Blog do Sakamoto

Em briga de marido e mulher, agora se mete a colher

Leonardo Sakamoto

Tenho alguns amigos que, quando colocados contra a parede em temas considerados polêmicos, valem-se de pílulas de sabedoria para enfiar uma rolha na discussão, seja porque por preguiça de pensar, de discutir ou mesmo do interlocutor. Sim, sou chato e não me abalo com isso.

Um dos provérbios populares recorrentes que mais me irritam é ''em briga de marido e mulher, ninguém mete a colher''. Pois, por trás do que parece um conselho para que a comunidade deixe o casal resolver seus problemas através do diálogo e se respeite a privacidade, está embutido o fechar o olho para outras coisas. Uma vez que não se sabe quem começou ou de quem é a culpa por um problema, o ''correto'' tem sido se calar. Pelo menos, essa é a recomendação do dito popular.

Como se existisse qualquer razão que justificasse uma agressão física. E como se a coletividade não tivesse responsabilidade pela garantia da dignidade de todos os seus membros – dignidade que é a razão que nos une como seres humanos, pois todos nascemos – pelos menos, em teoria – com direito a ela.

Muitas vezes, não se escutam gritos de socorro ou pedidos de ajuda ou eles são retirados após o calor do momento por medo do presente ou do futuro. Ou por saudade do passado, que sustenta a esperança. Ou por uma miríade de outros motivos que não foram suficientemente fortes para impedir que o Supremo Tribunal Federal decidisse, neste quinta (9), que um agressor pode ser processado por violência doméstica mesmo que a vítima não apresente queixa ou a retire. Por dez votos a um, a Corte seguiu o voto do relator Marco Aurélio Mello, liberando o Ministério Público para ajuizar ações sobre esses casos.

Em 1983, o ex-marido de Maria da Penha – o covarde Marco Antônio Herredia Viveiros – atirou nas costas da esposa e depois tentou eletrocutá-la. Não conseguiu matá-la, mas a deixou paraplégica. Muitos anos de impunidade depois, ele pegou seis anos de prisão, mas ficou pouco tempo atrás das grades.

A busca por justiça tornou-a símbolo da luta contra a violência doméstica. Em agosto de 2006, foi sancionada a lei 11.340, a Lei Maria da Penha, para ajudar no combate à violência doméstica. O STF confirmou a validade da lei em votação que antecedeu a decisão de tornar desnecessária a denúncia da agredida.

A confirmação foi importante. Ainda há juízes e policiais que cismam em não aplicá-la, arquivando casos e deixando a justiça naufragar em nossa sociedade patriarcal e machista. Maria da Penha recebeu R$ 60 mil do governo do Ceará devido a uma condenação de 2001 da Corte Interamericana de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos (OEA). Não alivia o que teve que enfrentar, mas faz com que a responsabilização do Estado fique cada vez mais clara. O Brasil se omitiu diante dela, como se omite diante de milhares de mulheres que, agredidas diariamente em silêncio, inventam quedas da escada para justificar olhos roxos ou usam roupas compridas para esconder hematomas.

Em uma sociedade que diz que um ''tapinha não dói'' (que vergonha alheia quando ouço alguém cantarolando isso…), a decisão do STF é uma lufada de ar fresco.

Deve ter deixado muito homem babaca irritadíssimo com uma suposta ''interferência do Estado na vida privada''. Afinal de contas, quem esses juízes pensam que são? Eu bato na minha mulher/filha/mãe/irmã na hora que quiser e com o objeto que quiser! A esses criminosos, o meu desprezo.

Ainda bem que as decisões do STF sobre a interpretação da Constituição Federal visando à garantia de direitos não são tomadas com base em pesquisas de opinião ou para onde sopra a opinião pública em determinado momento. Afinal de contas, uma democracia verdadeira passa pelo respeito às minorias, garantindo sua dignidade mediante a uma maioria que pode ser avassaladoramente violenta.

  1. Dilemas – decisão do STF sobre a Lei Maria da Penha e a autonomia da vítimaBlogueiras Feministas | Blogueiras Feministas

    15/02/2012 10:58:47

    [...] Em briga de marido e mulher, agora se mete a colher – Leonardo [...]

  2. Jurandir

    14/02/2012 21:56:22

    Tá explicado, a Cora quer mesmo é acabar com a propriedade privada... hahaha, esse povo é folclórico.

  3. Mohammad

    14/02/2012 21:43:43

    Sakamoto, sou um grande admirador seu.Nós, muçulmanos, matamos as mulheres que "envergonharem" a família ou a religião do profeta - ser estuprada por exemplo, é uma forma de envergonhar a família.Nos juntamos em conselho familiar, e geralmente o caçula (menor de idade) é designado para levar a tarefa a cabo.Sempre fizemos isso, e agora, na Europa, nosso hábito está encontrando certa resistência por parte dos ocidentais preconceituosos.Peço sua ajuda para combater essa terrível discriminação que nossa cultura milenar está sofrendo no ocidente cristão (onde mais?), que não sabe conviver com o diferente.

  4. Jose Mario HRP

    13/02/2012 06:59:05

    O fato é que como alguns guias meus me dizem ,certas idéias ou hábitos de pensar são como fumo, vicio.Não lhes é possivel pensar adiante, melhor, aliás a espiritualidade ou a falta de trás mais dificuldades.Certas idéias já passaram, são estágios já vencidos , mas as pessoas teimam em desfraudá-los como troféus.Portanto se o conceito aborto lhes agrada e não veem nele nenhum ponto equivocado é de bom tom aceitar que tais pessoas não podem ainda atingir novo patamar de moralidade e evolução da espiritualidade.Falar sobre isso para alguns pode parecer arrogancia, insensibilidade, mas o livre arbitrio é isso mesmo, ação e consequencia.O atrito e a discussão estressam e conflituam.Claro que as mulheres são e devem ser vistas como iguais aos homens e se estão no estágio de colocar a individualidade acima do coletivo é deixar o tempofluir e a evolução seguir na velocidade que tiver.Tudo tem seu tempo!

  5. Morais

    12/02/2012 23:15:54

    Desde quando mulher é minoria? Ela é maioria na sociedade.

  6. Cora

    12/02/2012 22:35:43

    ???????????

  7. Cora

    12/02/2012 22:32:10

    Vc tem razão, Jose Mario. Boçal é um xingamento. Mas, observe q só te chamo de boçal qdo vc faz comentários inapropriados, cheios de menosprezo e desdém pelas mulheres e só nessas ocasiões.Já o seu comportamento comigo é bem diferente, vc sabe. Nem sei, tem o q, uns 3 meses q vc fica no meu pé? Vc sabe tb, q poderíamos ter resolvido essa questão há muito tempo. Num post recente me dispus a esquecer td e tentei conversar com vc numa boa. Vc não aceitou. Acho, sim, q vc me deve desculpas, q me deve uma mensagem de retratação. Afinal, foi vc quem começou essa história. Mas isso não vai acontecer, eu sei.Então podemos nunca mais nos falar (estou disposta a isso) ou nos limitarmos a comentar apenas as ideias expostas em nossas mensagens, sem nenhuma menção a essa discussão sem fim.O q vc acha?

  8. Luiz Cruz

    12/02/2012 20:52:18

    Ué !!! ????? Mas cadê o direito de escolha.Será que alguém precisa decidir pela mulher se quer ou não prestar uma queixa ?Isso é preocupante: as mesmas pessoas que esbravejam ruidosa e intransigentemente que a mulher tem o direito de interromper uma gravidez (e consequentemente matar outro ser humano) afirmam que ela não tem o direito de decidir se quer ou não denunciar o companheiro agressor.Que diabos de lógica é essa ?

  9. Jose Mario HRP

    12/02/2012 19:05:17

    Boçal é o que?Mas , sorry!Voce é o arcadismo, a idéia do passado!Passou!

  10. Jose Mario HRP

    12/02/2012 19:03:55

    Voce precisa de grana?Nem me diga!Eu topei a coisa do sacrificio!]Hoje, se voce toma essa direção, pagadora de sapo, tipo me colocar como dependente, só mostra o que e que carater voce tem!Não não sou super auto suficiente.Mas .....que falta de argumentação!Pobrezinha!

  11. Jose Mario HRP

    12/02/2012 18:59:48

    culpa das mulheres?Fala sério pica pau!

  12. Júlia

    12/02/2012 18:05:04

    Nada como uma entrada do Blog do Sakamoto para colocar um sorriso no rosto e lembrar que há muit@s profissionais que prezam por um jornalismo de qualidade e comprometido com a sociedade. Obrigada Sakamoto :)Mas, quero deixar também a minha contribuição.Não há nada como repetir um conhecido lema dos movimentos feministas: o pessoal é político. E disso se trata. Todas as nossas decisões diárias têm um fundamento político. Da mesma forma, os problemas vividos por uma mulher é político e é um problema de todas as pessoas.Se é um problema de todas pessoas, temos de deixar de uma vez os eufemismos e passar à gênesis do problema: isso é violência de gênero, e não doméstica. As habituais divisões entre público/privado, masculino/feminino, sexo forte/sexo delicado... é o que fundamenta esse "sentir-se no direito" de exercer a violência sobre a "outra", a que depende "dele", a que "pertence ao mundo privado dele" e, portanto, o que acontece nesse mundo "não diz respeito à ninguém mais".Chega de eufemismos. Identificar e dar nome ao problema é um dos passos para combatê-lo.Também vale ressaltar que não é uma questão de políticas públicas para grupos minoritários. Somos metade da população mundial (não é uma cifra exata, claro). E, no Brasil, dos 190 milhões e uns quebrados de habitantes, somos mais de 97 milhões de mulheres (ou seja, mais da metade).Quando colocamos cara (ou melhor, caras) à violência de gênero, vemos que já não falamos apenas de agressões físicas. É a publicidade sexista, é a desigualdade no âmbito laboral, são as piadinhas diárias, os ditados populares (como o que faz alusão o título) que reproduzem e banalizam a violência e uma infinidade mais de comportamentos neomachistas e micromachistas que temos que aguentar quase que diariamente. Para quem não tem problemas com o castellano, deixo aqui a entrada do blog da jornalista vasca June Fernández, sobre micromachismos (altamente recomendada e os comentários também!): http://gentedigital.es/comunidad/june/2011/12/16/paranoicas/Por último, deixo o que, para mim, é uma máxima: "Direito sexual e reprodutivo: as mulheres decidem, a sociedade respeita, o Estado garante e as igrejas não intervêm".

  13. Cora

    12/02/2012 11:35:11

    jose mario, é claro q td a sociedade (homens e mulheres) está engajada em campanhas de saúde e de segurança. Inclusive, com o aumento da incidência de câncer de próstata, campanhas q incentivam homens a consultarem médicos e realizarem exames periódicos são feitas.Considero a demanda dele coerente e justa. Mas, infelizmente, isto só é colocado em debate qdo o reclamante acha q o assunto em pauta está de alguma forma relacionado com o feminismo. Isso só é colocado em debate qdo o reclamante acha q as mulheres estão querendo demais.Considero isso contraproducente, como já expus. O feminismo não é briga de homem e mulher. Não é disputa pra saber quem fica com o maior pedaço do bolo. Machismo prejudica homens e mulheres. É obvio q o prejuízo feminino é muito maior. Por isso o foco da luta é a liberação feminina. Mas, feminismo é luta por igualdade de direitos. É luta pela eliminação de padrões de comportamento relacionados ao gênero.Qdo os homens se derem conta de q tds ganham com uma sociedade mais igualitária, talvez parem de gritar tanto para manter privilégios q mantêm a desigualdade.Se vc analisar, verá q tds as reclamações masculinas tem origem no machismo e não no feminismo. É o machismo q prega a dependência financeira e emocional da mulher em relação ao homem. Vcs se queixam disso, dessa dependência, rotulando mulheres de serem exploradoras, mas essa relação só existe, só é possível justamente pq vivemos imersos no machismo. Pq homens insistem em estabelecer relacionamentos baseados nessa dependência. Muitas vezes, é difícil pra mulher q nasceu e sempre viveu dependente (do pai e do marido), se libertar. Daí casos como o da Ceres, tratado com tanto desdém e insensibilidade por vc.Mas, vcs atacam o feminismo. Mulheres feministas são independentes e bem resolvidas emocionalmente. Não exploram ninguém. Estabelecem relacionamentos baseados no companheirismo e não na dependência. Pq não apoiar a causa feminista se vc tb se queixa tanto do machismo?Vc acha q a falta de recursos em determinadas áreas da saúde é culpa das mulheres?Vc está propondo uma maior divisão entre homens e mulheres? Vc está propondo q homens e mulheres se distanciem e não apóiem as demandas uns dos outros? Ou melhor, q não apóiem demandas q tornem a sociedade mais igualitária? Está propondo q se odeiem? Q vejam no outro seu inimigo?É isso?Vc quer aprofundar diferenças?Explica aê q eu não tô entendendo.

  14. Cora

    12/02/2012 11:22:28

    seja educado, jose mario. ou eu conto pra sua mãe q vc não está se comportando e ela corta seu acesso à internet, heim!

  15. Cora

    12/02/2012 11:19:24

    "Será que não percebem que o diálogo, a fraternidade, a caridade e o amor ao próximo são a solução?"qdo vc começará a praticar isso q prega, jose mario?tento dialogar com vc pra resolver uma pendenga há MESES, e vc se nega ao diálogo, me xinga e me persegue.tento procurar solidariedade e caridade em seus comentários e não consigo encontrar. encontro apenas desdém e indiferença. qdo não crueldade, como no seu comentário à Ceres, mais acima.amor ao próximo? onde está?nós estamos batendo boca há meses. continuaremos assim?caso afirmativo, observe q não fico xingando vc. não apelo.então, seja caridoso e tb não apele.os outros comentaristas não precisam ler agressões sem sentido por aqui o tempo td.ah! antes q me esqueça. a caridade não estará direcionada a mim, não, viu? peço q seja caridoso com os demais comentaristas. poupe-os dos seus chiliques.

  16. G A L

    12/02/2012 10:46:27

    Bem equivalente àquele comentário: "Ela foi estuprada pq usava roupa provocante."Não, ele não pensa antes de escrever.

  17. primo altamirando

    12/02/2012 10:16:51

    Este aí , é fantoche do Saka....

  18. Millorigni

    12/02/2012 06:09:34

    Essa teoria estapafúrdia tem base em que trabalho intelectual?Não li nada disso por aí. Marx, Hegel,Engels, Hanna Arendt, Gramsci, Quem?, teorizando com os seus poucos neuronios não danificados?O homem passou a comandar as familias e grupos por força de sua capacidade de lutar, caçar, e por ter uma capacidade corporal mais adaptada aos meios ambientes no decorrer da história e evolução.Propriedade?A vida em sociedade e em estando ela em evolução leva ao direito e a ansia a propriedade, não é um traço cultural ou genetico ruim, mas que não deve passar por cima do direito da sociedade.O resto é balela!Mulheres no poder são tão frias e insensiveis como homens!Only business!

  19. Jose Mario HRP

    12/02/2012 05:54:09

    Agora depois do descarrego vamos dar o braço a mulher e dar aquela caminhada!Tchau!

  20. Jose Mario HRP

    12/02/2012 05:52:25

    Edna?"E não adianta falrmos de nossas vidinhas de classe média, Vamos falar da maioria.Vamos lá para os suburbios e cidades do interior. Lá a gente vê que quase nada mudou para a mulher."??????????????Nooooossa!Voce trabalha no IBGE?O mundo muda, e se voce está preocupada com hábitos culturais tem que considerar o todo!Nas classes mais pobres filhos são responsaveis por boa parte do trabalho em casa!Voce não conhece tanto quanto pensa, e homens ajudam sim, se voce não os ve é porque essas familias não aparecem, são harmoniosos, não há alarde!O mundo muda e já mudou muito!E não precisa de gritaria fanatica!

  21. Jose Mario HRP

    12/02/2012 05:46:44

    Cora(a que tem fixação pela palavra boçal)!Argumentos fajutos ?Ou aquilo que narciso ve de diferente não serve?Fajuta é o seu fanatismo que cega! Milhares de homens compraram as camisetas do cancer de mama, mas não foi nenhuma mobilização que fez o governo olhar o cancer de mama com outros olhos e disponibilizar recursos"!Foram os milhões gastos com hospital, proteses, fisioterapia e psicologos! Com os acidentes de transito foi igual, cinto de segurança(multas e o código nacional de transito, as leis do alcool ao dirigir e outras tantas leis e campanhas visando diminuir custo!Nada de panfletarismo babaquara de fanaticas como voce!Já os cancer de pe nis e próstata.....necas de recurso, de folhetos e campanhas nas policlinicas e centros de saude!AH! Claro que milhões de homens entraram nessa do cancer de mama.....As mães são um incwentivo muito grande, pois ninguém fica insensivel ao sofrimento de sua própria mãe!E voce Cora?

  22. Jose Mario HRP

    12/02/2012 05:38:49

    Cora disse:12/02/2012 às 3:37Millorigni e rerererere, a Edna já disse td. A mulher ainda fica com o trabalho doméstico, e o principal e mais desgastante do cuidado com os filhos. É difícil a casa em q o homem partilha igualmente as responsabilidades. É justo q tenha aposentadoria mais cedo.Olha só a conversa fi a da dessa sujeita!è justo?Porque mude de marido!Se não paga pelo privilégio tem que se usar os mesmos critérios!Aliás o IBGE e os cartórios provam que mulher vive mais, portanto 35 anos para todos já!

  23. Jose Mario HRP

    12/02/2012 05:35:30

    Edna disse:11/02/2012 às 16:56Milliorigni,Nnao será por que a mulher tem jornada tripla de trabalho?Vc faz o mesmo, mesmíssimo trabalho que ela faz na sua casa no fim de semana?Fofinhsa, veja só, as leis que regem a previdencia jamais podem comtemplar romanticamente essa "dupla" jornada!Isso não existe nas leis, e se o maridão é va ga bo, mude de homem!Previdencia se define por critérios técnicos e economicos e não com cho ro ro!

  24. Jose Mario HRP

    12/02/2012 05:32:34

    EDNA????????????????????????“E esse negócio de que vivem mais, tem uma explicação médica: mulheres que trabalam no lar, usam muito os braços. O uso constante dos braços, levantando abaixando, etc (por acaso vc já varreu uam casa, passou pano, limpou janelas, se sim, saberá o quanto é parecido com uma ginástica pesada) faz bem ao funcionamento do coração. Deixa-o mais forte.”FALA SÈRIO!Again

  25. JOSE MARIO HRP!

    12/02/2012 05:31:47

    EDNA????????????????????????"E esse negócio de que vivem mais, tem uma explicação médica: mulheres que trabalam no lar, usam muito os braços. O uso constante dos braços, levantando abaixando, etc (por acaso vc já varreu uam casa, passou pano, limpou janelas, se sim, saberá o quanto é parecido com uma ginástica pesada) faz bem ao funcionamento do coração. Deixa-o mais forte."FALA SÈRIO!

  26. Cora

    12/02/2012 04:34:10

    Ricardo, esse talvez seja o assunto em q há mais concordâncias entre nós, com uma ou outra ressalva na forma, né? Mas, não posso deixar passar. O mundo é td ele patriarcal. E da forma mais tacanha possível. Essa beligerância humana, é td ela patriarcal.Deve ter havido, em algum momento da evolução humana, sociedades matriarcais. Há espécies de primatas não humanos liderados por fêmeas, formando sociedades bastantes pacifistas, aliás. Isso indica q pode, em algum momento da história da humanidade, ter havido sociedades matriarcais.Mas, o advento da propriedade e as questões de herança acabaram com a independência feminina. Como garantir a procedência da prole de modo a assegurar a herança para os filhos legítimos? Com o controle total e absoluto do corpo e do comportamento feminino. A opressão feminina começou junto com a primeira propriedade privada. Onde há transmissão de bens por herança, há patriarcado. Onde há patriarcado, há opressão feminina.É claro q muitos países já avançaram nessa questão, mas o ranço patriarcal ainda ronda muitos deles. E aqui, então, nem se fala...

  27. Cora

    12/02/2012 04:05:59

    Marco Túlio, o machismo não se resume a bater na companheira. A relação de poder q vc estabeleceu em sua casa, segundo suas próprias palavras, é uma expressão do machismo. Ser conservador, meu amigo, é ser machista.Machismo é relação de poder e controle. É opressão, q nem sempre é chocante, com violência física. É opressão q se naturalizou de tal forma, q sequer é percebida. E, qdo alguém a aponta, não é reconhecida. Alguns a exercem batendo tb, mas a opressão disfarçada de condescendência, de proteção, de cuidado, pode ser ainda mais cruel, justamente pq não pode ser identificada. É difusa.A objetificação da mulher tb é obra do machismo. Somos mestres nessa arte aqui no brasil. Essa forma de opressão vem embalada na mística da sensualidade da brasileira. Não podemos sequer reclamar disso, pois é um elogio! Veja vc, como o machismo pode ser perverso.E, se a história for assim mesmo, como vc a conta, é reflexo tb do machismo. É a ideia de q o homem deve prover e mulher deve ser protegida. O machismo cria uma relação de dependência q pode ser muito difícil de romper. E aí o homem torna-se o coitado explorado e a mulher a bruxa exploradora. Que conveniente, não? Mas que inventou os papéis de gênero, meu amigo, não foram as mulheres. Agora, aguentem. Ou engajem-se em nossa luta pela igualdade de gêneros.Criticam tanto o feminismo, mas as coisas das quais reclamam são obras justamente do machismo e não do feminismo. Procure conhecer o movimento feminista e verá como q o q te incomoda é justamente tradições machistas.Qto ao câncer de próstata, acho um pouco demais q vcs queiram q nós mulheres compremos essa briga tb. Sugeri ao millorigni q começasse uma campanha de combate ao câncer de próstata. Ele, se aceitar minha sugestão, pode convidar o rerererere e agora, vc, q tb está interessado nesse assunto.Simples assim.

  28. Cora

    12/02/2012 03:37:59

    Millorigni e rerererere, a Edna já disse td. A mulher ainda fica com o trabalho doméstico, e o principal e mais desgastante do cuidado com os filhos. É difícil a casa em q o homem partilha igualmente as responsabilidades. É justo q tenha aposentadoria mais cedo.E rerererere, é claro q homens solteiros fazem o serviço de casa, né? Quem mais o faria?No entanto, se um dia alcançarmos a tão sonhada igualdade em termos de direitos e deveres, certamente o tempo pra aposentadoria será, tb, igual. Por enquanto, é extremamente insensível usar este argumento. Se vcs acham isso injusto, engajem-se na luta das mulheres pela igualdade entre os gêneros e pela eliminação de padrões de comportamento baseadas em gênero. É a melhor maneira de conseguirmos tb, igualdade no tempo de aposentadoria.Qto à saúde, lance a campanha millorigni. Ou vc quer q nós, mulheres, tb façamos isso por vcs homens? Acho inclusive justíssimo a sua reivindicação por mais visibilidade a esse problema de saúde masculino. Mas estamos muito ocupadas rebatendo argumentos fajutos q tentam desqualificar as lutas feministas. Não dá tempo de cuidar tb das demandas masculinas. Seria uma 4ª jornada e aí, talvez precisássemos nos aposentar ainda mais cedo. Q tal vc começar um movimento pela saúde masculina? Convida o rerererere, pra começar. E olha, não estou sendo irônica, não. Falo sério mesmo.

  29. Cora

    12/02/2012 03:19:01

    Ceres, não se desculpe e não se sinta culpada. Infelizmente ainda temos, no brasil, o péssimo hábito de culpar a vítima pelo crime cometido contra ela.E nas delegacias, onde deveria ser diferente, o constrangimento é ainda maior. E nem mesmo em delegacias especializadas a mulher está livre de julgamentos.Devemos lutar tds os dias pra mudar a mentalidade machista e misógina do brasileiro.É uma vergonha a forma como tratamos as vítimas de violência doméstica e de crimes sexuais em nosso país.

  30. Cora

    12/02/2012 03:10:12

    pq vc não pensa antes de escrever? vc é doente?

  31. JOSE MARIO HRP!

    11/02/2012 20:08:47

    Mulheres com problemas circulatórios?Igualzibnhos aos do homens:Má alimentação. maus hábitos alimentares, estress trabalhista, bebida, sexo inconsequente como os homens(SIDA/AIDS)....Mas voces perceberam que o que há igualdade!No bem e nas coisas erradas que fazemos no dia a dia!Será que não percebem que o diálogo, a fraternidade, a caridade e o amor ao próximo são a solução?E aí voces me vem com aborto, sexo inconsequente e fast food!?Vou ver os cachorros, que a noite caiu e o ar da noite e a "dama da noite" começou a espalhar seu perfume !TTCCHHAAUU!

  32. JOSE MARIO HRP!

    11/02/2012 19:59:55

    Viveu por que quis!

  33. JOSE MARIO HRP!

    11/02/2012 19:58:00

    Voce, patricia, parte do pressuposto de uma hipótese improvada!Mas lembre, perante a lei voces já deveriam estar se aposentando com 35 anos de trabalho.....em casa trabalhe se quiser, ou voce paga também pelo trabalho em casa?O pressuposto de jornadas a enesima potencia é sua, generaliza?Fala sériop!Eu falo de lei, mas voce fala de hipotese e "ses"!Dificil de por aqui como argumentação provavel ou justas!Paga-se pela contribuição para aposentadoria, assim, JUSTIÇA e IGUALDADE no trabalho OFICIAL! JÁ!

  34. Ricardo Santa Maria Marins

    11/02/2012 19:24:38

    Olá! Caros Comentaristas! E, Sakamoto!Olá! ARNEY! Não há nessa Lei Maria da Penha, agora decidida pelo STF, ampliadamente, NADA de INCONSTITUCIONAL. Ao contrário PEMITE a denúncia contra o agressor HOMEM e contra a agressora MULHER. É mão de via dupla!Sua interpretação está equivocada!E sobre um mundo matriarcal. Sempre foi!Engano imaginar que é patriarcal!Se raciocinarmos mais descompromissadamente, ou desvinculadamente, chegaremos a essa conclusão. E mais, com a Lei Maria da Penha há maior equilíbrio entre mundo Patriarcal e Matriarcal. E quer saber, o Patriarcal sairá beneficiado.É como vejo!OPINIÃO!

  35. Jonas da Silva Saoro

    11/02/2012 18:13:23

    Jota Greatfields, great Fields!!De tão histórica que é sua biografia,Aguentamos com voz sadia!Já não basta aturá-las,Temos é que calá-las!Fica aqui o meu soneto,Que baseado em seu corneto,Segue meu exemplo!Big Brother uma ova,A onda agora é Sakamoto Show!O profeta da vida alheia!Um cara sem palavras, com atitudes,Para tantas palavras gastas neste blog,Pouquíssimas vezes vistas antes nestepaiz!Um cara felomenal, com pouca inteligência,Mas muita persistência!Pouco QI, porém muito KY na retaguarda!

  36. Arney

    11/02/2012 17:59:49

    Essa lei é absurdamente MACHISTA e ANDROFOBICA! POis considera que violencia contra homens NÂO È CRIME!. Ela só reforça o preconceito contra mulheres e homens, cria alienação parental, calunia, difamação, injuria etc. PORQUE HOMENS NÃO PODEM TER DIREITOS DE NÃO SEREM AGREDIDOS??? PORQUE A LEI NÃO E CONTRA A VIOLENCIA DOMESTICA SIMPLESMENTE FUGINDO ASSIM DA INCONSTITUCIONALIDADE???E o exame de corpo de delito de homem que levou um tapa de mulher? Vale alguma coisa????E agora??? que OS RELACIONAMENTOS DOMESTICOS TAMBEM SÃO DE HOMENS COM HOMENS E MULHERES CONTRA MULHERES???? SIGNIFICA QUE OS CASAIS DE HOMENS NÃO PODERÃO USA-LAS E OS CASAIS DE MULHERES PODERÃO USAR UMA CONTRA A OUTRA????Não quero nem saber do caso de Maria da Penha que já virou historiaEstou fAlando de GARANTIAS CONSTITUCIONAIS!!! E DE PRECONCEITOS!!! QUE É O QUE ESSA LEI CAUSA!!!!Enfim trata-se de mais uma Lei que tenta criar o "matriarcado " por Lei, numa sociedade absurdamente machista (INCLUINDO A ABSOLUTA MAIORIA DAS MULHERES QUE EXIGEM QUE OS HOMENS SEJAM HOMENS E PAGUEM TUDO E FAÇAM TUDO O QUE QUEREM FODA-SE COMO!!!)É MAIS UMA LEI AUTORITÁRIA, ANDROFÓBICA E QUE POR ISSO MESMO, TEM TUDO PRA SER CADA VEZ MAIS INEFICIENTE!!!

  37. Arney

    11/02/2012 17:57:34

    Essa lei é absurdamente MACHISTA e ANDROFOBICA! POis considera que violencia contra homens NÂO È CRIME!. Ela só reforça o preconceito contra mulheres e homens, cria alienação parental, calunia, difamação, injuria etc. PORQUE HOMENS NÃO PODEM TER DIREITOS DE NÃO SEREM AGREDIDOS??? PORQUE A LEI NÃO E CONTRA A VIOLENCIA DOMESTICA SIMPLESMENTE FUGINDO ASSIM DA INCONSTITUCIONALIDADE???E o exame de corpo de delito de homem que levou um tapa de mulher? Vale alguma coisa????E agora??? que OS RELACIONAMENTOS DOMESTICOS TAMBEM SÃO DE HOMENS COM HOMENS E MULHERES CONTRA MULHERES???? SIGNIFICA QUE OS CASAIS DE HOMENS NÃO PODERÃO USA-LAS E OS CASAIS DE MULHERES PODERÃO USAR UMA CONTRA A OUTRA????Não quero nem saber do caso de Maria da Penha que já virou historiaEstou fAlando de GARANTIAS CONSTITUCIONAIS!!! E DE PRECONCEITOS!!! QUE É O QUE ESSA LEI CAUSA!!!!Enfim trata-se de mais uma Lei que tenta criar o "matriarcado " por Lei, numa sociedade absurdamente machista (INCLUINDO A ABSOLUTA MAIORIA DAS MULHERES QUE EXIGEM QUE OS HOMENS SEJAM HOMENS E PAGUEM TUDO E FAÇAM TUDO O QUE QUEREM FODA-SE COMO!!!)É

  38. Edna

    11/02/2012 17:47:09

    Ops, "sobram" na MÃO da mulher.

  39. Edna

    11/02/2012 17:46:11

    rererere, agoar que é solteiro, faz tudo. Mas antes, não era sua mãe?E o que ocorre é que o trabalho de uma casa de solteiro é muito menor do que uma casa com marido e filhos, principalmente filhos, que sempre "sobram" na mµai da mulher.E não adianta falrmos de nossas vidinhas de classe média, Vamos falar da maioria.Vamos lá para os suburbios e cidades do interior. Lá a gente vê que quase nada mudou para a mulher.

  40. rerererere

    11/02/2012 17:32:11

    Não estou defendendo nenhuma posição, mas sou solteiro, moro sozinho, trabalho fora, lava minha roupa, limpo minha casa e faço comida

  41. Edna

    11/02/2012 16:56:39

    Milliorigni,Nnao será por que a mulher tem jornada tripla de trabalho?Vc faz o mesmo, mesmíssimo trabalho que ela faz na sua casa no fim de semana?Se tem funcionária que faz, por acaso vc cuida ou cuidaria das crianças?O lar ainda continua nas mãos das mulheres. E enquanto for assim, devem ter aposentadoria precoce, sim.E esse negócio de que vivem mais, tem uma explicação médica: mulheres que trabalam no lar, usam muito os braços. O uso constante dos braços, levantando abaixando, etc (por acaso vc já varreu uam casa, passou pano, limpou janelas, se sim, saberá o quanto é parecido com uma ginástica pesada) faz bem ao funcionamento do coração. Deixa-o mais forte.Hoje o índice de mulheres com ataque cardíaco e problemas circulatórios, por estarem muito sentadas e com alto nível de estresse, está se igualando ao dos homens.Que tal dividir as tarefas domésticas no fim de semana? Talvez homens durem mais e mulheres fiquem menos estressadas.

  42. Edna

    11/02/2012 16:45:55

    Olha isso!!! A pessoa tem 4 filhos, 20 anos de casado e um juiz decreta que não tem pensão???Juizes machistas, preconceituosos, homofóbicos, racistas decidem nossas vidas...

  43. Ricardo Santa Maria Marins

    11/02/2012 16:42:17

    Olá! Caros Comentaristas! E, SAKAMOTO!Olá Chesterton, NÃO, você está ERRADO! A Lei Maria da Penha é contra AGRESSÕES FÍSICAS contra a MULHER, preferencialmente. Só ISSO!O TEMA ABORTO vai muito além!Sua lógica é ilógica. Durante bom tempo ao longo o que existe é um amontoado de células INDEFINIDAS.Sua mistura de cenários vai mais prejudicar do que ajudar! E por fim, o aborto será APROVADO!As igrejas em geral NÃO devem interferir além de opiniões e pressões racionais. Acusações como a do Bispo de Assis! Poderão levar o país a uma GUERRA religiosa e terrorista contra a igreja.É o que fazem no MUNDO ÁRABE!Os BISPOS e a CNNB a IGREJA CATÓLICA devem se PREOCUPAR com os ASSASSINATOS DE ALMAS, de crianças, SODOMISADAS por PEDOFILIA dentro das IGREJAS mundo afora. E deixarem de ser SAFADOS!Quem sabe, menos abortos produzidos por Padres, sejam evitados!OPINIÃO!

  44. Edna

    11/02/2012 16:40:42

    Cleiry, vc pode ter salvado uma vida... E se ela fosse morta? Seria muito mais difícil pra vc,conviver com isso, do que passar uma noite na cadeia.Muitas mulheres não seriam mortas se tivessem mais pessoas como vc...Parabéns.

  45. Chesterton

    11/02/2012 15:48:11

    essa mulher de verdade é homem.

  46. Lulu

    11/02/2012 15:15:59

    Ok. Se não é de saúde pública é caso de...?

  47. Lulu

    11/02/2012 15:13:46

    Caro Sr. Ricardo,Há pontos importantes de seu comentário. Faltava alguém ponderar que as desigualdades existem no mundo real. Culturalmente homens e mulheres são diferentes e é preciso que tais diferenças não promovam e/ou justifiquem a diminuição do outro, especialmente em relação a agressão física.Temos que considerar também que o significado desta decisão, aparentemente (vide comentários anteriores), ainda não foi e não será facilmente absorvido pelos indivíduos. Mas é um começo, enfim...

  48. Jonas da Silva Saoro

    11/02/2012 15:11:20

    POESIA SAKAMOSTÍSTIKASakamoto, ou Sakamuito,Como diria nosso mestre global, o Bial…Ou não, diria o profeta Cleber Axe.Perigoso é saudoso, bem como audacioso.Não consigo encontrar palavras, saca muito, saca mesmo.Amigo Daniel Braga, de onde vem tanta praga?Querida Maria Alice, quanta cretinice,Creio que da Cristiane Dantas, sua anta!Blasfêmia é nos referirmos às cadeias,Quando o que mais esperamos, é um pouco de gente que semeia.Roberto Grossi, um especialista que quase tosse,Tanta é a bobagem a qual tem posse.Primo Altamirando, um rapaz que, se não é doutorando,Se aproxima multiplicando.JOTA CAMPO GRANDE, que de grande ignorante,Quase se torna uma Sandy.Marilu e O Asno,Uma botava ovo e e o outro trata com descaso!Aguardo retorno como um corno,Com a resposta ao forno,Para evitar qualquer transtorno.Deixo aqui com minha poesia,A melhor biografia,Para retratar a hipocrisia,De quem se retrata e se delfinha!Demais!!

  49. Millorigni

    11/02/2012 14:55:36

    Olha aqui uma opinião serena sobre o caso:http://colunas.revistaepoca.globo.com/paulomoreiraleite/2012/02/08/pm-e-entulho-autoritario-lembra-disso/Quem gosta de 12 anos é o Cabralzinho, o JW gosta de cerva e branquinha!(pinga)

  50. Chesterton

    11/02/2012 14:55:32

    exatamente porque é complexo, NÂO é uma questão de saúde pública.A melher é mais fraca que o bebê, logo a lei Maria da Penha é contra o aborto ou não é a lei Maria da Penha.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso