Blog do Sakamoto

Teste: Há um político que deveria apanhar no Brasil?

Leonardo Sakamoto

O ex-deputado federal Eduardo Cunha foi agredido fisicamente no aeroporto Santos Dumont. Ele não foi o primeiro e nem será o último político ou figura pública a sofrer esse tipo de ataque. Não tenho nenhum simpatia por ele, pelo contrário, como pode ser visto pelos textos do blog, mas achei fascinante que muita gente afirmou, categoricamente, que ele merecia apanhar.

Não existe opinião pública. O que há são opiniões individuais de mais de 200 milhões de brasileiros, que vêem e pensam as coisas de forma diferente.

Para ajudar no debate, fiz o seguinte teste a fim de entendermos quem somos e para onde vamos afinal.

1) Na frase ''Acho que fulano deveria apanhar para compensar um pouco o mal que fez ao país'', quem é, na sua opinião, o ''fulano''?
a) Eduardo Cunha
b) Michel Temer
c) Lula
d) FHC
e) Dilma

2) ''Fulano deveria ser calado a qualquer custo porque é um risco ao futuro dos nossos filhos.'' Troque ''fulano'' por:
a) Jean Wyllys
b) Jair Bolsonaro
c) Guilherme Boulos
d) Marco Feliciano
e) Kim Kataguiri

3) Em que lugar uma figura pública pode ser agredida fisicamente?
a) Em um restaurante
b) Em um hospital acompanhando a esposa em um tratamento de câncer
c) Em um aeroporto
d) Em um estacionamento
e) Em um shopping center

4) Do que uma mulher que ocupa um cargo público pode ser chamada?
a) Vadia
b) Vaca
c) Vagabunda
d) Piranha
e) Ordinária

5) Quem pode dizer o que um jornal deve ou não publicar?
a) Um juiz
b) Um parlamentar
c) Um presidente
d) Um padre ou pastor
e) O povo

Resposta: Se você não quis apontar nenhuma alternativa porque achou todas um completo absurdo, parabéns. Independentemente de sua orientação ideológica, consegue manter a calma e a sanidade mental em tempos de retrocesso dos direitos fundamentais e liberdades individuais. Sabe que há uma diferença entre vaiar um político exercendo seu mandato e expulsa-lo de um hospital ou agredi-lo fisicamente. E sabe que a partir do momento em que cada pessoa, baseada em suas convicções pessoais, decide ser juiz e carrasco, a sociedade – que já vai mal – entra em colapso. Você, que ficou feliz com a agressão a Cunha: E se fosse com alguém que você respeita ou considera honesto (apesar de outras pessoas discordarem)? Acharia injusto?

Leia também:
A estúpida agressão contra Eduardo Cunha e o Brasil rumo ao fundo do poço