes mais letal contra as larvas do Aedes aegypti que outras moléculas patenteadas anteriormente é a nova arma de combate à dengue que está sendo desenvolvida pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).Há três anos, grupos de pesquisa do Departamento de Química Fundamental (DQF) da Universidade trabalham no aperfeiçoamento de uma nova classe de compostos sintéticos com grande potencial no combate ao mosquito, diferentemente dos larvicidas sintéticos usados atualmente, contra os quais as larvas do Aedes aegypti já apresentam imunidade

  9. Zé Brasil

    29/12/2010 07:32:41

    pesquisas atuaisIntegrando Ensino e PesquisaUma das metas do LAVID é manter um ambiente que permita integrar atividades de pesquisa e ensino desenvolvidas na Universidade. Para tanto, o LAVID disponibiliza um espaço aberto e receptivo a participação de professores, alunos, representantes da iniciativa privada e da própria comunidade.O LAVID está localizado nas instalações do Campus I da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). A UFPB é uma instituição autárquica de regime especial de ensino, pesquisa e extensão, vinculada ao Ministério da Educação. Oferece cursos nas áreas de Ciências Humanas, Exatas e da Saúde. Dentre os cursos da área de Exatas da UFPB se destaca o bacharelado em Ciência da Computação, oferecido pelo Departamento de Informática (DI), que disponibiliza 60 vagas por ano, além de pós-graduação com mestrado e especialização. O Departamento de Informática conta com uma equipe de 20 professores, doutores e mestres, e mais de 300 alunos matriculados, além de 11 laboratórios de pesquisa e ensino, onde um deles é o LAVID.O LAVID trabalha com a óptica de que a Universidade precisa colaborar na construção de uma sociedade participativa e envolvida diretamente com os processos tecnológicos. E é onde enfatizamos a importância estratégica da atividade de pesquisa no âmbito acadêmico. Por isso, as pesquisas realizadas no LAVID buscam, além de integrar os conhecimentos adquiridos com experiências reais, atender às principais demandas e necessidades sociais do nosso país, colaborando ainda mais para o desenvolvimento do potencial tecnológico nacional.No intuito de viabilizar as atividades de pesquisa, o LAVID conta com um conjunto de instituições parceiras nos projetos. Atualmente, temos como parceiros de trabalho as principais agências de fomento do país, como FINEP, CNPq e CAPES. Entretanto, também desenvolvemos projetos com parceiros internacionais, como a União Européia, e ainda, parceiros da iniciativa privada.O excelente nível das pesquisas realizadas no LAVID, o tornou hoje, uma referência nacional e internacional. O laboratório desenvolve pesquisas nas áreas de tecnologias digitais, especialmente, TV Digital, setor onde ganha maior visibilidade. O LAVID é responsável pelo desenvolvimento do Ginga, o middleware nacional utilizado pelo Sistema Brasileiro de TV Digital (SBTVD).

  10. Zé Brasil

    29/12/2010 07:26:19

    Já reparou que o Nordeste não é tão coitadinho assim, como quer passar a mídia perversa, que desinforma, do Sudeste?

  11. Zé Brasil

    29/12/2010 07:04:06

    O Nordeste exporta mais que o Paraguai, a Bolívia, o Equador, o Uruguai e dezenas de outros países.O Nordeste produz e exporta, carne, soja, frango, açucar, cacau, melão, manga, UVAS, vinhos finos.O Nordeste é o maior produtor e exportador de uva do Brasil - pensavas que era o RS? desinformados, o NE é o 2º produtor de vinho do Brasil em quantidade e 1º em qualidade - sabia? nâo? Desinformado.A Bahia é o maior produtor nacional de celulose- Sabia? Não? Desinformado.Sabia que o sistema brasileiro de televisão HD foi desenvolvido na Paraíba e Japão? Não? Desinformado.Sabia que no NE, no Ceará, tem uma montadora genuinamente nacional que fabrica um jipe que foi comprada pela Ford do Brasil? Sabia? Não? desinformado.O Nordeste tem estaleiros que fazem navios petroleiros, siderúrgicas, refinarias de petróleo, fábricas de plataforma de petróleo, montadoras como a Ford que fabrica o Eco Sport na Bahia, a Fiat está se instalando em Pernambuco.O Nordeste tem indústrias petroquímicas, de fertiizantes... os ignorantes urbanos e preconceituosos não conhecem o Nordeste, somente o que a mídia perversa informa.Fabrica sapatos, roupas, eletrônicos etc, etc, etc...

  12. Zé Brasil

    29/12/2010 06:44:19

    Faço uma pergunta, por que o Sakamoto saiu de São Paulo para ver isso no Nordeste? Será que nas periferías das grandes cidades do Sudeste (Rio, São paulo, Espírito Santo) não tem grande miséria nas favelas, onde o analfabetismo, a fome impera, com a agravante do tráfico de drogas? Não, ele foi esteriotipar, estigmatizar o Nordeste, desinformar o povo sudestino (morador do Sudeste). Miséria tem em todo o Brasil, abra sua janela no Rio e em São Paulo, Estados de maior concetração industrial do Brasil e verás as belas favelas onde reina a mortalidade infantil, fome, analfabetismo. SAKAMOTO, você não precisa ir tão longe para constatar isso não, poupe os recursos públicos que você recebe nas sua ONG, fique no Sudeste que tem miséria, violência suficiente.Mostre os avanços da Região, não faça como a Rede Globo que faz uma campanha sórdida contra o Nordeste, só mostrando o que tem de ruim, muitos sudestinos (morador do Sudeste) pensam que não há uma civilização na Região Nordeste.

  13. claudia.bunger

    27/12/2010 22:53:13

    Brigada , Mestre !Acho que gafanhoto , o senhor não é, não !Acho que os políticos são gafanhotos ... acho que os jornalistas de grande parte da imprensa deste país são gafanhotos ... acho que blogueiros são gafanhotos ...Mestre , tens razão : gafanhoto é voraz , come tudo que vê pela frente ( em especial a Verdade e a Lógica ) e deve fazer muito cocô , porque permanece magrinho , magrinho e cada vez mais voraz !!!Que bichos lazarentos estes gafanhotos , heinh , Mestre !Como gafanhotos , blogueiros fazem muito cocô também Mestre ! Uma diarréia de palavras , óbvias e de tão óbvias , ainda que mentirosas, acabam sendo tratadas como a Grande Verdade !Mas , Mestre , me explique , por favor : por que um gafanhoto quando voa ( ele salta ou voa ? ) faz tanto barulho , Mestre !Será que buscam chamar a atenção ? Será que vivem de chamar a atenção ? ?Será que esta é a" parte que lhes cabe neste latifúndio" das mentes ? Chamar a atenção para o quê , Mestre ?Olha , Mestre , olha que eles são bons, tá... São bons em dizer o óbvio , mas estranhamente , nunca fizeram nada , nunca produziram nada , nunca tiraram a bunda ( oppss , gafanhoto tem bunda ? ) da cadeira ! Ficam a vomitar suas crenças ? Não , Mestre , nunca acreditei que eles acreditassem no que dizem que acreditam... Os livros destes gafonhotos têm marcadores de páginas bem conhecidos : uma garoupa e uma onça-pintada ... afinal , são do Reino Animal também , Mestre !E o senhor dizer que é um gafanhoto ? Onde já se viu isto ? Me responda rápido : sabia que a onça pintada está agora deitada numa madeira ou pedra? Ah , tenha a certeza que buda de pindorama sabia... recebeu muitas onças-pintadas para falar o que fala , para gritar o que grita , para formar mentes como deforma...Por fim , Mestre , minha maior dúvida : será que pagar por algo lhe dá o direito de exigir liberdade para se exprimir ? e de exigir qualidade do que se produz naquele espaço ? Será , Mestre ? Será ?Eu acho que agora o senhor ficou numa sinuca... Por que mentes brilhantes com a do Mestre , quando olham para os gafanhotos conseguem ver mais que sua voracidade gramatical , por assim dizer... conseguem ver o quanto vorazmente comem a Verdade , em benefício do Dízimo ! E o Dízimo , Mestre , é muito mais do que eles valem...Me acuda , Mestre ! Me dê a sacolinha vermelha , porque a estorinha deles , Mestre , esta é tão óbvia que até gente como eu sabe repetí-las para ganhar onças-pintadas!

  14. Arthur Legrand

    27/12/2010 16:24:52

    Tadinhos dos nordestinos, perdendo seu centesimo filho para a falta de recursos naturais.Não era mais fácil parar de botar filhos no planeta como se fossem tomates?

  15. César Cláudio

    27/12/2010 15:23:07

    Pobre Nordeste!Teve roubado seus recursos naturais,suas riquezas.Terra fértil,rica em metais.Hoje vive a consequência da exploração européia:pobreza,fome,falta de água.Muito triste isso.

  16. Maria Alice

    26/12/2010 16:55:11

    Caro Eduardo Azevêdo,Que bom que o meu comentário se harmonizou com a seu tipo de leitura sobre o assunto. Grata. Paz para você também !

  17. Eduardo Azevêdo

    26/12/2010 13:43:13

    Cara Maria Alice:você foi feliz... talvez exista número maior nas regiões urbanas... ou melhor, bem maior mesmo!Paz para você, Maria Alice!

  18. Maria Alice

    26/12/2010 13:36:03

    Olá Sakamoto !Achei a analogia ótima ! Entretanto, no meu entendimento, independentemente de regiões, também há inúmeras versões urbanas de fácil cotejamento. No mais, abraços.

  19. Eduardo Azevêdo

    26/12/2010 13:03:08

    Falou-se aqui no nome do Nosso Senhor, de José e de Maria.Falou-se também que Nosso Senhor nasceu numa estrebaria, e que até recebeu presentes dos Reis Magos... que não foram três reis só porque foram três presentes... enfim, não se sabe ainda o número de reis magos... o certo é que foram três presentes: ouro, incenso e mirra.Tive a "leve" impressão que na comparação Nosso Senhor aparece melhor, porque recebeu presentes e não morreu na infância como os desafortunados citados pelo dono do blog.Mas será que foi, heim? Será que foi?Nosso Senhor já nasceu pré-destinado para morrer pelos homens, morte cruenta que ninguém suporta nem pensar... e para ter-se uma pequenina idéia desse tipo de morte, basta ver o realístico filme do Mel Gibson... foi daquele jeito mesmo, viu? Foi, viu... foi...Você que me lê acho que não gostaria de nascer pré-destinado para morrer uma morte tão cruenta como a do Nosso Senhor, ainda que recebesse os presentes que ele recebeu... você queria? Acho que não, viu... acho que não...Então não acho que Nosso Senhor foi mais afortunado que os desafortunados citados pelo dono do blog (falo dono porque é propriedade do Senhor Sakamoto e todos devem respeitá-la).Agora, além das agruras que não são poucas, tanto do ambiente físico inóspito, terras improdutivas porque boa parte delas é só pedra mesmo, quem conhece a região sabe disso... além dos demais descasos clássicos, tem-se um problema ainda mais gravinho ainda.Naquela região, COMO EM TODAS AS DEMAIS REGIÕES INÓSPITAS DA TERRA, todos os pais procriam muitos filhos, porque serão os filhos que no futuro sustentarão o grupo familiar... nessas regiões não existe o Estado (latu senso), nem abrigos para os pais velhinhos... lembrem-se sempre disso...Então como sempre, estamos diante de grandes dilemas, a saber:o lugar é inóspito...não existe o Estado (latu senso)...os pais têm de procriar muitos filhos para dar sustentação ao grupo familiar...se os pais não procriarem muitos filhos enfrentarão sérias dificuldades de sobrevivência...se os pais procriarem muitos filhos também enfrentarão outras sérias dificuldades de sobrevivência...se fizer reforma agrária lá, muitos CEDERÃO seu lotes porque não suportarão as agruras aqui comentadas...Realmente não existe solução fácil... fácil mesmo é poder comprar comida feita...Mas como sou um poço de dúvidas... desconsiderem tudo que eu escrevi acima, porque acho que tá tudo errado, viu?Muita paz para todos!

  20. Maria Angela Marques

    26/12/2010 09:48:53

    E terra também, para plantar,né?

  21. Maria Angela Marques

    26/12/2010 09:46:49

    Nazistas.

  22. Maria Angela Marques

    26/12/2010 09:42:39

    Para começar Sakamoto é nome próprio. Escreve-se com maiusculas, principalmente este Sakamoto. E, como já disse, a solução é clara, evidente e necessária: Reforma Agrária Já! e de verdade.

  23. Maria Angela Marques

    26/12/2010 09:37:04

    Por que não fazem esse raio da Reforma Agrária Já? mas como manda o figurino?

  24. Chesterton

    26/12/2010 09:01:09

    Aquele pobre que recebe o bolsa-família, natal e o escambau e vota pela continuidade de políticas assim é porque ganhou consciência política. Erikchest- não, Erik, ele vendeu sua consciência. Virou escravo dependente do governo.

  25. Eduardo Azevêdo

    26/12/2010 02:43:48

    Cara Sra. Cláudia Bunger:não cabe-me o título de mestre... possuo o título de gafanhoto... pior, estou convicto de que não devo passar da condição de gafanhoto.As vezes penso que o melhor mesmo é ser gafanhoto, porque a quantidade de mestres é tão "grandíssima", que nesses dias vai faltar gafanhoto para tantos mestres... já pensou nisso? Eu pensei...Aliás, se observares bem, verás que sou um gafanhoto mesmo... eu quando entro aqui como (de comer) vorazmente um montão de letras e sinais de pontuação, consigo destruir quase que todas as regras da gramática e da nova ortografia... um horror... uma devastação só, viu? Um gafanhoto de verdade!A respeito de certezas e incertezas, e de pessoas pobres e castigadas pela vida, eu ouso dizer-lhe que existe uma ordem no universo que nunca saberemos explicá-la.Não obstante os estudiosos da matemática pura estudarem-na nos sistemas dinâmicos e na teoria do caos... e olha que nos sistemas dinâmicos as equações são diferenciais ordinárias (mas parece, num sei, que existem as parciais também).Mas a ilustrada senhora já parou para pensar também na estatística?Tipo assim: imagine que alguém nasceu num deserto e só tem R$ 100,00... e outro nasceu na mesma hora que o primeiro, também só com R$ 100,00, mas nasceu no centro de São Paulo. Qual dos dois terá maior PROBABILIDADE de sobreviver? Qual dos dois terá MAIOR PROBABILIDADE de menos sofrer na vida?Parece que nisso tudo ignorou-se as condições físicas do lugar do nascimento... o lugar do nascimento é naturalmente árido e pobre de tudo, e qualquer um que ali nascer sofrerá muitíssimo por causa, também, do mundo físico, ainda que o Estado (latu senso) lhe dê condições de vida da Suécia... eu acho que conheço o interior do nordeste, viu?A ilustrada senhora já parou para pensar que muitas pessoas morrem anualmente no Brasil porque vão até os hospitais públicos das grandes cidades e não são atendidas, e então acabam morrendo doentes... já viu isso?E que muitas outras pessoas morrem desassistidas como as pessoas desafortunadas citadas pelo dono do blog.Então, que lhe parece mais absurdo?Os desafortunados que morrem nas filas dos hospitais das grandes cidades, ou os desafortunados que morrem no interior do nordeste?Num sei, eu acho que os das filas dos hospitais são mais desafortunados... afinal estão nos grandes centro urbanos...Será, heim? Tenho dúvidas... desconsidere tudo que escrevi acima, pode tá tudo errado, viu?Muitíssima Paz Cara Senhora!

  26. Eduardo Azevêdo

    26/12/2010 01:13:14

    Concordo e discordo (pode isso?).Realmente o Sr. Sakamoto é um POÇO DE PACIÊNCIA... como esse Senhor deve sofrer aqui nesse blog com essa miríade de comentaristas e comentários tão absurdamente OBTUSOS... sei não, viu... sei não... esse senhor verdadeiramente é um POÇO DE PACIÊNCIA! Só pode... só pode...Ainda bem que ele um POÇO DE PACIÊNCIA, e eu um POÇO DE DÚVIDAS (e doutras coisas que educadamente já atribuiram ao meu poço, que só é meu, viu?).E haja poços aqui... haja poços... sei não, viu... sei não...Outro dia olhei para a tela do meu computador e vi um monte de buracos na tela, como se fossem poços de verdade... depois cheguei a conclusão que tava delirando... vivo assim... um sufoco, viu... um sufoco...Pois bem!Eu não sei plantar um pé de capim.Compro toda a minha comida no supermercado.Depois desses movimentos de reforma agrária, sempre que vou ao supermercado vejo que quase todos os alimentos que compro, cereais, verduras, frutas, laticínios, carnes, leite, ovos, têm um adesivozinho com o simbolozinho do Movimento dos Trabalhadores Sem Chão que realmente estão produzindo.Se bem que existe uma parte dos Trabalhadores Sem Chão que ainda não estão produzindo alimentos porque resolveram CEDER os lotes que receberam da reforma agrária a outras pessoas mais carentes que eles.Não importa essa cessão de direitos, o que importa é que os TRABALHADORES SEM CHÃO CEDENTES DE LOTES ORIUNDOS DA REFORMA AGRÁRIA, não desistiram do caminho da reforma agrária, isso realmente é o que é importa... no mais já estão procurando novos lotes, até que no futuro possam produzir alimentos para serem vendidos no supermercado que compro meus alimentos.Vai ser legal quando eles deixarem de ceder lotes e finalmente fixarem-se e passarem a produzir alimentos de verdade... porque haverá mais alimentos ainda nos supermercados... vai ser legal...Parece que tem essas coisas, viu... parece que tem, viu... parece... sei não...Será que tem essas cousas, heim? Será?Para dar uma chance ao erro, desconsiderem tudo que eu escrevi acima, porque pode tá tudo errado mesmo, viu? Eu tenho dúvidas de tudo... fazer o quê?Eu acredito no Pato Donald, e você?Muita paz para todos, inclusive para o POÇO DE PACIÊNCIA!

  27. Vinicius

    26/12/2010 00:51:00

    Sr. João Bosco, Das duas uma: ou você e mentiroso ou e um coronel latifundiário. Se você conhece mesmo o nordeste como diz conhecer, sabe que ninguém passa fome por preguiça.

  28. sandro.toledo

    25/12/2010 21:29:16

    Será que é nazifascista ? Nossa , ao que eu saiba era dominar a imprensa e transformá-la em arma de propaganda !Será ?Mestre onde estás que não me respondes ?Agora quem discorda é neofascista ... ou será que quem concorda é que é ?Mestre , mestre , por que me abandonaste ?

  29. Sara

    25/12/2010 20:46:50

    Adoro esse pessoalzinho falando que cada um tem que ter aquilo de acordo com o nível intelectual.As pessoas precisam COMER,BEBER E DORMIR bem. E terem a certeza que IRÃO COMER,BEBER E DORMIR amanhã.E logo em seguida, precisam ESTUDAR E APRENDER.é isso.Conversinha nazifascista essa viu.

  30. Jose Mario Feliz!

    25/12/2010 19:53:29

    Segui-las sorry!

  31. Jose Mario Feliz!

    25/12/2010 19:52:06

    E sempre a elite intelectual e atéia contesta a condição do Jesus detentor dos ensinamentos de Deus.Falam da Torá.Falam de sua pretensa condição de prefeta e ou redentor.Ao ler o sermão da montanha nos desesperamos com a dificuldade em seguir os ensinamentos de Deus que ele , Jesus, trouxe!A condição espiritual atual da maioria de todos nós encarnados hoje , é de dificilmente conseguir acompanhar suas recomendações....mas procurar seguilas o mais que se puder é o caminho.Caridade, amor, que é o caminho , e desprendimento.E por fim o perdão .O ódio e o rancor só nos torna menores.

  32. Cristiany Lacerda

    25/12/2010 19:38:16

    Sakamoto,Desculpe-me pela intromissão de deixar a dica de um blog muito bom!!!Blog do altavolt na contramão, visitem...

  33. Cristiany Lacerda

    25/12/2010 19:29:48

    Reforma agrária e educação já.Esse povo sabe sim trabalhar com a terra, não substime, meu caro...Muitos intelectuais, tem apenas o dom da palavra e pouca ação.

  34. Ciro Lauschner

    25/12/2010 19:29:02

    Prefiro as crises dos EUA, França etc do que as bonanças de Cuba, Coréia do Norte .......

  35. sandro.toledo

    25/12/2010 19:14:18

    NOOOSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSA ! Já vi baba-ovos , mas fazia tempo que não via lambe-botas !

  36. Marco Aurelio Pereira de Matos

    25/12/2010 19:02:29

    Sou ardorosamente a favor da agricultura familiar, tanto para quem vive nas cidades, como para quem vive no campo. A agricultura familiar é a solução para a demanda alimentar no futuro. Tão triste como o quadro de uma família abandonada no sertão nordestino é a concentração humana em favelas onde impera todo tipo de promiscuidade e violência. Defendo o retorno ao campo de grandes parcelas de populações que incham as cidades e que estão dispostas a trabalhar a terra e tirar seu próprio sustento. Isto mesmo! Pequenas cidades com grande infraestrutura , recursos tecnológicos e educação. Concordo que o grande problema no sertão nordestino não é a falta de chuva, mas a concentração de água e terra nas mãos dos figurões locais. Para equacionar isto, há que se ter vontade política e firmeza de propósitos. Para finalizar, cidades com mais de 2 milhoes de habitantes é um absurdo. Não concordo com o comentário da Priscila. Com todo respeito, capitalismo de verdade ou falsificado é a mesma coisa. Capitalismo de verdade? Vide as crises de Estados Unidos França...

  37. Rafael

    25/12/2010 18:56:25

    Visite www.reporterbrasil.org.br e veja no item ONG o tanto que o Sakamoto faz. Ele faz mais com o dedo mindinho por cinco minutos que vc na sua vida inteira hahahaha.

  38. Cristiany Lacerda

    25/12/2010 18:53:35

    Um post muito bem escrito!Enquanto muitos de nós estamos festejando "o nascimento" de Cristo, ou simplismente nos empanturrando de comida e consumismo desenfreado para presentear deus e o mundo muitas vezes por obrigação, muitos Josés e Marias nesse nosso mundo de meu Deus perdem seus filhos de fome ou de falta de olhar dessa massa esmagadora sociedade consumista...Valeu pela escrita!!!Cristiany Lacerda

  39. Maria Neuza

    25/12/2010 18:46:13

    Pensei muito nesse texto do Sakamato.É maravilhoso ver o Nascimento do Cristo ser comemorado com festas e pompas em muitos lares brasileiros; isso talvez demontre o amor desses cristãos ao seu Irmão maior, mas que tal nos lembrarmos daquele preceito do mesmo Cristo onde ele diz "o que fizerdes ao menor dos meus irmãos e a mim que o fazeis", e nos envolvermos em causas sociais onde possamos ajudar a educar, instruir, mostrar a esses josés e marias que eles também são capazes de se auto sustentarem desde que lhes seja ensinado a pescar ao invés de lhes darem peixes (esmolas).? Continuo sonhando-digo isso aqui porque ajudo de alguma forma a tornar esse desejo possível- com o dia em que nós, habitantes deste planeta se torne consciente de que não adianta ficarmos mostrando os problemas e "caçando" culpados, vamos, antes disso cada um de nós repensar de que forma podemos contribui. Com muito amor, um maravilhoso Natal e um começo de ano realmente transformador.

  40. Assis Utsch

    25/12/2010 18:30:46

    O destino inexorável do camponês é urbanizar-se. Até na Cuba socialista - comunista os campos foram abandonados e estão-se esvaziando. Pequenas propriedades rurais, na quase totalidade dos casos, só se mantém se forem regiamente subsidiadas, ou seja, fica mais barato dar um salário-mínimo para o sujeito do que sustentá-lo em sua agricultura. A atividade agricola, com seus múltiplos desdobramentos, tornou-se um negócio que na atualidade só é sustentável se for explorado em escala empresarial. Há um tempo para tudo, e a Reforma Agrária parece ter perdido seu tempo. A insistência do MST & Cia não passa de um movimento político-revolucionário, não visa a qualquer finalidade economicamente sustentável. Em muitos países, muitas terras que passaram pela reforma agrária voltaram a constituir latifúndios, mediante aquisições progressivas por novos fazendeiros.

  41. Observador

    25/12/2010 18:28:01

    Isto é conversa pra boi dormir, muita falação e pouca ação, êsse Sakamoto nunca botou a mão na massa para tentar resolver os problemas existentes, fala muito e não faz nada.

  42. claudia.bunger

    25/12/2010 18:27:26

    Será ? O PIG ...puxa !!! É daí que saiu a idéia de que temos de acabar com a imprensa livre ? Será ? Ou será que a imprensa livre é que está mostrando como é , de verdade , o MST ?Será que um movimento que se diz senhor da solução , faz assentamentos que são absolutamente improdutivos , cheios de gente cujo objetivo é apenas invadir terras e se prestar o papel de ler textos marxistas ?Puxa , a Bolsa Esmola era esmola e agora é segurança alimentar ? Mas não foi o deus de Garanhuns quem disse que era esmola ? Ou será que era um truque do David Coperfield do agreste ?Será que o receituário neo-liberal que era ruim agora é bom "pacas" ? Por que elegeu a santa filha de deus ... Mas num era obra do sociólogo demônio ? Ué ? Então deus e o diabo se encontraram e são a mesma coisa?xiii , tá ficando impossível de entender .. e eu era uma pessoa cheia de certezas ....Vai ver que deus bateu a carteira do diabo e roubou sua cartilha ... é pode ser , né ?Me acuda , Mestre ! Eduardo Azevedo , onde está você ?

  43. claudia.bunger

    25/12/2010 18:14:36

    Será que este é o discursinho das entidades aparelhadas pelo PT?....Mestre , por favor , nos acuda !

  44. maria rubel

    25/12/2010 17:46:34

    Um povo faminto q. pensa e bem diferente daquele q. sente fome + nao pensa [filosofo desconhecido].O conformiso assusta , sentir - se entregue a propria sorte e tristemente aceitar sua condiçao de miseria humana , enquanto os lobos vorazes estao a espreita para atacar sua presa sem chance de defesa. OO quanta resignaçao, quando iremos levantar a cabeça como naçao, pessoas capazes de lutar fortemente contra toda hipocresia e desmando daqueles q. por nossa fraquesa nos roubam , + nao apenas nosso sussento + nossa dignidade , nossa capacidade de enxergar q. temos nossos direitos + basicos q. sao, A VIDA , A SAUDE , A ALIMENTAÇAO E EDUCAÇAO.UMA CRIANÇA MORRER DE FOME NESSE PAIS ABASTADO E CRIME!Porque sabemos q. enquanto isso acontece numa regiao desse imenso e lindo Pais , na outra existe alguem se embriagando , ou ate mesmo se infartando de tanta comida!! Q.VERGONHA!! QUEM PODE COMEMORAR tanta injustiça. Q.FELIZ NATAL E ESSE ? Se + uma vez o Jose e Maria da atualidade nao poderao criar seus recem nascidos...SAKAMOTO, espero de coraçao q. seu comentario com um tema pertinente comno esse , num momento como esse nao seja em vao, bjoss com carinho. Ate +

  45. karlowski

    25/12/2010 17:42:09

    Tô de acordo!!!!

  46. Geysa Guimarães

    25/12/2010 17:41:36

    Se "esmola" levasse à acomodação e à "fazeção" de filhos, os ricos estariam na maior vagabundagem com proles de dois dígitos.Ah, com eles é diferente, não recebem esmolas, mas "incentivos".Sakamoto, seu presépio do sertão nordestino, infelizmente, está perfeito.

  47. SILAS

    25/12/2010 17:36:38

    Belo texto, Sakamoto... Evidentemente não agradará a gregos e troianos...Gostaria de lembrá-lo que no século passado havia a SUDENE, a famigerada Superintendência para o Desenvolvimento do Nordeste com verbas ( POLPUDAS ) dadas pela União aos coronéis que SEMPRE INFESTARAM BRASÍLIA, a pretexto de ajudar o " sertanejo " que morria à míngua e ainda morre, sem instrução, sem comida, sem água, sem registro de nascimento, sem certidão de óbito,; mas em verdade essas verbas iam pras terras desses canalhas para prospecção de água e perfuração de poços artesianos. E para quem realmente necessitava ? NADA, ABSOLUTAMENTE...GANHAVAM O QUE A LUZIA GANHARA NA HORTA...Esse problema da seca é secular e é climático, enigmático , problemático e vai sempre ser o pretexto para se arrancar mais e mais dinheiro do erário público e os desvios dessas verbas, seja pela extinta SUDENE, seja por outra, não vão acabar. E nas terras desses coronéis, latifundiários com seus capangas bem armados onde a lei que impera é a lei que " DOTÔ CORONÉ MANDÁ " são oásis num deserto de morte, ressequido não só de plantas e solo mas de sentimentos, de caráter, onde pessoas sem instrução, sem visão, se vendem sim, por um bolsa-família ( não que eu seja contra, absolutamente...) e no passado por cestas básicas, cujos votos sempre foram destinados aos " coronéis " que mandavam buscar os trêmulos e amendrontados eleitores para irem" exercer sua cidadania plena com o sufrágio universal "VOTANDO NELES, CORONÉIS. Um deles, bastante conhecido , ACM ( QUE QUEIME EM PAZ...) mandava surrar , com surras de " criar bicho " quem se atrevesse a desafiar as " regras " de convivência . Seus desafetos via de regra eram eliminados a bala pelos capangas de suas fazendas. Deitou e rolou, posou de " caçador de corruptos ", sentado em cima de seu imenso rabo de palha . Em Alagoas, esse exemplo do José e Maria é bastante ilustrativo. . Isso, Saka, só pra ilustrar. Gostaria, antes de encerrar esse modesto comentário que os nazi-fascistas pensem ou imaginem que o Nordeste brasileiro seria bem diferente se não houvesse esses casos de corrupção e desvios de verbas públicas. E, respeitando todas as opiniões , o nordestino que não é um povo indolente como alguns mencionaram. Dêem condições e DUVIDO QUE A MAIORIA DOS RETIRANTES NÃO VOLTAM PARA SEUS ESTADOS DE ORIGEM. Indolente tem em qualquer parte do Brasil. E aqui em São Paulo, não só na Capital como também no interior. A UNANIMIDADE É BURRA...

  48. Francineide Costa

    25/12/2010 17:36:15

    Sou nordestina e defendo que os problemas sociais só serão resolvidos com decisão política e participação popular, não precisaremos fazer guerra, mas ir a luta. É necessário que estejamos organizados e que lutemos firmemente por educação de qualidade, pois só o povo consciente e livre atingirá seus objetivos. Para livrar os josés e as marias precisamos de educação, saúde e segurança tudo que os políticos nos prometem em tempo de eleição.

  49. Marcelle

    25/12/2010 17:35:33

    Sakamoto,Não sei se você lê tudo o que as pessoas comentam, se lê, deve algumas vezes rir, outras vezes se indignar de ver que há tantas pessoas que pensam que sabem muito, que são muito cultas e por isso tem o direito de escrever um monte merda nessa página e em outras, também deve ler palavras mais coerentes...enfim, gostaria que soubesse que quando você escreve, me faz refletir, algumas vezes usar os textos para discutir em sala de aula, os temas são sempre bem selecionados, mas o texto de hoje de forma especial, foi muito peculiar, mexeu muito comigo (não só comigo). Então eu penso,será que posso desejar feliz natal?

  50. Ciro Lauschner

    25/12/2010 17:25:00

    Não Sr. Eric: O MST é um movimento que não quer terra e atender suas argumentações é desperdício de dinheiro público.Bilhões já foram gastos e 99% dos assentamentos vivem de bolsa do governo mesmo com terra para plantar. Os poucos assentamentos produtivos vem daqueles que compraram o lote dos que o ganharam.E êsse de papo de "grande mídia"faz a cabeça, ´parte do pressuposto de que todos são bobos e que ninguem tem capacidade de análise.A argumentação de "segurança alimentar" foi muito usada pelos membros do governo FHC que implantou o programa, que apenas foi unificado sob o nome bolsa família depois que o Fome Zero que era o nome nunca saiu do papel.E falar em consciência política do recebedor do bolsa família, me poupe.Ele apenas segue manipulado agora pelo governo e antes o era por alguns políticos , mas a compra de votos segue como há muitos anos atrás.E o néo liberalismo é aquele sistema que está permitindo que vc. exponha sua opin ião na internet, caso contrário terias que divulga-las em panfletos rodados em mimiógrafos.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso